Carlos Frederico de Jülich-Cleves-Berg: diferenças entre revisões

24 bytes adicionados ,  13h01min de 8 de fevereiro de 2021
O tutor de Carlos Frederico, Stephanus Winandus Pighius, criou uma obra literária para o seu aluno com o seu ''Hercules Prodicius'', que se tornou o primeiro guia turístico de Itália. Carlos Frederico era descrito como um jovem firme, amante da diversão e altamente inteligente.
 
Ele esteve entre os convidados de honra na cerimónia na [[Basílica de S. Pedro]] de abertura do [[Ano Santo]] de [[1575]]. O Papa [[Gregório XIII]] era muito ligado ao seu convidado, esperando que o jovem príncipe viesse a ter uma influência determinante nos países protestantes vizinhos. Uma semana mais tarde, o Papa honrou-o oferecendo-lhe uma [[espada]] e um [[Píleo (chapéu)|píleo]] consagrados, uma honra reservada a reis.
 
Quando Carlos Frederico morreu cinco semanas mais tarde, Gregório XIII suportou, ele próprio, os custos de um funeral real e da enorme procissão fúnebre. Carlos Frederico foi sepultado em frente ao Papa [[Adriano VI]], na igreja de [[Santa Maria dell’Anima]], a igreja em Roma da [[Sacro Império|nação alemã]].
9 855

edições