Diferenças entre edições de "Pandemia de COVID-19 no Brasil"

Em janeiro de 2021, foi descoberto uma nova variante do vírus, que causou um pico no número de internações, com hospitais lotados e sem oxigênio.<ref>{{citar web|url=https://www.bbc.com/portuguese/brasil-55681527|publicado=BBC|titulo='Manaus virou capital mundial da covid-19 e lockdown é única alternativa', diz pesquisador|data=15 de janeiro de 2021|acessodata=23 de janeiro de 2021|autor=Luis Barrucho}}</ref> Em 20 de janeiro, Manaus registrou 4.371 óbitos confirmados em decorrência do [[novo coronavírus]], com cinco mil novos casos, sendo um novo recorde diário de internados registrado.<ref>{{citar web|url=https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2021/01/20/amazonas-registra-mais-de-5-mil-novos-casos-de-covid-19-e-bate-recorde-diario.ghtml|publicado=Globo|obra=G1|titulo=Amazonas registra mais de 5 mil novos casos de Covid-19 e bate recorde diário}}</ref>
 
=== Porto Velho ===
{{limpar}}
{{Artigo principal|Pandemia de COVID-19 em Rondônia}}
Em 23 de janeiro de 2021, o prefeito de [[Porto Velho]], [[Hildon Chaves]] (PSDB) em um vídeo publicado nas redes sociais anunciou que o sistema de saúde da cidade e de todo o estado de [[Rondônia]] teria entrado em colapso, após um número enorme de internações por COVID-19. De acordo com o levantamento do consórcio de imprensa, em 1º de janeiro, o número de casos confirmados era de 270 em Rondônia e no dia 22 chegou a 1.422. De acordo com a prefeitura, o aumento se deve com a chegada da nova variante ao estado.<ref>{{Citar web |url=https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/01/23/com-explosao-de-casos-mais-graves-porto-velho-anuncia-colapso-na-saude.htm |titulo=Com explosão de casos mais graves, Porto Velho anuncia colapso na saúde |acessodata=2021-01-25 |website=noticias.uol.com.br |lingua=pt-br}}</ref>{{limpar}}
 
== Bloqueios de emergência e confinamento (''lockdown'') ==
7 236

edições