Diferenças entre edições de "Nikolay Gamaleya"

2 bytes adicionados ,  23h21min de 31 de dezembro de 2020
sem resumo de edição
Gamaleya nasceu em [[Odessa]], então parte do [[Império Russo]], em uma família nobre de origem [[Cossacos|cossaca]].<ref>{{Citar web |url=http://www.encyclopediaofukraine.com/display.asp?linkpath=pages%5CH%5CA%5CHamaliia.htm |titulo=Hamaliia [Гамалія] |publicado=Internet Encyclopedia of Ukraine}}</ref> Ele formou-se na Universidade Novorossiysky de Odessa (atual [[Universidade Nacional de Odessa]]) em 1880 e na Academia Médica Militar de São Petersburgo (atual Academia Médica Militar S.M. Kirov ) em 1883. Ele se tornou um respeitado médico de hospital em sua terra natal depois disso.
 
Gamaleya trabalhou no laboratório de [[Louis Pasteur]] na [[França]] em 1886. Seguindo o modelo de Pasteur após seu retorno, ele se juntou a [[Ilya Ilyich Mechnikov|Ilya Mechnikov]] na organização de uma estação bacteriológica de Odessa para estudos de [[vacinação]] [[Raiva (doença)|antirrábica]] e para a realização de pesquisas sobre o combate à [[peste bovina]] e à [[cólera]], para diagnósticos de [[Sputum|escarro]] para [[tuberculose]] e preparação de vacinas contra o [[carbúnculo]].<ref name="Zalkind 2001, 96-9898a">Zalkind, Semyon (2001). ''Ilya Mechnikov: His Life and Work''. Honolulu, Hawaii: University Press of the Pacific. pp. 96-98. {{ISBN|978-0-89875-622-7}}.</ref> O Instituto Bacteriológico de Odessa tornou-se a primeira estação de observação bacteriológica da Rússia.
 
Apesar das instalações precárias e da equipe pequena, os cientistas foram capazes de descobrir as condições em que a vacinação antirrábica era mais eficaz. <ref name="Zalkind 2001, 96-9898b">Zalkind, Semyon (2001). ''Ilya Mechnikov: His Life and Work''. Honolulu, Hawaii: University Press of the Pacific. pp. 96-98. {{ISBN|978-0-89875-622-7}}[[ISBN (identifier)|ISBN]]&nbsp;[[Special:BookSources/978-0-89875-622-7|978-0-89875-622-7]].</ref> A proposta de Gamaleya de usar [[Bacilli|bacilos]] mortos em vacinas anticólera foi posteriormente aplicada com sucesso em larga escala. Estações semelhantes foram logo fundadas em [[Kiev]] (1886), [[Dnipro|Yekaterinoslav]] (1897) e [[Tchernihiv|Chernigov]] (1897).<ref>Melikishvili, Alexander (2006). [http://cns.miis.edu/antiplague/pdfs/melikishvili.pdf "Genesis of the Anti-Plague System: The Tsarist Period".] ''Critical Reviews in Microbiology'' 32, pp. 19–31. ISSN 1040-841X.</ref>
 
Depois de defender sua dissertação de 1892 sobre a [[etiologia]] da cólera (publicada em 1893), Gamaleya atuou como diretor do Instituto Bacteriológico de Odessa entre 1896 e 1908. O relatório sobre a [[lise]] da bactéria ''[[Bacillus anthracis]]'' por um "fermento" transmissível em 1898, tornou Gamaleya o descobridor dos [[Imunoglobulina|anticorpos]] destruidores de bactérias conhecidos como bacteriolisinas.<ref name="Melikishvili 2008, 3-4">Melikishvili, Alexander (2008). [http://cns.miis.edu/antiplague/pdfs/list.pdf "Annex: Biosketches of Scientists and Other Public Figures Who Played Important Roles in the Evolution of Tsarist Russia’s Anti-Plague System".] In Sonia Ben Ouagrham-Gormley, Alexander Melikishvili, and Raymond A. Zilinskas, [http://cns.miis.edu/antiplague/ The Soviet Anti-Plague System], [[James Martin Center for Nonproliferation Studies]]. Retrieved 26 February 2011.</ref>