Uncispionidae: diferenças entre revisões

1 161 bytes adicionados ,  21h16min de 13 de janeiro de 2021
sem resumo de edição
m (v2.03b - Corrigido usando WP:PCW (Link interno escrito como externo))
= Uncispionidae =
{{Info/Taxonomia
| reino = [[Animalia]]<ref name=":02">{{citar web|url=https://www.itis.gov/servlet/SingleRpt/SingleRpt?search_topic=TSN&search_value=68387#null|titulo=Uncispionidae|data=2015|acessodata=20 de junho de 2020|publicado=ITIS Report|ultimo=|primeiro=}}</ref>
| filo = [[Annelida]]<ref name=":02" />
| classe = [[Polychaeta]]<ref name=":02" />
| subclasse = [[Sedentaria (Annelida)|Sedentaria]]<ref name=":02" />
| infraclasse = [[CanlipalpataCanalipalpata]]<ref name=":02" />
| ordem = [[Spionida]]<ref name=":02" />
| imagem = Esquema Uncispio hartmanae mostrando as três regiões do corpo, visão lateral (adaptado de Beesley, Ross & Glasby, 2000).png
| infrarreino = Protostomia<ref name=":02" />
| superfilo = Lophozoa<ref name=":02" />
| subordem = Spioniformia<ref name=":54">{{Citarcitar web |tituloultimo=WoRMSRead, -G.; WorldFauchald, RegisterK. of(Ed.) Marine(2020). SpeciesWorld -Polychaeta database. |primeiro= Spionida|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=889 |obratitulo=www.marinespecies.orgSpionida |data= |acessodata=2020-06-26 |website=World Register of Marine Species |publicado=}}</ref>
| família = Uncispionidae<ref name=":02" />
| nome = Uncispionidae<ref name=":02" />
| subdivisão_nome = Resumo dos táxons reconhecidos
| subdivisão = GenusGênero ''Rhamphispio'' Blake & Maciolek, 2018<ref name=":23">{{Citarcitar web |tituloultimo=WoRMSRead, -G.; WorldFauchald, RegisterK. of(Ed.) Marine(2020). SpeciesWorld -Polychaeta Rhamphispiodatabase. Blake|primeiro= & Maciolek, 2018|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=1287971 |obratitulo=www.marinespecies.org''Rhamphispio'' Blake & Maciolek, 2018 |data= |acessodata=2020-06-22 |website=World Register of Marine Species |publicado=}}</ref>
GenusGênero ''Uncispio'' Green, 1982<ref name=":24">{{Citarcitar web |tituloultimo=WoRMSRead, -G.; WorldFauchald, RegisterK. of(Ed.) Marine(2020). SpeciesWorld -Polychaeta Uncispiodatabase. Green,|primeiro= 1982|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=326067 |obratitulo=www.marinespecies.org''Uncispio'' Green, 1982 |data= |acessodata=2020-06-22 |website=World Register of Marine Species |publicado=}}</ref>
* Species ''RhamphispioUncispio tridentatagreenae'' Blake & Maciolek, 2018<ref name=":2324" />
Genus Uncispio Green, 1982<ref name=":24">{{Citar web|titulo=WoRMS - World Register of Marine Species - Uncispio Green, 1982|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=326067|obra=www.marinespecies.org|acessodata=2020-06-22}}</ref>
*Species ''Uncispio greenaehamata'' Blake & Maciolek, 2018<ref name=":24" />
*Species ''Uncispio hamatahartmanae'' Blake & MaciolekGreen, 20181982<ref name=":24" />
*Species ''Uncispio hartmanaereesi'' GreenDarbyshire & Mackie, 19822011<ref name=":24" />
GenusGênero ''Uncopherusa'' Fauchald & Hancock, 1984<ref name=":25">{{Citarcitar web |tituloultimo=WoRMSRead, -G.; WorldFauchald, RegisterK. of(Ed.) Marine(2020). SpeciesWorld -Polychaeta Uncopherusadatabase. Fauchald|primeiro= & Hancock, 1984|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=324631 |obratitulo=www''Uncopherusa'' Fauchald & Hancock, 1984.marinespecies.org |data= |acessodata=2020-06-22 |website=World Register of Marine Species |publicado=}}</ref>
*Species ''Uncispio reesi'' Darbyshire & Mackie, 2011<ref name=":24" />
*Species ''Uncopherusa papillatabifida'' BlakeFauchald & MaciolekHancock, 20181984<ref name=":25" />
Genus Uncopherusa Fauchald & Hancock, 1984<ref name=":25">{{Citar web|titulo=WoRMS - World Register of Marine Species - Uncopherusa Fauchald & Hancock, 1984|url=http://www.marinespecies.org/aphia.php?p=taxdetails&id=324631|obra=www.marinespecies.org|acessodata=2020-06-22}}</ref>
*Species ''Uncopherusa bifidacristata'' FauchaldBlake & HancockMaciolek, 19842018<ref name=":25" />
*Species ''Uncopherusa cristatapapillata'' Blake & Maciolek, 2018<ref name=":25" />
*Species ''Uncopherusa papillata'' Blake & Maciolek, 2018<ref name=":25" />
| imagem_legenda = Esquema de ''Uncispio hartmanae'' mostrando as três regiões do corpo em visão lateral (adaptado de Beesley, Ross & Glasby, 2000)
}}
 
