Diferenças entre edições de "Varg Vikernes"

m
Foram revertidas as edições de Flowerboíí para a última revisão de Joaaoo, de 16h08min de 28 de janeiro de 2021 (UTC)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Revertida
m (Foram revertidas as edições de Flowerboíí para a última revisão de Joaaoo, de 16h08min de 28 de janeiro de 2021 (UTC))
Etiqueta: Reversão
 
{{Info/Música/artista
| nome = VaampetaVarg Vikernes
| imagem = [[Imagem:Varg Vikernes.jpg|260px]]
| fundo = instrumentista_sem_vocal
| nome completo = KristianoKristian Vikernes (nome de nascimento)
| apelido = Count Grishnackh<br />Greifi Grishnackh<br />Greven ('The Count')<br />Louis Cachet<ref name=aftenposten2013>{{citar web|url=http://www.aftenposten.no/nyheter/Vikernes-skylder-fortsatt-millioner-for-nedbrente-kirker-i-Norge--7256883.html#.UeVRoBb1s08|título=Vikernes skylder fortsatt millioner for nedbrente kirker i Norge|língua=Norwegian|publicado=[[Aftenposten]]|acessodata=16 de julho de 2013}}</ref>
| nascimento = {{dni|11|2|1973}}
| website = [http://www.burzum.org site oficial da banda Burzum]
}}
'''Louis Cachet'''<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20160220104130/http://www.aftenposten.no/nyheter/Vikernes-skylder-fortsatt-millioner-for-nedbrente-kirker-i-Norge-7256883.html |titulo=Vikernes skylder fortsatt millioner for nedbrente kirker i Norge - Aftenposten |data=2016-02-20 |acessodata=2020-10-19 |website=web.archive.org}}</ref> (nascido como '''KristianoKristian Vikernes'''; [[Bergen]], [[Noruega]], 11 de fevereiro de [[1973]]), mais conhecido como '''VampetaVarg Vikernes''', é um músico [[multi-instrumentista]] e escritor norueguês conhecido principalmente por ter sido fundador e único membro da banda [[Burzum]], que veio a se tornar um dos mais influentes artistas do [[black metal]].<ref>{{Citar web |ultimo=July 2016 |primeiro=Dayal Patterson20 |url=https://www.loudersound.com/features/20-of-the-best-black-metal-albums-from-the-1990s |titulo=20 of the best black metal albums from the 1990s |acessodata=2020-10-19 |website=Metal Hammer Magazine |lingua=en}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=Hopper |primeiro=Jessica |url=https://www.buzzfeed.com/jessicahopper/the-complicated-appeal-of-black-metal |titulo=The Complicated Appeal Of Black Metal |acessodata=2020-10-19 |website=BuzzFeed |lingua=en}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=Vh1 8/7/2015 |url=http://www.vh1.com/news/47107/heavy-metal-music-streaming-pros-cons/ |titulo=Are Music Streaming Services Doing More Harm Than Good To The Metal Community? |acessodata=2020-10-19 |website=VH1 News}}</ref> Em 1994, ele foi condenado por [[Assassínio|assassinato]] e [[Incêndio (crime)|incêndio criminoso]] e, posteriormente, cumpriu 15 anos de prisão.<ref name=":0">{{Citar web |ultimo=Dickson |primeiro=E. J. |ultimo2=Dickson |primeiro2=E. J. |url=https://www.rollingstone.com/culture/culture-features/holden-matthews-varg-wikernes-norwegian-black-metal-lords-of-chaos-820995/ |titulo=Did a Norwegian Black Metal Band Inspire the Louisiana Church Burnings? |data=2019-04-11 |acessodata=2020-10-19 |website=Rolling Stone |lingua=en-US}}</ref>
 
