Diferenças entre edições de "Unguentário"

Sem alteração do tamanho ,  03h31min de 1 de fevereiro de 2021
 
[[Imagem:MANA - Glas 6.jpg|thumb|esquerda|Unguentário vítreo em forma de porco. [[Museu Arqueológico Nacional de Aquileia|Museu de Aquileia]]]]
 
O termo "unguentário" é funcional em vez de descritivo, ou seja, refere-se à sua função presumida pelos arqueólogos e não sua tipologia mediante a forma.{{sfn|Vogelkoff-Brogan|2000|p=316}} De início sua forma foi modelada em miniatura através de ânforas maiores, que teriam sido os contêineres a granel originais para os produtos vendidos nos unguentários.{{sfn|Rotroff|1997|p=177}}{{sfn|Rotroff|2006|p=142}} Nem sempre a literatura acadêmica faz distinção entre este vaso e a [[âmbula (Roma Antiga)|âmbula]],{{sfn|name=And82|Anderson|2004|p=82}}{{ref label2|b}} um termo da [[Antiguidade]] que pode referir-se a estes bem como outros vasos pequenos. Na literatura moderna, um unguentário é por vezes referido como [[lacrimatório]] ({{langx|la|''lacrimatorius/a/um''|||lit. "recipiente de lágrimas"}}) ou balsamário ({{langx|la|''balsamarium''|||lit. "recipiente de [[bálsamo]]"}}). Todos os três termos refletem o uso moderno segundo acepções sobre o uso destes recipientes, e nenhum deles encontra-se registradaencontra registrado em fontes antigas.{{sfn|name=And105-106|Anderson-Stojanovic|1987|p=105–106}}{{sfn|Rotroff|1997|p=175–176, nota 28}}
 
Pequenos vasos com duas formas, geralmente não nem sempre sem alças, são referidos como unguentários:
176

edições