O Livro dos Espíritos: diferenças entre revisões

m
+pequenos ajustes
m (+pequenos ajustes)
m (+pequenos ajustes)
| seguido_por = ''[[O Livro dos Médiuns]]''<br />([[1861]])
}}
{{Espiritismo}}
'''''O Livro dos Espíritos''''' (na [[língua francesa]], ''Le Livre des Esprits'') é o primeiro livro da Codificação Espírita publicado por Hippolyte Léon Denizard Rivail sob o pseudônimo de [[Allan Kardec]]. Esta obra contém os princípios do [[Espiritismo]] sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as Leis Morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade (segundo os ensinamentos dos Espíritos Superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec). É uma das [[Obras básicas do espiritismo|oito obras fundamentais]] para o estudo da Doutrina Espírita juntamente com: ''[[O Que É o Espiritismo?]]'' (1859); ''[[O Livro dos Médiuns]]'' (1861); ''[[O Evangelho segundo o Espiritismo]]'' (1863); [[O Céu e o Inferno (espiritismo)|''O Céu e o Inferno'' ou a ''Justiça Divina Segundo o Espiritismo'']] (1865); ''[[A Gênese|A Gênese - os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo]]'' (1868), ''[[Obras Póstumas]]'' (1890) e ''[[Revue Spirite|Revista Espírita]]'' (1858–1869).
 
As [[mediunidade|médiuns]] que serviram a esse trabalho foram inicialmente as jovens Caroline e Julie Boudin (respectivamente, com 16 e 14 anos à época), às quais mais tarde se juntou Celine Japhet (com 18 anos à época) e a senhorita Ermmance Defaux (14 anos na época), que tinha como guia espiritual São Luiz. no processo de revisão do livro. Após o primeiro esboço, o método das perguntas e respostas foi submetido à comparação com as comunicações obtidas por outros médiuns franceses, num total de "''mais de dez''", nas palavras de Kardec, cujos textos psicografados contribuíram para a estruturação do texto.
 
Segundo [[Silvino Canuto de Abreu|Canuto de Abreu]], na página VII7 de '''"O Primeiro Livro dos Espíritos'''", a segunda edição francesa foi lançada em [[16 de março|18 de março]] de [[1860]], tendo o''O Livro dos Espíritos'', naquela reimpressão, sido revisto quase "como trabalho novo, embora os princípios não hajam sofrido nenhuma alteração, salvo pequeníssimo número de exceções, que são antes complementos e esclarecimentos que verdadeiras modificações".<ref>{{citarCitar livro|título = O Primeiro Livro dos Espíritos|sobrenome = Abreu|nome = Canuto|edição = |local = São Paulo|editora = Companhia Editora Ismael|ano = 1957|página = |isbn = |url = http://bvespirita.com/Livros2-O.html}}</ref> Para esta revisão, Kardec manteve contato com grupos espíritas de cerca de 15 países da [[Europa]] e das [[América]]s. Nesta segunda edição é que aparecem 1018 perguntas e respostas, sendo que algumas edições atuais trazem 1019 perguntas, acréscimo que, segundo a '''FEB ([[Federação Espírita Brasileira]] (FEB),''' foi devido ao Codificador não ter numerado a pergunta imediatamente após a 1010, aquela que seria a 1011. Assim sendo, o livro teria, na prática, 1019 e não, 1018 perguntas.
 
== Características ==
O Livro dos Espíritos é a obra fundadora da Doutrina Espírita oudo Espiritismo. Ele trata dos aspectos científico, filosófico e religioso da doutrina, lançando as bases que seriam posteriormente aprofundadas, por Allan Kardec, nas demais obras da Codificação Espírita. A sua edição definitiva é composta de '''quatro''' partes: Livro Primeiro - Causas primeiras; Livro Segundo - Mundo espiritual ou dos Espíritos; Livro Terceiro - Leis morais; Livro Quarto - Esperanças e consolações.<ref name="edicao_feb">{{citarCitar livro|título=O Livro dos Espíritos.|ultimo=KARDEC|primeiro=Allan [Tradução de Evandro Noleto Bezerra a partir da 2ª, 4ª, 5ª, 6ª, 10ª e 12ª edições francesas]|editora=Federação Espírita Brasileira (FEB)|ano=2016|edicao=4ª|local=Brasília|páginas=|isbn=978-85-7328-752-3|acessodata=}}</ref>: '''(1)''' Livro Primeiro - Causas primeiras; '''(2)''' Livro Segundo - Mundo espiritual ou dos Espíritos; '''(3)''' Livro Terceiro - Leis morais; '''(4)''' Livro Quarto - Esperanças e consolações.
 
