Diferenças entre edições de "Mito"

sem resumo de edição
m (Pequenas correções ortográficas.)
Um '''mito''' ({{langx|grc|μυθος||''mithós''}}) é uma [[narrativa]] de caráter simbólico-imagético, ou seja, o mito não é uma realidade independente, mas evolui com as condições históricas e étnicas relacionadas a uma dada cultura, que procura explicar e demonstrar, por meio da ação e do modo de ser das personagens, a origem das coisas<ref name=":0">{{citar livro|título=Mitologia grega|ultimo=GRIMAL|primeiro=Pierre|editora=L&PM|ano=2013|local=Rio Grande do Sul|páginas=|acessodata=26 maio 2018}}</ref> (do mundo; dos homens; dos animais; das doenças; dos objetos; das práticas de caça, pesca, medicina entre outros; do amor; do ódio; da mentira e das relações, seja entre homens e homens, homens e mulheres e mulheres e mulheres, humanos e animais etc.). Sendo dessa maneira, é correto dizer que o mito depende de um tempo e espaço para existir e para ser compreendido<ref name=":0" />.
 
Ao mito está associado o [[rito]]. O rito é o modo de se pôr em ação o mito na vida do homem, em cerimônias, danças, orações e sacrifícios.
 
O termo "mito" é, por vezes, utilizado de forma pejorativa para se referir às crenças comuns (consideradas sem fundamento objetivo ou científico, e vistas apenas como histórias de um universo puramente maravilhoso) de diversas comunidades. Acontecimentos históricos podem se transformar em [[lendas]], se adquirem uma determinada carga simbólica para uma dada cultura, e serem erroneamente chamados de mito. Na maioria das vezes, o termo refere-se especificamente aos relatos das civilizações antigas, mas há de se lembrar que muitas comunidades contemporâneas ainda se valem e muito do mito que, organizados, constituem uma [[mitologia]], por exemplo, a [[mitologia grega]], a [[mitologia romana]], etc.
 
== Tipos de mitos ==