Diferenças entre edições de "Protestos na Rússia em 2021"

m
Em 17 de janeiro de 2021, Navalny retornou à Rússia,<ref>{{Citar web |url=https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/01/17/opositor-alexei-navalny-volta-para-a-russia-apesar-dos-riscos.ghtml |titulo=Opositor Alexei Navalny volta para a Rússia, apesar dos riscos |acessodata=2021-01-23 |website=G1 |lingua=pt-br}}</ref> onde foi imediatamente detido sob acusações de violação dos termos de uma pena de prisão suspensa.<ref>{{Citar web |url=https://www.dw.com/pt-br/opositor-russo-alexei-navalny-%C3%A9-preso-ao-desembarcar-em-moscou/a-56257145 |titulo=Opositor russo Alexei Navalny é preso ao desembarcar em Moscou {{!}} DW {{!}} 17.01.2021 |acessodata=2021-01-23 |website=[[Deutsche Welle|DW]].COM |lingua=pt-BR}}</ref> Antes de seu retorno, o Serviço Penitenciário Federal (FSIN) disse que Navalny pode enfrentar pena de prisão quando chegar a Moscou por violar os termos de sua liberdade condicional, dizendo que seria "obrigado" a detê-lo quando retornasse;<ref>{{Citar web |publicado=[[Agence France-Presse|AFP]] |primeiro=Anastasia |ultimo=Clark |url=https://www.themoscowtimes.com/2021/01/14/russia-says-obliged-to-detain-navalny-upon-return-a72611 |titulo=Russia Warns 'Obliged' to Detain Kremlin Critic Navalny on Return |data=2021-01-14 |acessodata=2021-01-23 |website=The Moscow Times |lingua=en}}</ref> em 2014, Navalny recebeu uma sentença suspensa no caso Yves Rocher, que ele chamou de motivada politicamente e, em 2017, o [[Tribunal Europeu dos Direitos Humanos|Tribunal Europeu de Direitos Humanos]] decidiu que Navalny foi condenado injustamente.<ref>{{Citar web |url=https://expresso.pt/internacional/2020-11-10-Caso-Navalny.-Tribunal-Direitos-Humanos-condena-Russia-por-tratamento-degradante |titulo=Caso Navalny. Tribunal Direitos Humanos condena Rússia por tratamento degradante |acessodata=2021-01-23 |website=[[Expresso (Portugal)|Jornal Expresso]] |lingua=pt-PT}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://www.europarl.europa.eu/doceo/document/TA-9-2021-0018_PT.html |titulo=Textos aprovados - A detenção de Alexei Navalny - Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021 |acessodata=2021-01-23 |website=www.europarl.europa.eu |lingua=pt}}</ref>
 
Em 18 de janeiro, uma decisão judicial ordenou a detenção da Navalny até 15 de fevereiro por violação de sua liberdade condicional. Um tribunal improvisado foi criado na delegacia de polícia onde Navalny estava sendo retido. Outra audiência seria realizada em 29 de janeiro para determinar se sua pena suspensa deveria ser substituída por uma pena de prisão.<ref>{{Citar web |url=https://oglobo.globo.com/mundo/navalny-preso-por-30-dias-em-moscou-enquanto-pressoes-por-sua-libertacao-crescem-24843925 |titulo=Navalny é preso por 30 dias em Moscou, enquanto pressões por sua libertação crescem |data=2021-01-18 |acessodata=2021-01-23 |website=O Globo |lingua=pt-BR}}</ref> Ele pediu a seus apoiadores que saíssem à rua, dizendo: "Não fiquem calado. Resista. Vá para as ruas - não por mim, mas por você". O chefe da rede regional da Navalny, Leonid Volkov, disse que estavam sendo feitos preparativos para que os protestos fossem organizados em todo o país em 23 de janeiro.<ref name=":0">{{Citar periódico |titulo=Após prisão de opositor, Putin tenta reprimir onda de protestos em mais de 60 cidades na Rússia |url=https://www.bbc.com/portuguese/internacional-55726750 |jornal=BBC News Brasil |acessodata=2021-01-23 |lingua=pt-BR}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=[[Agence France-Presse|AFP]] |primeiro=Michael |ultimoMainvilleultimo=Mainville|url=https://www.themoscowtimes.com/2021/01/18/navalny-urges-russians-to-take-to-the-streets-over-jailing-a72646 |titulo=Navalny Urges Russians To 'Take To The Streets' Over Jailing |data=2021-01-18 |acessodata=2021-01-23 |website=The Moscow Times |lingua=en}}</ref>
 
Em 19 de janeiro, enquanto estava preso, uma investigação da Navalny e sua Fundação Anti-Corrupção (FBK) foi publicada, acusando Putin de corrupção. O vídeo também incitou as pessoas a irem às ruas. Antes do início dos protestos, o vídeo recebeu mais de 70 milhões de visualizações no YouTube até o dia 23 de Janeiro.<ref name="video de navalny">{{Citar Q|Q105047075}}</ref>
6 252

edições