A obra encontra-se divida da seguinte forma:<ref name="edicao_feb" />
 
'''* INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA DOUTRINA ESPÍRITA'''
* PROLEGÔMENOS
 
* LIVRO PRIMEIRO - AS CAUSAS PRIMÁRIAS
'''PROLEGÔMENOS'''
** CAPÍTULO I - DEUS
 
*** I - Deus e o Infinito
'''LIVRO PRIMEIRO - AS CAUSAS PRIMÁRIAS:'''
*** II - Provas da Existência de Deus
 
*** III - Atributos da Divindade
''CAPÍTULO I - '''DEUS'''''
*** IV - Panteísmo
 
** CAPÍTULO II - ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO
I - Deus e o Infinito.
*** I - Conhecimento do Princípio das Coisas
 
*** II - Espírito e Matéria
II - Provas da Existência de Deus.
*** III - Propriedades da Matéria
 
*** IV - Espaço Universal
III - Atributos da Divindade.
** CAPÍTULO III - CRIAÇÃO
 
*** I - Formação dos Mundos
IV - Panteísmo.
*** II - Formação dos Seres Vivos
 
*** III - Povoamento da Terra. Adão
''CAPÍTULO II - '''ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO'''''
*** IV - Diversidade das Raças Humanas
 
*** V - Pluralidade dos Mundos
I - Conhecimento do Princípio das Coisas.
*** VI - Considerações e Concordâncias Bíblicas Referentes à Criação
 
** CAPÍTULO IV - PRINCÍPIO VITAL
II - Espírito e Matéria.
*** I - Seres Orgânicos e Inorgânicos
 
*** II - A Vida e a Morte
III - Propriedades da Matéria.
*** III - Inteligência e Instinto
 
* LIVRO SEGUNDO - MUNDO ESPÍRITA OU DOS ESPÍRITOS
IV - Espaço Universal.
** CAPÍTULO I - DOS ESPÍRITOS
 
*** I - Origem e Natureza dos Espíritos
''CAPÍTULO III - '''CRIAÇÃO'''''
*** II - Mundo Normal Primitivo
 
*** III - Forma e Ubiquidade dos Espíritos
I - Formação dos Mundos.
*** IV - Perispírito
 
*** VI - Escala Espírita
II - Formação dos Seres Vivos.
*** VII - Progressão dos Espíritos
 
*** VIII - Anjos e Demônios
III - Povoamento da Terra. Adão.
** CAPÍTULO II - ENCARNAÇÃO DOS ESPÍRITOS
 
*** I - Finalidade da Encarnação
IV - Diversidade das Raças Humanas.
*** II - Da Alma
 
*** III - Materialismo
V - Pluralidade dos Mundos.
** CAPÍTULO III - RETORNO DA VIDA CORPÓREA À VIDA ESPIRITUAL
 
*** I - A Alma após a Morte. Sua Individualidade. Vida Eterna
VI - Considerações e Concordâncias Bíblicas Referentes à Criação.
*** II - Separação da Alma e do Corpo
 
*** III - Perturbação Espírita
''CAPÍTULO IV - '''PRINCÍPIO VITAL'''''
** CAPÍTULO IV - PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS
 
*** I - Da reencarnação
I - Seres Orgânicos e Inorgânicos.
*** II - Justiça da Reencarnação
 
*** III - Encarnação nos Diferentes Mundos
II - A Vida e a Morte.
*** IV - Transmigração Progressiva
 
*** V - Sorte das Crianças Após a Morte
III - Inteligência e Instinto.
*** VI - Sexo nos Espíritos
 
*** VII - Parentesco, Filiação
'''LIVRO SEGUNDO - MUNDO ESPÍRITA OU DOS ESPÍRITOS:'''
*** VIII - Semelhanças Físicas e Morais
 
*** IX - Ideias Inatas
''CAPÍTULO I - '''DOS ESPÍRITOS'''''
** CAPÍTULO V - CONSIDERAÇÕES SOBRE A PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS
 
** CAPÍTULO VI - VIDA ESPÍRITA
I - Origem e Natureza dos Espíritos.
*** I - Espíritos Errantes
 
*** II - Mundos Transitórios
II - Mundo Normal Primitivo.
*** III - Percepções, Sensações e Sofrimentos dos Espíritos
 
III*** IV - FormaEnsaio Teórico Sobre ea UbiquidadeSensação dos Espíritos.
*** V - Escolha das Provas
 
