Diferenças entre edições de "Guerra Civil Angolana"

m
sem resumo de edição
m
m
|notas = 500 mil civis angolanos foram mortos
}}
A '''Guerra Civil Angolana''' foi umaum [[guerraGuerra civil]]|conflito emarmado [[Angolainterno]], que começou em 1975 e continuou, com interlúdios, até 2002. A guerra começou imediatamente depois que [[Angola]] se tornou independente de [[Portugal]] em novembro de 1975. O conflito foi uma luta de poder entre dois ex-movimentos de guerrilha anticolonial, o comunista [[Movimento Popular de Libertação de Angola]] (MPLA) e a anticomunista [[União Nacional para a Independência Total de Angola]] (UNITA). A guerra foi usada como campo de batalha de uma [[guerra por procuração]] da [[Guerra Fria]] por Estados rivais como [[União Soviética]], [[Cuba]], [[África do Sul]] e [[Estados Unidos]].<ref name="Angola General Conflict Information">{{Citar web |url=http://www.ucdp.uu.se/gpdatabase/gpcountry.php?id=4&regionSelect=2-Southern_Africa# |titulo=Angola General Conflict Information |obra=Uppsala Conflict Data Program |archiveurl=https://web.archive.org/web/20141218095556/http://www.ucdp.uu.se/gpdatabase/gpcountry.php?id=4&regionSelect=2-Southern_Africa |archivedate=18 de dezembro de 2014|acessodata=24 de janeiro de 2021}}</ref>
 
O MPLA e a UNITA tinham raízes diferentes na sociedade angolana e lideranças mutuamente incompatíveis, apesar do objetivo comum de acabar com o domínio colonial. Um terceiro movimento, a [[Frente Nacional de Libertação de Angola]] (FNLA), que lutou contra o MPLA com a UNITA durante a guerra pela independência, não teve quase nenhum papel na guerra civil. Além disso, a [[Frente para a Libertação do Enclave de Cabinda|Frente de Libertação do Enclave de Cabinda]] (FLEC), uma associação de grupos militantes separatistas, lutou pela independência da província angolana de [[Cabinda (província)|Cabinda]].<ref>{{Citar web |last= |url=https://www.globalsecurity.org/military/world/para/flec.htm |titulo=Front for the Liberation of the Enclave of Cabinda |obra=Global Security |archiveurl= |archivedate= |primeiro3=}}</ref>
29 587

edições