Diferenças entre edições de "Senado municipal"

1 661 bytes adicionados ,  06h06min de 31 de dezembro de 2020
m
A figura do '''Senado Municipal''' é tratado até hoje no [[Brasil]] como uma conquista ao [[municipalismo]], de igual forma o extinto [[Senado estadual|Senado Estadual]] o foi no auge do [[federalismo brasileiro]].
 
== EmNa MacauChina ==
[[Ficheiro:Bandeira do Leal Senado.svg|miniaturadaimagem|A designação "Leal Senado" deriva do nome oficial de Macau durante o período da administração portuguesa ("''Cidade do Santo Nome de Deus de Macau, Não Há Outra Mais Leal''"),]]
Em 1583 foi criada a Câmara dos Vereadores de [[Macau]], sendo agraciado e elevado ao título de [[Leal Senado (Macau)|Leal Senado da Câmara de Macau]], concedido pelo rei português [[D. João IV]], em [[1654]], como recompensa à lealdade da população da cidade a Portugal, durante a [[Dinastia Filipina|ocupação filipina]]. Macau foi o único ponto de todos os territórios portugueses, metropolitanos e ultramarinos que nunca içou a bandeira espanhola. Mas, o título ''Leal Senado'' só foi oficialmente atribuído pelo Rei português [[D. João VI]] a esta câmara municipal no ano de [[1810]], como recompensa à vitória em [[1809]] na [[Batalha da Boca do Tigre]] contra os [[Pirata|piratas]] chineses de Cam Pau Sai (ou Quan Apon Chay).
 
O '''Leal Senado''' raramente pedia subsídios a [[Portugal]], dando até algumas vezes ajuda financeira às outras colónias portuguesas do Oriente.
 
== Na Índia ==
Característica superavitária possuía também o Senado da Câmara de [[Goa]], na [[Estado da Índia|Índia]], que, além de administrar fundos dirigidos à manutenção dos muros e fortificações da cidade e à manutenção dos marinheiros e soldados das carreiras das Índias, mostrou-se inúmeras vezes generoso - e interessado - nas expedições de conquista e de sustentação de outras possessões portuguesas no Índico. Segundo Boxer, a Câmara de Goa prontificou-se sempre a socorrer o erário régio permanentemente esgotado, e muitas das armadas guarda-costas nunca se teriam feito ao mar sem as embarcações, os homens e os cabedais fornecidos, na totalidade ou em parte, por aquele '''Senado'''. Conclui ter sido ele, durante três séculos, uma das principais forças de sustentação do vulnerável [[Estado da Índia]], constituindo-se num poderoso elemento de governo e de continuidade frente à grande mobilidade dos [[Lista de governadores da Índia Portuguesa|Vice-Reis]] e funcionários régios, substituídos a cada três anos<ref>{{Citar periódico |titulo=As Câmaras Municipais no Império Português: o exemplo do Rio de Janeiro |url=http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-01881998000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=pt |jornal=Revista Brasileira de História |data=00/1998 |issn=0102-0188 |paginas=251–580 |numero=36 |acessodata=2020-12-31 |doi=10.1590/S0102-01881998000200011 |lingua=pt |primeiro=Maria Fernanda |ultimo=Bicalho}}</ref>.
 
== Referências ==
441

edições