Diferenças entre edições de "Lista de anões da Terra Média"

m
Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes
(Atualizei um termo.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes)
 
=== Borin ===
'''Borin''' foi um anão da linhagem de [[Durin]], o segundo filho do rei [[#Náin II|Náin II]]. Ele foi antepassado de [[#Balin|Balin]] e [[Gimli (personagem)|Gimli]] amigo dos elfos da [[Sociedade do Anel|Comitiva do Anel]].<ref>{{harvnb|Tolkien|1965|pp=361}}</ref>
 
=== Durin, o Imortal ===
Era o mais velho e líder dos Sete Pais dos Anões e o primeiro a despertar no Monte Gundabad logo após o despertar dos Elfos,<ref>{{harvnb|Harvey|2011}}</ref> criado no início pelo valar Aulë. Era chamado ''o Imortal'' pois viveu muito mais do que todos os anões e já tinha cabelos brancos ao encontrar os outros pais, e era reverenciado por todos como o mais velho e mais nobre de sua raça. A tradição entre os Anões era que Durin fora posto para dormir sozinho sob o Monte Gundabad e lá tornou-se um local sagrado. Quando despertou depois dos [[Elfos (Tolkien)|elfos]] (veja no Silmarillion) ele foi para os lugares onde os outros seis pais dos Anões despertaram e eles que o reverenciavam,e seguiram até que chegarão no Lago Espelho, aos pés das Montanhas da Névoa. Lá fundou Khazad-dûm,mais tarde [[Moria]]. Lá os 7 pais anões: A Casa de Durin, Casa de Thelór, Casa de Drúin, Casa de Bárvor, Casa de Barin, Casa de Múar, Casa de Azaghâl viveram em harmonia por um longo tempo até a morte de Durin, as sete casas então se separaram e voltaram para seus antigos dominios, mas os Anões da Casa de Durin ficaram em Khazad-dûm, os Anões da Casa de Azaghâl e os Anões da Casa de Bárvor partiram e chegaram nas Montanhas Azuis onde fundaram as cidades anãs: [[Belegost]] e [[Nogrod]]. Diz-se pelos anões que a reencarnação de Durin chegaria e voltaria e ele disseram que em [[Glóin]] pai de [[Gimli (personagem)|Gimli]] filho de Gróin se tornou essa encarnação.
 
=== Dwalin ===
 
== Glóin, filho de Gróin ==
'''Glóin''', filho de [[#Gróin|Gróin]], foi um dos doze companheiros de Thorin II Escudo de Carvalho e Bilbo Baggins na busca de Erebor. Ele era descendente de [[Durin]] o Imortal e irmão de [[#Óin, filho de Gróin|Óin]]. Entre os companheiros de Thorin, eles foram designados para iniciar as fogueiras, embora eles discutissem sobre a tarefa. Glóin e seu filho [[Gimli (personagem)|Gimli]] foram a [[Valfenda]] a tempo para o Conselho de [[Elrond]], atuando como uma embaixada de [[Dáin II]] para trazer notícias de Erebor, Moria, e que eles sabiam dos planos de Sauron.
 
Glóin também é uma unidade de herói jogável no jogo'' [[The Lord of the Rings: The Battle for Middle-earth II]]''. Por boa causa, ele se junta com o Glorfindel após o cerco goblin de Valfenda (que foi inventado para o jogo). É notável que, enquanto o jogo tenta ser fiel ao estilo visual de [[O Senhor dos Anéis filme|trilogia do filme]], Glóin apresentado no jogo tem cabelo castanho-avermelhado e uma barba e uma cabeça careca, enquanto o cabelo da versão do filme era branco como a neve, devido à idade avançada.
'''Thorin III Elmo-de-Ferro''' era filho de [[#Dáin II Pé-de-ferro|Dáin II Pé de Ferro]] do povo de Durin, que na época dele era senhor dos anões de [[Erebor]] de dos Montes de Ferro em Wilderland. Tornou-se rei sob a montanha quando seu pai foi morto durante a Guerra do Anel em 3019 T. A.. Thorin III ajudou a reconstruir Erebor e prosperou. Seu reinado teve como bom aliado o Reinado Unificado de Arnor e Gondor do Rei Elessar.
 
Durante seu reinado, [[Gimli (personagem)|Gimli]], filho de [[Glóin]], conduziu um grandioso número de anões para o sul, em Aglarond, onde um novo reino foi constituído. Também, durante seu reinado ele voltou lenta, porém permanentemente com a construções de [[Moria]], que ainda não era definitivamente dos anões.Thorin II era descendente de Durin VII.
 
===Thráin II===
1 010 898

edições