'''Unscipionidae''' é uma [[Família (biologia)|família]] de [[Animalia|animais]] anelídeos [[Polychaeta|poliquetas]] pequenos, com corpos alongados e delgados.<ref name=":15">{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=4bHQDwAAQBAJ&pg=PT255&lpg=PT255&dq=spionida+phylogeny&source=bl&ots=p-eNaDNGx7&sig=ACfU3U2kcI__sCxACVNUMRvpxKoa6EyVYQ&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwjwv93Rx63pAhW2I7kGHc_fDHIQ6AEwAnoECAYQAQ#v=snippet&q=POECILOCHAETIDAE&f=false|título=Pleistoannelida, Sedentaria II|ultimo=Purschke|primeiro=Günter|ultimo2=Schmidt-Rhaesa|primeiro2=Andreas|ultimo3=Böggemann|primeiro3=Markus|ultimo4=Westheide|primeiro4=Wilfried|data=2020-02-24|editora=Walter de Gruyter GmbH & Co KG|ano=|local=|página=|páginas=|lingua=en|capitulo=Seção 7.4.4 Uncispionidae Green, 1982}}</ref> O grupo representa a menor e mais rara família dentre os espioniformes classificados atualmenteconhecidos.<ref name=":15" /><ref name=":16">{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books/about/Polychaetes_Allies.html?id=Rin4l7QZ1YEC&redir_esc=y|título=Polychaetes & Allies: The Southern Synthesis|ultimo=Beesley|primeiro=Pamela L.|ultimo2=Ross|primeiro2=Graham J. B.|ultimo3=Glasby|primeiro3=Christopher J.|ultimo4=|primeiro4=|data=2000|editora=Csiro Publishing|ano=|series=Fauna of Australia|volume=4A|local=|página=|páginas=|lingua=en}}</ref> São caracterizados por apresentarem [[Parápode|parapódios]] e cerdas direcionados para a cabeça no primeiro segmento, formando uma gaiola cefálica; ganchos neuropodiais bidentados ao longo da maior parte do corpo, esendo ganchosmuito maiores e curvos nos segmentosdois posterioresúltimos segmentos; característicasestes ganchos são únicasúnicos entre os poliquetas espioniformes.<ref name=":15" /><ref name=":16" />
== Morfologia ==
Os uncispionídeos possuem corpos alongados e delgados,<ref name=":15" /> o qual é divididodivididos em três regiões distintas: anterior, mediana e posterior.<ref name=":17">{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=-Xm8MjYajzoC&printsec=frontcover&dq=Rouse,+Gregory,+and+Fredrik+Pleijel.+Polychaetes.+Oxford+university+press,+2001.&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwipwMi-tZHqAhXLIbkGHdwmDtUQ6AEwAHoECAAQAg#v=onepage&q=Rouse,%20Gregory,%20and%20Fredrik%20Pleijel.%20Polychaetes.%20Oxford%20university%20press,%202001.&f=false|título=Polychaetes|ultimo=Rouse|primeiro=Gregory|ultimo2=Pleijel|primeiro2=Fredrik|data=2001-10-11|editora=OUP Oxford|ano=|local=|página=|páginas=|lingua=en|capitulo=3 Polychaete anatomy; 70 Uncispionidae Green, 1982}}</ref>
[[Ficheiro:Vista_dorsal_da_região_anterior_de_Uncispionidae_(adaptado_de_Beesley,_Ross_e_Glasby,_2000).png|ligação=https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Vista_dorsal_da_regi%C3%A3o_anterior_de_Uncispionidae_(adaptado_de_Beesley,_Ross_e_Glasby,_2000).png|esquerda|miniaturadaimagem|Vista dorsal da região anterior de Uncispionidae (adaptado de Beesley, Ross e Glasby, 2000).]]
Na região anterior fica a cabeça, que compreende o [[Ácron|prostômio]] e o [[peristômio]], sem a presença de segmentos associados.<ref name=":17" /> O prostômio tem forma elipsoidal <ref name=":17" /> e pode apresentar uma antena occipital, média ou curta,<ref name=":15" /> inserida na extremidade posterior<ref name=":17" />. Não foi registrada a presença de órgãos nucais nem olhos.<ref name=":17" /> Observa-se um par de palpos ranhurados inseridos dorsalmente na junção entre o prostômio e o peristômio.<ref name=":17" /> Este par de palpos é muito curto e não se prolonga muito além da cabeça.<ref name=":17" /> O peristômio  encontra-se expandido dorsalmente com abas laterais, e apresenta boca estendida ventralmente.<ref name=":17" /> A faringe possui dois lobos orais anteriores, ciliados e arredondados.<ref name=":15" /> Essas estruturas surgem a partir do lábio dorsal da boca, localizada anterior ao prostômio.<ref name=":15" /> Quando estendida, a faringe também pode ter um par de lobos curtos laterais à região, e um lobo médio ventral à abertura da boca.<ref name=":15" />
 