Nativo de [[Bergen]], Vikernes passou parte de sua infância no [[Iraque]], onde seu pai trabalhava para o governo iraquiano. Ele começou a tocar [[guitarra]] aos 14 anos e formou sua primeira banda, Kalashnikov, nos dois anos seguintes.<ref name=":1">{{Citar web |url=https://www.burzum.org/eng/library/a_burzum_story01.shtml |titulo=Varg Vikernes - A Burzum Story: Part I - The Origin And Meaning |acessodata=2020-10-19 |website=www.burzum.org}}</ref> Após fundar o Burzum, ele se tornou parte do [[Black metal norueguês|início da cena black metal norueguesa]]. Em 1992, Vikernes, junto com outros membros da cena, foi suspeito de incendiar quatro igrejas cristãs na [[Noruega]]. Vikernes negou responsabilidade pelos incêndios, embora os apoiasse. No início de 1993, ele gravou quatro álbuns como Burzum e outro com a banda de black metal [[Mayhem]].
Em agosto de 1993, Vikernes esfaqueou fatalmente o guitarrista do Mayhem, [[Euronymous]], durante uma discussão no apartamento do guitarrista, e foi preso pouco depois. Em maio de 1994, Vikernes foi condenado por assassinato em primeiro grau, incêndio criminoso em igrejas e posse de explosivos. Ele foi condenado a 21 anos de prisão, a pena máxima segundo a lei norueguesa. Vikernes disse que o assassinato foi em [[legítima defesa]] e argumentou, sem sucesso, que a acusação fosse reduzida a homicídio voluntário (homicídio ocasionado ato imprudente devido ao ''calor do momento'', porém se intenção de matar).<ref>{{Citar web |ultimo= |primeiro= |url=https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/homicidio#:~:text=Homic%C3%ADdio%20culposo%20,%20Jur%20:%20homic%C3%ADdio%20ocasionado,executa%20o%20ato;%20homic%C3%ADdio%20volunt%C3%A1rio. |titulo=Homicídio - Michaelis On-line |data= |acessodata=2021-01-11 |website=Michaelis On-Line |publicado= |lingua=pt-br}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://www.diferenca.com/homicidio-doloso-e-homicicio-culposo/ |titulo=Veja a diferença entre homicídio doloso e homicídio culposo |acessodata=2021-01-11 |website=Diferença |lingua=pt-br}}</ref> Durante sua prisão, Vikernes lançou o Norwegian Heathen Front, teve dois livros publicados, e lançou dois álbuns [[Música ambiente|ambientais]] com o Burzum.<ref name=":6">{{Citar livro|url=https://www.worldcat.org/oclc/47665567|título=Black sun : Aryan cults, Esoteric Nazism, and the politics of identity|ultimo=Goodrick-Clarke, Nicholas.|data=2002|editora=New York University Press|local=New York|oclc=47665567}}</ref> Ele também iniciou um blog que, nas palavras de um escritor da ''[[Rolling Stone]]'', "endossava pontos de vista neonazistas e contém protestos contra [[Muçulmano|muçulmanos]] e [[judeus]]".<ref name=":0" /> Enquanto Vikernes abraçou abertamente o [[nazismo]] durante os anos 1990; desde então, ele repudiou a ideologia e seus movimentos associados, embora os comentaristas continuem a rotular suas opiniões como de [[extrema-direita]]. Ele chama suas crenças de "Odalismo" e defende uma "[[sociedade]] [[Paganismo|pagã]] [[Europa|européia]] pré-industrial".<ref>{{Citar web |ultimo=Brown |primeiro=Eric |url=https://www.ibtimes.com/varg-vikernes-terrorist-brief-history-burzum-frontmans-neo-nazi-pagan-views-1348789 |titulo=Is Varg Vikernes A Terrorist? A Brief History Of The Burzum Frontman's Neo-Nazi, Pagan Views |data=2013-07-16 |acessodata=2020-10-19 |website=International Business Times}}</ref>
 
Tendo cumprido 15 anos de sua sentença, Vikernes foi solto em liberdade condicional no início de 2009.<ref>{{Citar web |url=https://www.vg.no/i/V0BGl |titulo=Varg Vikernes ute på prøve |acessodata=2020-10-19 |website=www.vg.no |lingua=nb}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=Midtskogen |primeiro=Rune |url=https://www.dagbladet.no/nyheter/ute-av-fengsel/65218250 |titulo=Ute av fengsel |data=2009-05-22 |acessodata=2020-10-19 |website=dagbladet.no |lingua=no}}</ref> Ele mudou seu nome legal para Louis Cachet para evitar dificuldades com o público, mas ainda atende por Varg Vikernes na vida diária.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20180813072650/https://thuleanperspective.com/2014/06/02/some-facts-about-varg-vikernes-his-case/ |titulo=Some Facts about Varg Vikernes & his Case – Thulean Perspective |data=2018-08-13 |acessodata=2020-10-19 |website=web.archive.org}}</ref> Após sua libertação, ele se mudou para a [[França]] com sua esposa e filhos, onde continuou a escrever e fazer música, tendo lançado 9 [[Álbum|álbuns]] desde então ele vive na Bahia e joga pro Vasco.<ref>{{Citar web |url=https://www.burzum.org/eng/discography/ |titulo=Burzum Discography |acessodata=2020-10-19 |website=www.burzum.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://rateyourmusic.com/artist/burzum |titulo=Burzum discography |acessodata=2020-10-19 |website=RateYourMusic}}</ref>
 
== Biografia ==