Diferenças entre edições de "Palmira Sérgio Lopes"

+ ref
m (Página proposta para eliminação por consenso)
(+ ref)
'''Palmira Sérgio Lopes''' ([[Areia (Paraíba)|Areia]], [[Paraíba]], 19 de dezembro de 1938), conhecida como "'''Dona Palmira'''", é uma líder comunitária, educadora popular, agricultora e fitoterapeuta paraibana, referência local e nacional em práticas populares e [[educação popular]] em saúde. Participou ativamente da [[Reforma sanitária no Brasil]], que culminou com a implantação do [[Sistema Único de Saúde]] (SUS), através de sua militância no [[Movimento Popular de Saúde da Paraíba]] (MOPS-PB), junto de [[Eymard Mourão Vasconcelos]], que coordena desde a década de 1980. Participou de movimentos pelo direito à terra, de mulheres, católicos e entidades políticas.<ref name=mono>{{citar livro |sobrenome=Abílio |nome=I. S. |título=Práticas integrativas e populares de cuidado, seus processo educativos e comunitários: sistematização da experiência de Palmira Sérgio Lopes |ano=2017 |editora=Universidade Federal da Paraíba |local=João Pessoa |páginas=152 |url=https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/1640/1/ISA%2031052017.pdf}}</ref>
 
Nascida no interior da Paraíba, foi criada pela avó, adquirindo conhecimentos ancestrais na utilização de plantas medicinais. Hoje, vive no Assentamento Novo Salvador, no município de [[Jacaraú]], onde continua a realizar trabalhos comunitários e manipulação de [[fitoterápico]]s no MOPS-PB. O movimento foi reformulado em 2013, passando a ter como apoiadora a [[Universidade Federal da Paraíba]].<ref>{{citar web |último=Tavares |primeiro=V |título='Se o povo todo se unir, se todo mundo gritar forte, acho que seremos ouvidos' |url=http://www.hlog.epsjv.fiocruz.br/index2.php?Area=Entrevista&Num=52&Destaques=1 |publicado=Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio |acessodata=14 de janeiro de 2021}}</ref><ref>{{citar livro |sobrenome=Araújo |nome=R. S.|coautores=Botelho, B. O.; Cruz, P. J. S. C. (org.) |título=Extensão popular: caminhos em construção: caminhos para a construção de trabalhos sociais emancipatórios e humanizadores |ano=2019 |editora=CCTA |local=João Pessoa |isbn=978-85-9559-159-2 |páginas=229 |editor-sobrenome1=Lisboa, G. J. et al|acessodata=14 de janeiro de 2021 |página=29-52 |capítulo=Ações em apoio a movimentos sociais populares: uma experiência de diálogo entre universidade e sociedade a partir da extensão|volume=2}}</ref>
 
Em 2019, Palmira publicou a obra "Práticas populares de cuidado, ação comunitária e promoção da saúde: experiências e reflexões".<ref>{{citar livro |sobrenome=Lopes |nome=P. S. |título=Práticas populares de cuidado, ação comunitária e promoção da saúde: experiências e reflexões |ano=2019 |editora=CTA |local=João Pessoa |isbn=978-85-9559-236-0 |páginas=194 |url=https://www.ufpb.br/redepopsaude/contents/biblioteca-1/praticas-populares-de-cuidado-acao-comunitaria-e-promocao-da-saude/livro-palmirasergiolopes.pdf}}</ref> Sua atuação na construção da educação popular em saúde foi reconhecida em homenagem da [[Associação Brasileira de Saúde Coletiva]] (Abrasco), em 2019.<ref>{{citar web |último=Reis |primeiro=V. |título=Palmira Lopes e Eymard Vasconcelos homenageados pela Abrasco |url=https://www.abrasco.org.br/site/eventos/congresso-brasileiro-de-ciencias-sociais-e-humanas-em-saude/palmira-lopes-e-eymard-vasconcelos-homenageados-pela-abrasco/42893/ |obra=Abrasco |acessodata=13 de janeiro de 2021 |data=28 de setembro de 2019}}</ref>