Observa-se um par de palpos sulcados, inseridos dorsalmente, na junção entre o prostômio e o peristômio.<ref name=":17" /> Este par de palpos é muito curto e não se estende muito além da cabeça.<ref name=":17" />
Todos os parapódios são birremes.<ref name=":15" /> O primeiro segmento apresenta parapódios baixos e cerdas capilares longas e espessas direcionadas anteriormente, formando uma gaiola cefálica, característica que distingue o grupo.<ref name=":17" /> Alguns segmentos possuem [[Brânquia|brânquias]], que podem estar fundidas basalmente ou separadas dos lobos notopodiais.<ref name=":15" />
 
O peristômio encontra-se expandido dorsalmente com abas laterais, e apresenta boca estendida ventralmente.<ref name=":17" /> A faringe possui dois lobos orais anteriores, ciliados e arredondados.<ref name=":15" /> Essas estruturas surgem a partir do lábio dorsal.<ref name=":15" /> Quando estendida, a faringe também pode ter um par de curtos lobos laterais e um lobo mediano ventral perto da abertura da boca.<ref name=":15" />
A região mediana possui capilares notopodiais longos e ganchos neuropodiais bidentados.<ref name=":17" /> Esses ganchos se iniciam no segmento 9 e seguem até o final do corpo.<ref name=":17" />
 
Todos os parapódios são birremes.<ref name=":15" /> O primeiro segmento apresenta parapódios baixos e cerdas capilares longas e espessas, direcionadas anteriormente, formando uma gaiola cefálica, característica que distinguemarcante odo grupo.<ref name=":17" /> Alguns segmentos possuem [[Brânquia|brânquias]], que podem estar fundidas basalmente, ou separadas dos lobos notopodiais.<ref name=":15" />
Subsequentemente, a região posterior apresenta cerdas capilares notopodiais curtas.<ref name=":17" /> Os ganchos neuropodiais dos dois últimos segmentos são  modificados em relação aos demais, sendo extremamente grandes e curvos.<ref name=":17" /> O corpo do [[Animalia|animal]] termina no ânus, o qual é cercado por quatro ou até oito lóbulos anais digitados.<ref name=":17" />
 
