Auguste e Louis Lumière: diferenças entre revisões

→‎Afinidades políticas: pequena correção.
(Fiz ligações internas, adicionei dois portais, uma referência e a seção "Ver também".)
(→‎Afinidades políticas: pequena correção.)
Num catálogo do ''Grupo de Universitários Fascistas'', invoca a França e a Itália exaltando a «amizade que une ambos os nossos países e que uma comunidade de origem não pode deixar de projectar no futuro».
 
No que toca o estado das coisas no seu país, declara o seguinte, no ''[[Le Le Petit Comtois]]'', a 15 de Novembro de [[1940]]: «Seria um grave erro recusar o regime de colaboração de que falou o [[Marechal Pétain]] nas suas admiráveis mensagens. Auguste Lumière, o meu irmão, nas páginas em que exalta o prestígio incomparável, a coragem indomável, o ardor juvenil do Marechal Pétain e o seu sentido das realidades que devem salvar a pátria, escreveu: "Para que a era tão desejada de concórdia europeia sobrevenha, é evidentemente preciso que as condições impostas pelo vencedor não deixem nenhum fermento de hostilidade irredutível contra si. Mas ninguém poderá alcançar esse objectivo melhor que o nosso admirável Chefe de Estado, auxiliado por [[Pierre Laval]], que tantas provas nos deu já da sua clarividência, da sua habilidade e da sua devoção aos verdadeiros interesses do país". Vejo as coisas da mesma maneira. Faço minha esta declaração, inteiramente».
 
== Ver também ==
4 189

edições