*** VI - Relações de Além-Túmulo
IV - Perispírito.
*** VII - Relações Simpáticas e Antipáticas dos Espíritos. Metades Eternas
 
*** VIII - Lembrança da Existência Corpórea
VI - Escala Espírita.
*** IX - Comemoração dos Mortos. Funerais
 
** CAPÍTULO VII - RETORNO À VIDA CORPORAL
VII - Progressão dos Espíritos.
*** I - Prelúdio do Retorno
 
*** II - União da Alma com o Corpo. Aborto
VIII - Anjos e Demônios.
*** III - Faculdades Morais e Intelectuais
 
*** IV - Influência do Organismo
''CAPÍTULO II - '''ENCARNAÇÃO DOS ESPÍRITOS'''''
*** V - Idiotismo e Loucura
 
*** VI - Da Infância
I - Finalidade da Encarnação.
*** VII - Simpatias e Antipatias Terrenas
 
*** VIII - Esquecimento do Passado
II - Da Alma.
** CAPÍTULO VIII - EMANCIPAÇÃO DA ALMA
 
*** I - O Sono e os Sonhos
III - Materialismo.
*** II - Visitas Espíritas Entre Vivos
 
*** III - Transmissão Oculta de Pensamentos
''CAPÍTULO III - '''RETORNO DA VIDA CORPÓREA À VIDA ESPIRITUAL'''''
*** IV - Letargia, Catalepsia, Morte Aparente
 
*** V - O Sonambulismo
I - A Alma após a Morte. Sua Individualidade. Vida Eterna.
*** VI - Êxtase
 
*** VII - Dupla Vista
II - Separação da Alma e do Corpo.
*** VIII - Resumo Teórico do Sonambulismo, do Êxtase e da Dupla Vista
 
** CAPÍTULO IX - INTERVENÇÕES DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPÓREO
III - Perturbação Espírita.
*** I - Penetração do Nosso Pensamento Pelos Espíritos
 
*** II - Influência Oculta dos Espíritos Sobre os Nossos Pensamentos e Nossas Ações
''CAPÍTULO IV - '''PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS'''''
*** III - Possessos
 
*** IV - Convulsionários
I - Da reencarnação.
*** V - Afeição dos Espíritos por Certas Pessoas
 
*** VI - Anjos da Guarda, Espíritos Protetores, Familiares ou Simpáticos
II - Justiça da Reencarnação.
*** VII - Pressentimentos
 
*** VIII - Influência dos Espíritos Sobre os Acontecimentos da Vida
III - Encarnação nos Diferentes Mundos.
*** IX - Ação dos Espíritos Sobre os Fenômenos da Natureza
 
*** X - Os Espíritos Durante os Combates
IV - Transmigração Progressiva.
*** XI - Dos Pactos
 
*** XII - Poder Oculto, Talismãs, Feiticeiros
V - Sorte das Crianças Após a Morte.
*** XIII - Bênção e Maldição
 
** CAPÍTULO X - OCUPAÇÕES E MISSÕES DOS ESPÍRITOS
VI - Sexo nos Espíritos.
** CAPÍTULO XI - OS TRÊS REINOS
 
*** I - Os minerais e as Plantas
VII - Parentesco, Filiação.
*** II - Os animais e o Homem
 
*** III - Metempsicose
VIII - Semelhanças Físicas e Morais.
* LIVRO TERCEIRO - AS LEIS MORAIS
 
** CAPÍTULO I - A LEI DIVINA OU NATURAL
IX - Idéias Inatas.
*** I - Caracteres da Lei Natural
 
*** II - Conhecimento da Lei Natural
''CAPÍTULO V - '''CONSIDERAÇÕES SOBRE A PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS'''''
*** III - O Bem e o Mal
 
