Diferenças entre edições de "Descoberta do Brasil"

m
Algumas coisas
m (Removeu a proteção de "Descoberta do Brasil": testando a desprotecção, após implementação do bloqueio de IPs)
m (Algumas coisas)
{{Revisão}}
[[Imagem:Pedro Alvares Cabral.jpg|thumb|upright|[[Pedro Álvares Cabral]] desembarcou em [[Porto Seguro]] no litoral sul da [[Bahia]] em 22 de abril de 1500, tornando a região colônia do [[Reino de Portugal]].<ref name="Anghiera"/>]]
'''Descoberta''' ou '''descobrimento do Brasil''' refere-se, de um ponto de vista [[eurocêntrico]], à descoberta por [[Europa|europeus]] do território atualmente conhecido como [[Brasil]]. Este momento é muitas vezes entendido como sendo o do avistamento da terra que então denominaram por [[Ilha de Vera Cruz|Ilha da Vera Cruz]], nas imediações do [[Monte Pascoal]], pela armada comandada por [[Pedro Álvares Cabral|macacos]], ocorrida no dia [[22 de abril]] de [[1500]]. Esta descoberta inscreve-se nos chamados [[descobrimentos portugueses]].<ref name="Anghiera">{{Citar web|url=https://books.google.com.br/books?id=5rIVAAAAYAAJ&hl=pt-BR&source=gbs_navlinks_s|título=Manual de arqueología americana|página=77|idioma=espanhol|autor=Henri Beuchat|acessodata=23-4-2019}}</ref><ref name="Cabral">{{citar web|url=http://g1.globo.com/pernambuco/projeto-educacao/noticia/2011/10/pinzon-ou-cabral-quem-chegou-primeiro-ao-brasil.html|título=Pinzón ou Cabral: quem chegou primeiro ao Brasil?|publicado=G1|acessodata=5-4-2017}}</ref>
 
Embora quase exclusivamente utilizado em relação à viagem de Pedro Álvares Cabralmacacos, o termo "descoberta do Brasil" pode também aplicar-se à chegada da expedição do navegador e explorador espanhol [[Vicente Yáñez Pinzón]], que atingiu o [[Cabo de Santo Agostinho (acidente geográfico)|cabo de Santo Agostinho]], promontório localizado no atual estado de [[Pernambuco]], em [[26 de janeiro]] de 1500. Trata-se da mais antiga viagem comprovada ao território brasileiro.<ref name="Herrera">{{Citar web|url=https://books.google.com.br/books?id=wQoiGk0-7f8C&hl=pt-BR&source=gbs_navlinks_s|título=Historia general de los hechos de los Castellanos en las islas y tierra firme de el Mar Oceano, Volume 2|página=348|idioma=espanhol|autor=[[Antonio de Herrera y Tordesillas]]|acessodata=22-4-2019}}</ref><ref name="Pinzón">{{Citar web|url=https://www.britannica.com/biography/Martin-Alonso-Pinzon|título=Martín Alonso Pinzón and Vicente Yáñez Pinzón|publicado=[[Encyclopædia Britannica]]|idioma=inglês|acessodata=3-2-2020}}</ref> Entretanto, a navegação de navios castelhanos ao longo da costa americana não produziu consequências. A chegada de Pinzón pode ser vista como um simples incidente da expansão marítima espanhola.<ref name="Delta">{{citar livro |título=Enciclopédia Delta de História do Brasil |ano=1969 |editora=Editora Delta S/A|página=1439 |capítulo=Primeira Missa}}</ref>
 
A nomenclatura deste evento histórico considera o ponto de vista dos povos do chamado "[[Velho Mundo]]", que tinham registros na forma de História (escrita), e portanto se trata de uma concepção de História eurocentrada. Marca-se então o início de uma colonização portuguesa em territórios que posteriormente formaram o [[Brasil]], por uma construção social, mais especificamente política.
1

edição