Diferenças entre edições de "Mercado Comum do Sul"

→‎Acordos comerciais: corrigido para, Tratado de livre comércio entre Mercosul e União Europeia
(→‎Acordos comerciais: corrigido para, Tratado de livre comércio entre Mercosul e União Europeia)
* [[Tratado de Livre-Comércio entre Israel e Mercosul|Tratado de livre-comércio com Israel]] — no dia 17 de dezembro de 2007, durante a [[XXXIV Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum|XXXIV reunião de cúpula do Mercado Comum do Sul e Estados associados]] realizada em [[Montevidéu]], os presidentes dos países partes do Mercosul assinaram um [[tratado de livre-comércio]] (TLC) com [[Israel]].<ref>{{citar web|url=http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2007/12/18/ult1808u107914.jhtm |titulo=Mercosul assina tratado de livre-comércio com Israel|publicado=Uol.com.br|data=18 de dezembro de 2007|acessodata=25 de abril de 2009}}</ref> Este foi o primeiro TLC do Bloco com um país de fora da América do Sul desde sua fundação, e foi negociado durante dois anos. O tratado cobre 90% do fluxo comercial, com um cronograma de quatro fases para remoção de restrições (imediata, 4, 8 e 10 anos). Prevê-se que o intercâmbio comercial entre o Mercosul e Israel fique em torno de 5 bilhões de [[dólares estadunidenses]] em 2017. Os principais produtos de exportação do Mercosul são ''[[commodities]]'', [[cariopse|grãos]], [[calçado]]s, [[automóveis]], maquinaria pesada e aviões, já Israel exporta ''[[software]]'', [[agroquímico]]s e produtos de alta tecnologia.
* [[Tratado de Livre-Comércio entre Egito e Mercosul|Tratado de livre-comércio com o Egito]] — no dia 2 de agosto de 2010, durante a reunião de cúpula do Mercado Comum do Sul e Estados associados realizada na cidade de [[San Juan (Argentina)|São João]] (Argentina), os presidentes dos países do Mercosul assinaram um [[tratado de livre-comércio]] (TLC) com o [[Egito]]. O acordo abrirá um mercado de 76 milhões de consumidores para produtos primários e industrializados do bloco sul-americano. A maior parte das exportações do bloco entrará no país árabe livre de [[alíquota]]s de exportação. O Egito é um país estritamente importador e registrou em 2008 um [[défice]] comercial de {{fmtn|23.471}} bilhões de dólares estadunidenses, segundo dados divulgados pelo Ministério de Indústria da Argentina.<ref name="g1.globo.com"/>
* [[Tratado de Livre-Comérciolivre comércio entre Mercosul e União Europeia|Tratado de livre-comércio com a União Europeia]] — em 28 de junho de 2019 foi assinado, em [[Bruxelas]], o tratado que inicia o acordo de livre-comércio Mercosul-União Europeia.<ref>[https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/06/28/acordo-com-uniao-europeia-tira-mercosul-de-isolamento-entenda.ghtml Acordo com União Europeia tira Mercosul de isolamento; ENTENDA]. O Globo. Conteúdo acessado em 28 de junho de 2019</ref><ref>[https://www.mercosur.int/mercosur-cierra-un-historico-acuerdo-de-asociacion-estrategica-con-la-union-europea/ Mercosur cierra un histórico Acuerdo de Asociación Estratégica con la Unión Europea]. www.mercosur.int. Página consultada em 29 de outubro de 2019 {{es}}</ref> As complexas negociações envolvem diversas áreas, como marcos regulatórios, [[tarifas alfandegárias]], regras sanitárias, [[propriedade intelectual]] e compras públicas. Empresas brasileiras poderão, por exemplo, participar de licitações no bloco europeu.<ref>{{Citar periódico|data=2019-06-28|titulo=Mercosul e UE fecham acordo histórico|url=https://www.bbc.com/portuguese/brasil-48808095|lingua=en-GB}}</ref>
*[[Tratado de Livre-Comércio entre Mercosul e EFTA|Tratado de livre-comércio com a EFTA]] — em 30 de julho de 2019, o porta-voz da [[Associação Europeia de Livre-Comércio]] (na sigla em inglês, ''EFTA''), Fabian Maienfisch, disse que o acordo entre os dois blocos está em sua reta final e que ele poderia ser anunciado nas próximas semanas.<ref>{{Citar web|data=30 de julho de 2019|acessodata=31 de julho de 2019|titulo=Depois de UE, Brasil caminha para fechar acordo com suíços e noruegueses |primeiro1=Jamil |último1=Chade |publicado=[[UOL]] |url=https://jamilchade.blogosfera.uol.com.br/2019/07/30/depois-de-ue-brasil-caminha-para-fechar-acordo-com-suicos-e-noruegueses/?cmpid=copiaecola}}</ref> Em 23 de agosto de 2019, o Mercosul anunciou que as negociações acordo com o EFTA foram concluídas<ref>{{Citar web |data=23 de agosto de 2019|acessodata=23 de agosto de 2019|titulo=Mercosul fecha novo acordo comercial com Noruega e Suíça |primeiro1=Jamil |último1=Chade |publicado=[[UOL]] |url=https://jamilchade.blogosfera.uol.com.br/2019/08/23/mercosul-fecha-novo-acordo-comercial-com-noruega-e-suica/}}</ref>.
 
5 670

edições