*** IV - Divisão da Lei Natural
''CAPÍTULO VI - '''VIDA ESPÍRITA'''''
** CAPÍTULO II - LEI DE ADORAÇÃO
 
*** I - Finalidade da Adoração
I - Espíritos Errantes.
*** II - Adoração Exterior
 
*** III - Vida Contemplativa
II - Mundos Transitórios.
*** IV - Da Prece
 
*** V - Politeísmo
III - Percepções, Sensações e Sofrimentos dos Espíritos.
*** VI - Sacrifícios
 
** CAPÍTULO III - LEI DO TRABALHO
IV - Ensaio Teórico Sobre a Sensação dos Espíritos.
*** I - Necessidade do Trabalho
 
*** II - Limite do Trabalho. Repouso
V - Escolha das Provas.
** CAPÍTULO IV - LEI DA REPRODUÇÃO
 
*** I - População do Globo
VI - Relações de Além-Túmulo.
*** II - Sucessão e Aperfeiçoamento das Raças
 
*** III - Obstáculos à Reprodução
VII - Relações Simpáticas e Antipáticas dos Espíritos. Metades Eternas.
*** IV - Casamento e Celibato
 
*** V - Poligamia
VIII - Lembrança da Existência Corpórea.
** CAPÍTULO V - LEI DA CONSERVAÇÃO
 
*** I - Instinto de Conservação
IX - Comemoração dos Mortos. Funerais.
*** II - Meios de Conservação
 
*** III - Gozo dos Bens da Terra
''CAPÍTULO VII - '''RETORNO À VIDA CORPORAL'''''
*** IV - Necessário e Supérfluo
 
*** V - Privações Voluntárias. Mortificações
I - Prelúdio do Retorno.
** CAPÍTULO VI - LEI DE DESTRUIÇÃO
 
*** I - Destruição Necessário e Destruição Abusiva
II - União da Alma com o Corpo. Aborto.
*** II - Flagelos Destruidores
 
*** III - Guerras
III - Faculdades Morais e Intelectuais.
*** IV - Assassino
 
*** V - Crueldade
IV - Influência do Organismo.
*** VI - Duelo
 
*** VII - Pena de Morte
V - Idiotismo e Loucura.
** CAPÍTULO VII - LEI DE SOCIEDADE
 
*** I - Necessidade da Vida Social
VI - Da Infância.
*** II - Vida de Isolamento. Voto de Silêncio
 
*** III - Laços de Família
VII - Simpatias e Antipatias Terrenas.
** CAPÍTULO VIII - LEI DO PROGRESSO
 
*** I - Estado Natural
VIII - Esquecimento do Passado.
*** II - Marcha do Progresso
 
*** III - Povos Degenerados
''CAPÍTULO VIII - '''EMANCIPAÇÃO DA ALMA'''''
*** IV - Civilização
 
*** V - Progresso da Legislação Humana
I - O Sono e os Sonhos.
*** VI - Influência do Espiritismo no Progresso
 
** CAPÍTULO IX - LEI DE IGUALDADE
II - Visitas Espíritas Entre Vivos.
*** I - Igualdade Natural
 
*** II - Desigualdade de Aptidões
III - Transmissão Oculta de Pensamentos.
*** III - Desigualdades Sociais
 
*** IV - Desigualdade das Riquezas
IV - Letargia, Catalepsia, Morte Aparente.
*** V - Provas da Riqueza e da Miséria
 
*** VI - Igualdade dos Direitos do Homem e da Mulher
V - O Sonambulismo.
*** VII - Igualdade Perante o Túmulo
 
** CAPÍTULO X - LEI DE LIBERDADE
VI - Êxtase.
*** I - Liberdade Natural
 
*** II - Escravidão
VII - Dupla Vista.
*** III - Liberdade de Pensamento
 
*** IV - Liberdade de Consciência
VIII - Resumo Teórico do Sonambulismo, do Êxtase e da Dupla Vista.
*** V - Livre-Arbítrio
 
*** VI - Fatalidade
''CAPÍTULO IX - '''INTERVENÇÕES DOS ESPÍRITOS NO MUNDO CORPÓREO'''''
*** VII - Conhecimento do Futuro
 
*** VIII - Resumo Teórico do Móvel das Ações Humanas
I - Penetração do Nosso Pensamento Pelos Espíritos.
** CAPÍTULO XI - LEI DE JUSTIÇA, AMOR E CARIDADE
 
*** I - Justiça e Direito Natural
II - Influência Oculta dos Espíritos Sobre os Nossos Pensamentos e Nossas Ações.
*** II - Direito de Propriedade. Roubo
 
*** III - Caridade e Amor ao Próximo
III - Possessos.
*** IV - Amor Maternal e Filial
 
** CAPÍTULO XII - PERFEIÇÃO MORAL
IV - Convulsionários.
*** I - As Virtudes e os Vícios
 
*** II - Das Paixões
V - Afeição dos Espíritos por Certas Pessoas.
*** III - Do Egoísmo
 
*** IV - Características do Homem de Bem
VI - Anjos da Guarda, Espíritos Protetores, Familiares ou Simpáticos.
*** V - Conhecimento de Si Mesmo
 
