Diferenças entre edições de "Bifosfonato"

Realocando a seção de “Tratamento e recomendações” para... ↑
(Correção)
(Realocando a seção de “Tratamento e recomendações” para... ↑)
|+ Características do fármaco.{{Nota de rodapé|Adaptada de colaboradores.<ref>{{citar periódico |url=http://coimplante.odo.br/Biblioteca/Bifosfonatos/OSTEONECROSE%20ASSOCIADA%20AOS%20BIFOSFONATOS%20NA%20ODONTOLOGIA%20-%20Ferreira%20Junior%20et%20al.pdf |titulo=Osteonecrose Associada aos Bifosfonatos na Odontologia |primeiro1=Junior |último1=Ferreira |primeiro2=Priscila Ladeira |último2=Casado |primeiro3=Eliane dos Santos Porto |último3=Barboza |publicado=Revista Periodontia |data=Dezembro de 2007 |volume=17 |número=4 |páginas=24–30 |acessodata=10 de janeiro de 2021}}</ref>}}
! Nome genérico
! Potência relativa
! Via de administração
|-
*[[Displasia fibrosa]];
*[[Hipercalcemia]] maligna;
 
== Fármacos ==
Sem nitrogênio:
*[[Etidronato]] (Didronel)
*[[Clodronato]] (Bonefos, Loron)
*[[Tiludronato]] (Skelid)
Com nitrogênio:
*[[Pamidronato]] (APD, Aredia)
*[[Neridronato]] (Nerixia)
*[[Olpadronato]]
*[[Alendronato]] (Fosamax)
*[[Ibandronato]] (Boniva, Bonviva)
*[[Risedronato]] (Actonel)
*[[Zoledronato]] (Zometa, Aclasta)
 
== Efeitos colaterais ==
 
Os comprimidos podem causar inflamação do esôfago e estômago ([[gastrite]]), que pioram ao deitar, portanto se recomenda não deitar uma hora após tomar o comprimido. A forma intravenosa pode causar sintomas de gripe nos primeiros usos.{{carece de fontes}}
 
== Tratamento e recomendações ==
O tratamento dos casos de osteonecrose causada pelos BFs ainda é bastante discutida, variando desde as circunstâncias atuais de saúde geral e oral do paciente à duração do uso e vias de administração do fármaco — via oral ou intravenosa. Diversos protocolos de tratamento foram descritos na literatura, incluindo medidas de higiene bucal, uso de antissépticos bucais, antibióticoterapia sistêmica, [[desbridamento]] local, [[oxigenoterapia]] [[Medicina hiperbárica|hiperbárica]], etc.<ref name="Ruggiero" />
 
Em 2011, segundo o [[Journal of the American Dental Association]] (ADA), recomendou que antes de iniciar um tratamento com bifosfonato, o paciente devesse passar por avaliações odontológicas minuciosas e periódicas, realizando possíveis tratamentos a fim de minimizar os riscos futuros — haja vista que qualquer procedimento odontológico mais invasivo, como cirurgias orais, aumenta-se o risco de osteonecrose dos maxilares associada aos bifosfonatos.<ref>{{citar periódico |url=https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/22041409/ |titulo=Managing the care of patients receiving antiresorptive therapy for prevention and treatment of osteoporosis: executive summary of recommendations from the American Dental Association Council on Scientific Affairs |publicado=Journal of the American Dental Association |primeiro1=John W |último1=Hellstein |primeiro2=Robert A |último2=Adler |primeiro3=Beatrice et al. |último3=Edwards |data=Novembro de 2011 |volume=142 |número=11 |páginas=1243–51 |doi=10.14219/jada.archive.2011.0108 |pmid=22041409 |acessodata=9 de janeiro de 2021}}</ref>
 
{{Notas}}