Cosmografia: diferenças entre revisões

1 byte removido ,  16h39min de 21 de dezembro de 2020
m
sem resumo de edição
m
m
O livro ''Cosmographie de'' Peter Heylin, em 1652 (ampliado de seu ''Microcosmos'' de 1621), foi uma das primeiras tentativas de descrever o mundo inteiro em inglês, sendo a primeira descrição conhecida da Austrália e uma das primeiras da Califórnia. O livro tem 4 seções, examinando a geografia, política e culturas da Europa, Ásia, África e América, com um adendo em ''Terra Incognita'', incluindo [[Austrália]] e estendendo-se a Utopia, Fairyland e "Land of Chivalrie".
 
Em 1659, Thomas Porter publicou um ''Compendious Description of the Whole World'', menor, mas extenso, que também incluía uma cronologia dos eventos mundiais desde a Criação . Tudo isso fazia parte de uma tendência importante do Renascimento europeu para explorar (e talvez compreender) o mundo conhecido.
 
== Uso moderno ==