* LIVRO QUARTO - ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES
VII - Pressentimentos.
** CAPÍTULO I - PENAS E GOZOS TERRENOS
 
*** I - Felicidade e Infelicidade Relativas
VIII - Influência dos Espíritos Sobre os Acontecimentos da Vida.
*** II - Perda de Entes Queridos
 
*** III - Decepções, Ingratidão, Quebra de Afeições
IX - Ação dos Espíritos Sobre os Fenômenos da Natureza.
*** IV - Uniões Antipáticas
 
*** V - Preocupação com a Morte
X - Os Espíritos Durante os Combates.
*** VI - Desgosto pela Vida. Suicídio
 
** CAPÍTULO II - PENAS E GOZOS FUTUROS
XI - Dos Pactos.
*** I - O Nada. A Vida Futura
 
*** II - Intuição das Penas e dos Gozos Futuros
XII - Poder Oculto, Talismãs, Feiticeiros.
*** III - Intervenção de Deus nas Penas e Recompensas
 
*** IV - Natureza das Penas e Gozos Futuros
XIII - Bênção e Maldição.
*** V - Penas Temporárias
 
*** VI - Expiação e Arrependimento
''CAPÍTULO X - '''OCUPAÇÕES E MISSÕES DOS ESPÍRITOS'''''
*** VII - Duração das Penas Futuras
 
*** VIII - Ressurreição da Carne
''CAPÍTULO XI - '''OS TRÊS REINOS'''''
*** IX - Paraíso, Inferno, Purgatório. Paraíso Perdido. Pecado Original
 
* CONCLUSÃO
I - Os minerais e as Plantas.
 
II - Os animais e o Homem.
 
III - Metempsicose.
 
'''LIVRO TERCEIRO - AS LEIS MORAIS'''
 
''CAPÍTULO I - '''A LEI DIVINA OU NATURAL'''''
 
I - Caracteres da Lei Natural.
 
II - Conhecimento da Lei Natural.
 
III - O Bem e o Mal.
 
IV - Divisão da Lei Natural.
 
''CAPÍTULO II - '''LEI DE ADORAÇÃO'''''
 
I - Finalidade da Adoração.
 
II - Adoração Exterior.
 
III - Vida Contemplativa.
 
IV - Da Prece.
 
V - Politeísmo.
 
VI - Sacrifícios.
 
''CAPÍTULO III - '''LEI DO TRABALHO'''''
 
I - Necessidade do Trabalho.
 
II - Limite do Trabalho. Repouso.
 
''CAPÍTULO IV - '''LEI DA REPRODUÇÃO'''''
 
I - População do Globo.
 
II - Sucessão e Aperfeiçoamento das Raças.
 
III - Obstáculos à Reprodução.
 
IV - Casamento e Celibato.
 
V - Poligamia.
 
''CAPÍTULO V - '''LEI DA CONSERVAÇÃO'''''
 
I - Instinto de Conservação.
 
II - Meios de Conservação.
 
III - Gozo dos Bens da Terra.
 
IV - Necessário e Supérfluo.
 
V - Privações Voluntárias. Mortificações.
 
''CAPÍTULO VI - '''LEI DE DESTRUIÇÃO'''''
 
I - Destruição Necessário e Destruição Abusiva.
 
II - Flagelos Destruidores.
 
III - Guerras.
 
IV - Assassino.
 
V - Crueldade.
 
VI - Duelo.
 
VII - Pena de Morte.
 
''CAPÍTULO VII - '''LEI DE SOCIEDADE'''''
 
I - Necessidade da Vida Social.
 
II - Vida de Isolamento. Voto de Silêncio.
 
III - Laços de Família.
 
''CAPÍTULO VIII - '''LEI DO PROGRESSO'''''
 
I - Estado Natural.
 
II - Marcha do Progresso.
 
III - Povos Degenerados.
 
IV - Civilização.
 
V - Progresso da Legislação Humana.
 
VI - Influência do Espiritismo no Progresso.
 
''CAPÍTULO IX - '''LEI DE IGUALDADE'''''
 
I - Igualdade Natural.
 
II - Desigualdade de Aptidões.
 
III - Desigualdades Sociais.
 
IV - Desigualdade das Riquezas.
 
