Diferenças entre edições de "João Vaz Corte Real"

235 bytes adicionados ,  00h48min de 29 de novembro de 2020
sem resumo de edição
Não se conhece o percurso pessoal de João Vaz Corte-Real até receber a capitania de Angra, a qual lhe foi doada por carta de 2 de abril de 1474.<ref>[https://archive.org/stream/archivodosaore04pont#page/156/mode/2up ''Archivo dos Açores'', vol. 4 (1882), p. 157-158].</ref> A doação foi feita na sequência da divisão da [[ilha Terceira]] em duas capitanias, a de Angra e a da Praia, na sequência da morte do primeiro capitão da ilha Terceira, [[Jácome de Bruges]], e dos conflitos entre os seus herdeiros e os de [[Diogo de Teive (navegador)|Diogo de Teive]]. A doação da capitania foi feita em recompensa de serviços prestados, sendo que as fontes mais antigas consideram que os mesmos foram realizados em viagens de exploração no Atlântico.<ref name="enciclo" />
 
Entre os «serviços prestados» algumas fontes consideram que João Vaz Corte-Real terá sido enviado por [[Afonso V de Portugal|D. Afonso V]] à [[Dinamarca]], antes de 1473, para participar numa expedição, encabeçada pelo navegador [[Alemanha|alemão]] [[Didrik Pining]], destinada a estabelecer e renovar as antigas ligações da Dinamarca com [[Gronelândia]].<ref>[http://gollnik.net/Amerika-Entdeckung/amerika-expedition-larsen-(1).php Die Entdeckung Amerikas].</ref> Corte-Real teria ainda organizado anteriormente outras viagens que o teriam levado até às costas da [[América do Norte]], explorando desde as margens do [[Rio Hudson]] e [[São Lourenço]] até ao [[Canadá]] e [[Península do Labrador]].<ref>[[Kirsten A. Seaver]]: ''The frozen echo: Greenland and the exploration of North America, ca. A.D. 1000–1500'', Stanford University Press, 1997, ISBN 978-0-8047-3161-4, pp. 199 e seguintes. ({{Google Buch|BuchID=5qonlDkZW3MC&|Seite=199}}). No entanto, o raciocínio de Seaver, amplamente baseado em [[Samuel Eliot Morison]], é inconclusivo e suas fraquezas são abordadas por [[Janus Möller Jensen]] {{Webarchiv|text=''Denmark and the Crusades'' |url=https://www.yumpu.com/en/document/view/4993130/denmark-and-the-crusades-1400/172 |wayback=20140819085327 |archiv-bot=2018-04-18 00:17:46 InternetArchiveBot }}, 1.ª ed., 2005, p. 164, claramente demonstrado.</ref> Contudo, estas viagens permanecem duvidosas.<ref>Cf. {{Citar livro|editor=E. Leroux|autor=Henry Harrisse|título=Les Corte-Real et leurs voyages au Nouveau-Monde|data=1883|local=Paris|URL=https://archive.org/details/cihm_08414}}</ref>
 
Pouco depois de ser nomeado [[capitão do donatário|capitão-donatário]] de [[Angra do Heroísmo|Angra]], partiu para os [[Açores]], acompanhado de sua mulher e filhos e de pelo menos dois dos seus cunhados, Pedro Abarca e Isabel Abarca, pois ambos casaram em Angra.<ref name="genea"/> Fixou-se no então incipiente povoado de [[vila de Angra|Angra]], que fez sede da sua capitania. Com a sua chega a Angra, que terá ocorrido em finais de 1474 ou princípios de 1475, teve lugar o início da segunda fase do povoamento da ilha Terceira.<ref name="enciclo" />