Apistobranchidae: diferenças entre revisões

11 bytes adicionados ,  23h33min de 13 de janeiro de 2021
sem resumo de edição
(nova página: {{Info/Taxonomia | reino = Animalia<ref name=":71" /> | subordem = Spioniformia<ref>{{citar web |ultimo=Read, G.; Fauchald, K. (Ed.) (2020). World Polychaeta database. |primeiro...)
 
A cabeça dos apistobranquídeos é formada pelo prostômio e peristômio<ref name=":6" /> fundidos<ref name=":7" />. Toda a região cefálica é densamente ciliada, com os cílios estendendo-se pelo corpo, da boca até perto do pigídio, formando uma faixa ciliar ventral.<ref name=":7" /> Os órgãos nucais<ref name=":6" /> são ciliados e laterais<ref name=":8">{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/1091701848|título=Annelida : Basal Groups and Pleistoannelida, Sedentaria I|ultimo=Blake, A. James; Petti, Mônica A. V.|primeiro=|ultimo2=|ultimo3=|editora=|ano=2019|editor-sobrenome=Böggemann, Markus; Purschke, Günter; Westheide, Wilfried|series=Handbook of Zoology|local=Berlin|página=|páginas=|capitulo=5.1 Apistobranchidae Mesnil & Caullery, 1898|oclc=1091701848}}</ref>. Não há relato de olhos<ref name=":6" />. Um par<ref name=":7" /> de palpos sulcados se localiza dorsalmente na cabeça e pode ser mais longo do que o corpo do animal<ref name=":6" />. A boca é ventral, com um lábio inferior estriado, do qual pode emergir uma pequena [[probóscide]] saculiforme.<ref name=":8" />
 
No tronco, todos os segmentos são relativamente uniformes, possuindo dimensões semelhantes.<ref name=":6" /> Apresentam parapódios, em geral, birremes. Os notopódios são menores do que os neuropódios e apresentam cerdas lisas e alongadas, que podem estar desgastadas devido ao contato com o sedimento.<ref name=":6" /> Todas as cerdas são simples, mas muitas vezes dão a impressão de serem compostas devido ao padrão de coloração e formato.<ref name=":7" /> Os parapódios possuem acículas, que servem de suporte interno, o que é uma característica rara nos poliquetas [[Sedentaria (Annelida)|sedentários]].<ref name=":7" />
 
Sua parte posterior é frágil, sendo comum encontrar os animais fragmentados. Isso dificulta o estudo de sua morfologia e anatomia.<ref name=":7" /> Além disso, seus palpos, normalmente, são perdidos devido à grande contração durante a [[Fixação (histologia)|fixação]].<ref name=":6" />
347

edições