A região mediana possui cerdas capilares notopodiais longoslongas e ganchos neuropodiais bidentados.<ref name=":17" /> Esses ganchos se iniciam no segmento 9 e seguem até o final do corpo.<ref name=":17" />
De forma geral, esses vermes são frágeis e podem se fragmentar facilmente durante o manuseio e a [[Fixação (histologia)|fixação]], resultando na perda da extremidade posterior dos animais.<ref name=":15" /> Ademais, os espécimes são pequenos e difíceis de examinar, dificultando o estudo de sua [[Morfologia (biologia)|morfologia]] e anatomia.<ref name=":18">{{Citar periódico|ultimo=Darbyshire|primeiro=T.|ultimo2=Mackie|primeiro2=A. S. Y.|data=outubro de 2011|titulo=Review of Uncispionidae (Annelida: Polychaeta) with the description of a new species ofUncispio|url=http://dx.doi.org/10.1080/11250003.2011.580993|jornal=Italian Journal of Zoology|volume=78|numero=sup1|paginas=65–77|doi=10.1080/11250003.2011.580993|issn=1125-0003|acessodata=}}</ref> Há relatos de espécimes que apresentam coloração verde clara quando vivos, e cor clara ou opaca quando fixados em álcool.<ref name=":15" />
 
Subsequentemente, aA região posterior apresenta cerdas capilares notopodiais curtas.<ref name=":17" /> Os ganchos neuropodiais dos dois últimos segmentos são  modificados em relação aos demais, sendo extremamente grandes e curvos.<ref name=":17" /> O corpo do [[Animalia|animal]] termina no ânus, o qual é cercado por quatro ou até oito lóbulos anais digitados.<ref name=":17" />
 
O corpo do [[Animalia|animal]] termina no no pigídio. O ânus é cercado por quatro a oito lóbulos anais digitados.<ref name=":17" />
 
De forma geral, esses vermes são frágeis e podem se fragmentar facilmente durante o manuseio e a [[Fixação (histologia)|fixação]], resultando na perda da extremidade posterior dos animais.<ref name=":15" /> Ademais, os espécimes são pequenos e difíceis de examinar, dificultando o estudo de sua [[Morfologia (biologia)|morfologia]] e anatomia.<ref name=":18">{{Citar periódico|ultimo=Darbyshire|primeiro=T.|ultimo2=Mackie|primeiro2=A. S. Y.|data=outubro de 2011|titulo=Review of Uncispionidae (Annelida: Polychaeta) with the description of a new species ofUncispioof ''Uncispio''|url=http://dx.doi.org/10.1080/11250003.2011.580993|jornal=Italian Journal of Zoology|volume=78|numero=sup1|paginas=65–77|doi=10.1080/11250003.2011.580993|issn=1125-0003|acessodata=}}</ref> Há relatos de espécimes que apresentam coloração verde clara quando vivos, e cor clara ou opaca quando fixados em álcool.<ref name=":15" />
 
== Hábitos ==
A existência de grandes ganchos neuropodiais modificados nos segmentos posteriores sugere que essas estruturas atuam na ancoragem dos vermes ao substrato, indicando também a construção de tubos ou tocasgalerias, e motilidade discreta.<ref name=":15" /> NãoNo entanto, não há informações disponíveis acerca da morfologia ou estrutura do abrigo desses animais.<ref name=":15" />
 
