Diferenças entre edições de "Academia Amazonense de Letras"

sem resumo de edição
m (Bot: Eliminação automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Unlink)
 
|presidente=Robério Braga (biênio 2018/2019)}}
[[Imagem:Lorbeerkranz.png|70px|right]]
A '''Academia Amazonense de Letras''', com sigla A.A.L., é a entidade literária máxima do estado brasileiro do [[Amazonas]], fundada em [[1 de janeiro]] de [[1918]] com apenas 30 vagas e tinha como presidente Djalma Batista, atualmente o órgão possui 40 vagas ocupadas por poetas, romancistas, jornalistas, cronistas, ensaístas, médicos, teólogos, economistas, educadores, sociólogos e antropólogos. O prédio funciona na Avenida Ramos Ferreira, 1009, centro.
== História ==
Fundada em [[1 de janeiro]] de [[1918]] com apenas 30 vagas e tinha como presidente Djalma Batista, atualmente o órgão possui 40 vagas ocupadas por poetas, romancistas, jornalistas, cronistas, ensaístas, médicos, teólogos, economistas, educadores, sociólogos e antropólogos. O prédio funciona na Avenida Ramos Ferreira, 1009, centro.
 
==Fundadores==
5 666

edições