Diferenças entre edições de "John Quincy Adams"

sem resumo de edição
(+ barra)
'''John Quincy Adams''' ([[Braintree (Massachusetts)|Braintree]], [[11 de julho]] de [[1767]] – [[Washington, D.C.]], [[23 de fevereiro]] de [[1848]]) foi um [[advogado]] e [[político]] [[Estados Unidos|norte-americano]]. Foi o sexto [[presidente]] dos [[Estados Unidos]], governando de [[1825]] a [[1829]].
 
Sua maior contribuição para os Estados Unidos foi o planejamento da [[Doutrina Monroe]], durante o período que foi secretário de estado do presidente [[James Monroe]]. filho do ex-presidente [[John Adams]].
 
Foi [[advogado]] em [[Boston]]; ministro em [[Haia]] ([[1794]]), [[Lisboa]] ([[1797]]), [[Prússia]] ([[1799]]), na [[Rússia]] ([[1809]]-[[1814]]) e na [[Inglaterra]] ([[1815]]-[[1817]]). Negociou a compra da [[Flórida]] à [[Espanha]] e assentou as bases da chamada "doutrina de Monroe". [[Presidente]] ([[1825]]–[[1829]]), procurou introduzir melhoramentos internos no país, pretendendo abolir a escravatura, sem obter sucesso.
Negociou a compra da [[Florida]] à [[Espanha]] e assentou as bases da chamada "doutrina de Monroe". [[Presidente]] ([[1825]]-[[1829]]), procurou introduzir melhoramentos internos no país, pretendendo abolir a escravatura, sem obter sucesso.
 
== Biografia ==
 
=== Início de vida e juventude ===
John Quincy Adams nasceu em 11 de julho de 1767, filho dedo ex-presidente [[John Adams]] e sua esposa, a [[Primeira-dama dos Estados Unidos|primeira-dama]] [[Abigail Adams]] em [[Braintree (Massachusetts)|Braintree]], [[Massachusetts]], que é hoje [[Quincy (Massachusetts)|Quincy, Massachusetts]]. John Quincy Adams Birthplace agora faz parte de Adams National Historical Park e é aberto ao público . Ele foi nomeado para o avô materno de sua mãe, o coronel John Quincy, após os quais Quincy, Massachusetts, é nomeado.<ref>{{citar web|último =Rettig|primeiro =Polly M.|título=John Quincy Adams Birthplace |url=http://pdfhost.focus.nps.gov/docs/NHLS/Text/66000128.pdf |obra=National Register of Historic Places Inventory-Nomination|publicado=[[National Park Service]]|acessodata=1 de novembro de 2011|data=3 de abril de 1978}}</ref> Adams ficou sabendo da [[Declaração de Independência dos Estados Unidos|Declaração de Independência]] a partir das letras de seu pai escreveu a sua mãe a partir do Segundo Congresso Continental em [[Filadélfia]]. Em [[1779]], Adams começou um diário que ele manteve até pouco antes de morrer em [[1848]].<ref name="Masshist.org">{{citar web|título=The Diaries of John Quincy Adams: A Digital Collection |url=http://www.masshist.org/jqadiaries/ |publicado=Massachusetts Historical Society|acessodata=20 de maio de 2012}}</ref> Os enormes cinqüenta volumes são uma das mais extensas colecções de informações em primeira mão a partir do período de início da república, e são amplamente citado por [[História Moderna|historiadores modernos]].<ref name="Nagel, Paul p21">Nagel, Paul. "John Quincy Adams: A Public Life, a Private Life". p21. 1999, Harvard University Press</ref>
 
Grande parte da juventude de Adams foi gasta acompanhando seu pai no exterior. [[John Adams]] atuou como [[Embaixador|enviado especial americano para a França]] de [[1778]] até [[1779]] e para a [[Países Baixos|Holanda]] de [[1780]] até [[1782]], e Adams filho acompanhou seu pai nessas viagens. Adams adquiriu uma educação em instituições como a [[Universidade de Leiden]]. Por quase três anos, na idade de 14 anos, ele acompanhou Francis Dana como secretário em uma missão para [[São Petersburgo]], [[Rússia]], para obter o reconhecimento do novo Estados Unidos. Ele passou um tempo na [[Finlândia]], [[Suécia]] e [[Dinamarca]] e, em [[1804]], publicou um relatório de viagem da [[Silésia]].<ref>{{citar livro|título=Letters on Silesia: Written During a Tour Through That Country in the Years 1800, 1801 |último =Adams |primeiro =John Quincy |ano=1804 |publicado= Printed for J. Budd|local=Londres|url=http://books.google.com/books?id=2sQDAAAAYAAJ&pg=PR6-IA3}}</ref> Durante esses anos no exterior, Adams se tornou fluente em francês e holandês e tornou-se familiarizado com alemão e outras [[línguas europeias]]. Ele entrou em [[Harvard College]] e graduou-se em [[1787]] com um Bachelor of Arts grau, Phi Beta Kappa. Adams House na faculdade de Harvard é nomeado em homenagem a Adams e seu pai. Mais tarde, ele ganhou uma AM de Harvard em [[1790]].<ref>{{citar jornal|título=Obama joins list of seven presidents with Harvard degrees|url=http://news.harvard.edu/gazette/story/2008/11/obama-joins-list-of-seven-presidents-with-harvard-degrees/|acessodata=1 de novembro de 2011|jornal=[[Harvard Gazette]]|data=6 de novembro de 2008}}</ref> Ele era aprendiz como um advogado com Theophilus Parsons em Newburyport, [[Massachusetts]], 1787-1789. Ingressou na ordem em 1791 e começou a praticar a [[advocacia]] em [[Boston]].<ref>Nagel, Paul. "John Quincy Adams: A Public Life, a Private Life". p30. 1999, Harvard University Press</ref>
 