Os lobos associados aos lábios indicam um papel na seleção de partículas e, provavelmente, são utilizadas para a alimentação e construção de tubos.<ref name=":19">{{Citar periódico|ultimo=Fauchald|primeiro=Kristian|ultimo2=Rouse|primeiro2=Greg|data=1997|titulo=Polychaete systematics: Past and present|url=https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1463-6409.1997.tb00411.x|jornal=Zoologica Scripta|lingua=en|volume=26|numero=2|pagina=120|paginas=|doi=10.1111/j.1463-6409.1997.tb00411.x|issn=1463-6409|acessodata=}}</ref> De forma semelhante a outros grupos espioniformes, o par de palpos, provavelmente, atua na captura inicial das partículas na interface água-sedimento, que são transportadas em direção à boca por meio do sulco ciliado.<ref name=":19" />
 
Os lobos associados aos lábios indicam um papel na seleção de partículas e provavelmente são utilizadas para a alimentação e construção de tubos.<ref name=":19">{{Citar periódico|ultimo=Fauchald|primeiro=Kristian|ultimo2=Rouse|primeiro2=Greg|data=1997|titulo=Polychaete systematics: Past and present|url=https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1463-6409.1997.tb00411.x|jornal=Zoologica Scripta|lingua=en|volume=26|numero=2|pagina=120|paginas=|doi=10.1111/j.1463-6409.1997.tb00411.x|issn=1463-6409|acessodata=}}</ref> De forma semelhante a outros grupos espioniformes, o par de palpos provavelmente atua na captura inicial das partículas na interface água-sedimento que são transportadas em direção à boca por meio do sulco ciliado.<ref name=":19" /> O par de lobos orais anteriores também desempenha um papel importante na seleção e manipulação de partículas, que chegam aà abertura oral.<ref name=":19" /> Aparentemente, a faringe é capaz de se expandir e contrair, resultando em variação no tamanho da abertura da boca.<ref name=":19" />  Entretanto, ainda são necessários mais estudos, para entender completamente a estrutura da faringe e osas funções das outras estruturas orais.<ref name=":19" />
 
Os ovos dos uncispionídeos possuem cerca de 100 μm a 120 μm de diâmetro e apresentam uma membrana espessa, com alvéolos corticais protuberantes.<ref name=":19" /> Essa morfologia também está presente nos ovos de outras espécies de poliquetas e em vários [[Género (biologia)|gêneros]] de [[Spionidae]].<ref name=":19" /> Não se sabe sobre a [[Reprodução|biologia reprodutiva]], embriologia nem desenvolvimento larval. destes animais<ref name=":19" />, Contudocontudo, a morfologia dos ovos sugeremsugere que os gametas são dispersos na coluna d'água e possuem desenvolvimento [[Plâncton|planctônico]].<ref name=":19" />
 
== Diversidade ==
Os uncispionídeos são organismos marinhos encontrados nas profundezas da [[plataforma continental]] e [[Talude continental|taludes]], entre 200 m e 3000 m, e apresentam preferência por sedimentos finos, de barro e argila.<ref name=":18" />
 
O grupo representa a menor e mais rara  família dentre os spioniformes atualmente classificadosconhecidos, possuindo três gêneros com oito [[Espécie|espécies]] descritas.<ref name=":22">{{Citar web|titulo=Uncispionidae|url=https://www.gbif.org/pt/species/7091|obra=www.gbif.org|acessodata=2020-06-22|lingua=pt}}</ref> Há ocorrências registradas na [[Indonésia]], [[Estados Unidos]] e [[Reino Unido]].<ref name=":22" /> Não há registros da presença deste grupo no [[Brasil]].<ref name=":22" /><ref>{{citar livro|url=https://www2.ib.unicamp.br/projbiota/bentos_marinho/Catalogo%20Polychaeta_Amaral_et_al_2010.pdf|título=Catálogo das espécies de Annelida Polychaeta do Brasil|ultimo=Amaral, A. C. Z.; Nallin, S. A. H.; Steiner, T. M.; Forroni, T. D. O.; Gomes-Filho, D.|primeiro=|editora=Unicamp|ano=2010|local=Campinas|página=|páginas=}}</ref>
 
Não são conhecidos [[Fóssil|fósseis]] registrados de uncispionídeos.<ref name=":17" />
 