V - Provas da Riqueza e da Miséria.
 
VI - Igualdade dos Direitos do Homem e da Mulher
 
VII - Igualdade Perante o Túmulo.
 
''CAPÍTULO X - '''LEI DE LIBERDADE'''''
 
I - Liberdade Natural.
 
II - Escravidão.
 
III - Liberdade de Pensamento.
 
IV - Liberdade de Consciência.
 
V - Livre-Arbítrio.
 
VI - Fatalidade.
 
VII - Conhecimento do Futuro.
 
VIII - Resumo Teórico do Móvel das Ações Humanas.
 
''CAPÍTULO XI - '''LEI DE JUSTIÇA, AMOR E CARIDADE'''''
 
I - Justiça e Direito Natural.
 
II - Direito de Propriedade. Roubo.
 
III - Caridade e Amor ao Próximo.
 
IV - Amor Maternal e Filial.
 
''CAPÍTULO XII - '''PERFEIÇÃO MORAL'''''
 
I - As Virtudes e os Vícios.
 
II - Das Paixões.
 
III - Do Egoísmo.
 
IV - Características do Homem de Bem.
 
V - Conhecimento de Si Mesmo.
 
'''LIVRO QUARTO - ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES'''
 
''CAPÍTULO I - '''PENAS E GOZOS TERRENOS'''''
 
I - Felicidade e Infelicidade Relativas.
 
II - Perda de Entes Queridos.
 
III - Decepções, Ingratidão, Quebra de Afeições.
 
IV - Uniões Antipáticas.
 
V - Preocupação com a Morte.
 
VI - Desgosto pela Vida. Suicídio.
 
''CAPÍTULO II - '''PENAS E GOZOS FUTUROS'''''
 
I - O Nada. A Vida Futura.
 
II - Intuição das Penas e dos Gozos Futuros.
 
III - Intervenção de Deus nas Penas e Recompensas.
 
IV - Natureza das Penas e Gozos Futuros.
 
V - Penas Temporárias.
 
VI - Expiação e Arrependimento.
 
VII - Duração das Penas Futuras.
 
VIII - Ressurreição da Carne.
 
IX - Paraíso, Inferno, Purgatório. Paraíso Perdido. Pecado Original.
 
'''CONCLUSÃO'''
 
== Censura ==
{{APArtigo principal|Auto de fé de Barcelona}}
 
Em setembro de [[1861]] o [[Maurice Lachâtre|Sr. Lachâtre]] encomendou, de [[Barcelona]], 300 volumes de obras espíritas, dentre as quais '''O Livro dos Espíritos'''. Ao chegarem, os livros foram apreendidos pelo bispo local, num episódio que ficou conhecido como [["Auto de fé de Barcelona]]". A sentença foi executada a [[9 de outubro]], data que marca a intolerância religiosa, reagindo contra a divulgação da Doutrina Espírita.
 
A [[1 de maio]] de [[1864]], a [[Igreja Católica]] incluiu a obra no "''[[Index Librorum Prohibitorum]]''" - o catálogo das obras cuja leitura é vedada aos seus fiéis.
 
== {{Referências ==}}
KARDEC, Allan. '''O Livro dos Espíritos'''. [Tradução de Evandro Noleto Bezerra]. 4ª Edição. Brasília: FEB, 2016.
 
== Bibliografia ==
KARDEC, Allan. '''O Livro dos Espíritos'''. [Tradução de Salvador Gentile com revisão de Elias Barbosa]. 182ª Edição. Araras, SP: IDE, 2009.
* KARDEC, Allan. '''O Livro dos Espíritos'''. [Tradução de Evandro Noleto Bezerra]. 4ª Edição. Brasília: FEB, 2016.
* KARDEC, Allan. '''O Livro dos Espíritos'''. [Tradução de Salvador Gentile com revisão de Elias Barbosa]. 182ª Edição. Araras, SP: IDE, 2009.
 
{{Doutrina espírita}}
== Ver também ==
* ''O que é o {{Portal3|Espiritismo (1859)''}}
* ''O Livro dos Médiuns (1861)''
* ''O Evangelho Segundo Espiritismo (1863)''
* ''O Céu e o Inferno ou a Justiça Divina Segundo o Espiritismo (1865)''
* ''A Gênese, os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo (1868)''
* ''Obras Póstumas (1890)''
* ''Revista Espírita (1858-1869)''
 
[[Categoria:Livros de Allan Kardec|Livro dos Espiritos]]
62 332

edições