=== Educação ===
Após se formar na [[Universidade de Harvard|Faculdade de Harvard]], ele se tornou advogado. Aos 35 anos, foi eleito para o [[Senado dos Estados Unidos|Senado]]. Seis anos depois, o presidente Madison o nomeou como ministro para a [[Rússia]]. Servindo no governo do [[James Monroe|presidente Monroe]], Adams foi secretário de Estado. Ele acertou com a Inglaterra a ocupação conjunta do Estado de Oregon, no extremo oeste dos [[Estados Unidos|EUA]], obteve a cessão das Flóridas pela Espanha e formulou, juntamente com o presidente, a [[Doutrina Monroe]].<ref>{{Citar web|url=http://educacao.uol.com.br/biografias/john-quincy-adams.jhtm|título=John Quincy Adams - Biografia|publicado=UOL - Educação|acessodata=18 de março de 2012}}</ref>
 
=== Presidência (1825 – 18291825–1829) ===
=== Política interna ===
Durante seu período, ele trabalhou para o desenvolvimento do [[Sistema americano (programa econômico)|sistema americano de economia política]], consistente de uma alta tarifa alfandegária para apoiar a industrialização do país, obras públicas tais como a abertura de estradas, e um banco nacional para estimular empreendimentos produtivos e emitir uma moeda nacional. Em sua primeira mensagem anual ao Congresso, Adams apresentou um ambicioso programa para a modernização que incluía a abertura de estradas, canais, uma universidade nacional, um observatório astronômico e outras iniciativas. O apoio para essas propostas foi limitado, mesmo entre seus próprios defensores. Seus críticos acusaram-no de indecente arogância por causa de sua apertada vitória. A maior parte das suas iniciativas foram combatidas no Congresso por partidários de [[Andrew Jackson]], que permaneciam ofendidos desde a eleição de 1824, tumultuado pleito em que Jackson foi derrotado por Adams.
 
Contudo, algumas de suas propostas foram adotadas, especificamente a extensão da [[Cumberland Road]] para [[Ohio]] com estudos para sua continação a oeste para [[St. Louis (Missouri)|St. Louis]]; o início do [[Chesapeake and Ohio Canal]], a abertura do [[Delaware and Chesapeake Canal]] e do [[Louisville and Portland Canal]] em torno das cataratas do Ohio; a conexão dos [[Grandes Lagos da América do Norte|Grandes Lagos]] ao [[Rio Ohio|sistema do Rio Ohio]] em [[Ohio]] e [[Indiana]]; e a ampliação e reconstrução do [[Dismal Swamp Canal]] na [[Carolina do Norte]].
 
[[Ficheiro:canal swains lock 20040911 121236 2.jpg|thumb|250px|[[Chesapeake and Ohio Canal]] na eclusa de Swain]]
Muitas das dificuldades políticas de Adams eram devidas à sua recusa, em princípio, de substituir membros de sua administração que apoiaram Jackson (sobre a base de que ninguém seria removido de seu cargo exceto por incompetência). Por exemplo, seu administrador geral dos Correios, [[John McLean]], continuou no cargo durante a administração de Adams, a despeito do fato de que ele estava usando seus poderes de proteção para bajular os jacksonistas.
 
John Quincy Adams faleceu na cidade de [[Washington, D.C.]], em [[23 de fevereiro]] de [[1848]]. Encontra-se sepultado em ''Adams Crypt'', [[Quincy,]] [[Condado de Norfolk (Massachusetts)|Condado de Norfolk]], [[Massachusetts]] nos [[Estados Unidos]], ao lado de seu pai e também presidente dos Estados Unidos [[John Adams|John Adams, Jr.]].<ref>{{findagrave|7}}</ref>
 
{{Referências}}
{{Commons|John Quincy Adams}}
* {{PG-US-autor|a#a460}}
 
 
{{Começa caixa}}
}}
{{Termina caixa}}
 
 
{{Presidentes dos Estados Unidos}}
{{Presidentes da Academia de Artes e Ciências dos Estados Unidos}}
{{Portal3|Biografias|Estados Unidos|Política}}
 
{{Controle de autoridade}}
 
{{DEFAULTSORT:Adams, John Quincy}}
[[Categoria:Norte-americanos de ascendência britânica]]