==== [[Taxonomia|História taxonômica]] ====
Os primeiros registros desses vermes incomuns foram feitos por Hartman, ementre 1965, e  Hartman & Fauchald, em 1971, os quais relataram a presença de fragmentos posteriores de poliquetas em águas profundas.<ref name=":15" /><ref name=":16" /><ref name=":0">Hartman, Olga. (1965). [http://digitallibrary.usc.edu/cdm/ref/collection/p15799coll82/id/20299 Deep-water benthic polychaetous annelids off New England to Bermuda and other North Atlantic areas]. ''Occasional Papers of the Allan Hancock Foundation.'' 28: 1-384.</ref><ref>Hartman, O., & Fauchald, K. (1971). Deep-water benthic polychaetous annelids off New England to Bermuda and other North Atlantic areas. Part II. ''Allan Hancock Monographs in Marine Biology''.</ref> Esses fragmentos possuíam ganchos bidentados posteriores anormalmente grandes, relativamente semelhantes aos ganchos encapuzados de espionídeos.<ref name=":15" /><ref name=":16" /><ref name=":0" /> Desta forma, Hartman determinou esses fragmentos foram considerados como pertencentes a [[Spionidae|espionídeos]], sendo mencionados escassamente na literatura.<ref name=":15" /><ref name=":16" /><ref name=":0" />
 
A primeira descrição formal de um uncispionídeo foi realizada em 1981, porna Fauchaldqual & Hancock,foi que descreveramdescrita um [[táxon]] de águas profundas do Oregon.<ref name=":15" /><ref>Fauchald, K., & Hancock, D. R. (1981). Deep-water polychaetes from a transect off central Oregon. ''Allan Hancock Monographs in Marine Biology''.</ref> Essa espécie foi denominada ''UncophemsaUncopherusa bifida'', e foi considerada por esses autores como pertencente aà família [[Flabelligeridae]].<ref name=":15" />  
 
A família Uncispionidae foi descrita apenas em 1982 por Green, com a descrição de uma nova espécie,<ref name=":19" /> ''Uncispio hartmanae'', do sul da Califórnia, com características semelhantes a ''Uncopherusa bifida''<ref name=":15" />.<ref>Green, DestaKaren formaD. (1982). [https://biodiversitylibrary.org/page/34964844 Uncispionidae, a new polychaete family (Annelida)]. ''Proceedings of the Biological Society of Washington.'' 95(3): 530-536.</ref> Assim, as duas espécies foram transferidas para uma nova família denominada Uncispionidae,<ref name=":19" /> sugerindo que o que Fauchaldfoi e Hancock consideraramconsiderado como corpo coberto de papilas e areia (como ocorre em Flabelligeridae) era, de fato, oum tubo<ref name=":17" />. A família se sustentava principalmente pelos ganchos neuropodiais aumentados e modificados, presentes nos dois últimos segmentos.<ref name=":18" />
 
O relato mais recente desses poliquetas espioniformes raros e incomuns foi feito por Blake e Maciolek em 2018.<ref name=":15" /> Com base em novas coleções, esses autores registraram novas espécies e gêneros que atualmente compõem a família.<ref name=":15" />
 
==== [[Filogenia]] ====
Os caracteres que sustentam a [[monofilia]] do Uncispionidae são a presença de uma gaiola cefálica e ganchos neuropodiais bidentados, ao longo da maior parte do corpo, com ganchos maiores e curvos nos últimos 2 segmentos. <ref name=":15" /><ref name=":16" />
 
Embora semelhantes a Spionidae em termos de morfologia de ovos e larvas, e em particular à subfamília Nerininae<ref name=":15" />, esses [[Táxon|táxons]] diferem consideravelmente quando a morfologia de adultos é considerada.<ref name=":15" /> Assim, a sinonímia dos grupos não foi proposta devido ao fraco apoio durante as análises. <ref name=":19" />
Até o momento, não houve estudos [[Filogenia|filogenéticos]] de uncispionídeos usando dados de sequência molecular.<ref name=":15" />
 
{{== Referências}} ==
347

edições