Claude Brasseur: diferenças entre revisões

415 bytes adicionados ,  22 de dezembro de 2020
m
sem resumo de edição
m
m
 
==Biografia==
Filho de um casal de atores, cedo Brasseur encontrou a sua vocação, entrando para o Conservatório onde cursou artes dramáticas. Iniciou-se no teatro, em 1954, na peça '''''Judas''''' de [[Marcel Pagnol]]. Paralelamente à sua carreira no cinema, tem também trabalhadoatuou bastante em televisão, participando em numerosas séries e telefilmes.
 
Foi agraciado com dois [[Prêmio César|prêmios César]], dos quais um de melhor ator coadjuvante em 1977 por ''Un éléphant ça trompe énormément'' e outro de melhor ator em 1980 por ''La guerre des polices''.<ref>{{citar web|título=Claude Brasseur|url=https://www.academie-cinema.org/en/personnes/claude-brasseur-4/|língua=en|publicado=Académie des Arts et Techniques du Cinéma|acessodata=22 de dezembro de 2020}}</ref>
Para além da representação, Brasseur também se notabilizou no autobilismo, tendo inclusivamente participado, como co-piloto de [[Jacky Ickx]], na edição de 1983 do rali [[Paris-Dakar]].
 
Para além da representaçãoatuação, Brasseur também se notabilizou no autobilismo, tendo inclusivamente participado, como co-piloto de [[Jacky Ickx]], na edição de 1983 do rali [[Paris-Dakar]].
 
Morreu em 22 de dezembro de 2020, aos 84 anos.<ref>{{citar jornal|último1=Talabot|primeiro1=Jean|último2=Guyard|primeiro2=Bertrand|data=22 de dezembro de 2020|título=Mort de Claude Brasseur, le comédien de tous les rôles|url=https://www.lefigaro.fr/cinema/mort-de-claude-brasseur-un-comedien-dans-le-sang-20201222|língua=fr|jornal=Le Figaro|acessodata=22 de dezembro de 2020}}</ref>