Diferenças entre edições de "Montanha (Revolução Francesa)"

m
v2.04b - Corrigido usando WP:PCW (Link igual ao texto do link)
(Edição de expansão do artigo)
Etiqueta: Inserção do elemento "nowiki", possivelmente errônea
m (v2.04b - Corrigido usando WP:PCW (Link igual ao texto do link))
 
[[Montanha (Revolução Francesa)#mw-head|Saltar para a navegação]][[Montanha (Revolução Francesa)|Saltar para a pesquisa]]
 
Na [[história]] da '''[[Revolução Francesa]],''' [[Montanha (Revolução Francesa)|'''A''' '''Montanha''']] (em [[Língua francesa|francês]]: ''La Montagne'') foi um grupo político de tendências revolucionárias cujos integrantes em sua maioria pertenciam a média e baixa burguesia na [[Convenção (Revolução Francesa)|'''Convenção Nacional''']] – denominação dada ao [[regime político]] que vigorou na [[França]] entre 20 de setembro de 1792 e 26 de outubro de 1795. Por ocuparem os bancos superiores na [[Assembleia Nacional Legislativa (Revolução Francesa)|Assembléia Legislativa,]] seus integrantes eram chamados de '''Montanheses''' (em [[Língua francesa|francês]]: ''les Montagnards''). Por ser um grupo muito diversificado, seus líderes foram numerosos, sendo que os mais conhecidos foram [[Louis Antoine Léon de Saint-Just]], [[Georges Jacques Danton]] e [[Maximilien de Robespierre|Maximilien de Robespierre.]].
 
Durante a [[Revolução Francesa|Revolução]], os deputados da [[Assembleia Nacional Legislativa (Revolução Francesa)|Assembleia Legislativa]] de [[1791]] que ocupavam os bancos mais elevados da Assembleia – "''a Montanha''" tomaram o nome de ''montanheses'', enquanto os deputados dos bancos mais baixos – "''[[Planície (Revolução Francesa)|a Planície]]''", receberam o nome de ''marais''. Apoiados pelo grupo [[Sans-culottes|sans-culottes]]]] representantes da massa popular – a Montanha defendia os [[Republicanismo|ideais republicanos]] e primeiro os monarquistas e depois os [[Girondino|girondinos]], cujos membros em sua maioria pertenciam a alta [[burguesia]] provincial e que depois foram derrubados do poder em 02 de Junho de 1793.<ref>Stéphane Rials, Révolution et contre-révolution au XIXe siècle, DUC/Albatros, Paris, 1987, p. 155, e R. Huard, "Montagne rouge et Montagne blanche en Languedoc-Roussillon sous la Seconde République", em Droite et gauche de 1789 à nos jours, publicações da Universidade Paul-Valéry, Montpellier III, 1975, pp. 139-160.</ref>
 
Também denominados de [[Clube dos Jacobinos|jacobinos,]] por frequentarem o clube radical “Sociedade dos Amigos da Constituição de 1789” que ficava no convento dos jacobinos em Paris, os Montanheses defendiam o regime político republicano e a democracia. <ref name=":0">VOVELLE, Michel (2012). A Revolução Francesa 1789 - 1799. São Paulo: Editora Unesp. p. 38 a 44.</ref><ref name=":1">SOBOUL, Albert (2007). A Revolução Francesa. Rio de Janeiro: Difel - 9ª edição. Cap II. </ref>