Diferenças entre edições de "Rudolph Peters"

Revisão Geral
(+ Professor Whitley de Bioquímica)
(Revisão Geral)
 
Foi eleito [[membro da Royal Society]] em 1935.<ref name="frs">{{Cite journal | last1 = Thompson | first1 = R. H. S. | last2 = Ogston | first2 = A. G. | authorlink2 = Alexander Ogston| doi = 10.1098/rsbm.1983.0018 | title = Rudolph Albert Peters. 13 April 1889-29 January 1982 | journal = [[Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society]] | volume = 29 | pages = 494 | year = 1983 | jstor = 769811| pmid = | pmc =}}</ref> Foi [[Professor Whitley de Bioquímica]] da [[Universidade de Oxford]], de 1923 a 1954.
 
== Vida ==
{{Referências}}
Ele nasceu em Kensington, em Londres, filho do Dr. Albert EDR Peters (1863-1945), um médico, e sua esposa, Agnes Malvina Watts (1867-1950).<ref>[https://www.royalsoced.org.uk/cms/files/fellows/biographical_index/fells_indexp2.pdf ''Índice biográfico de ex-companheiros da Royal Society of Edinburgh 1783–2002'']</ref>
 
Ele foi educado no Wellington College, Berkshire, e depois estudou Medicina no King's College London e Gonville and Caius College, [[Cambridge]].<ref>‘PETERS, Sir Rudolph (Albert)’, Who Was Who, A & C Black, an imprint of Bloomsbury Publishing plc, 1920–2016</ref>
 
Na [[Primeira Guerra Mundial]], ele serviu no Royal Army Medical Corps como oficial médico do 60º Rifles. A partir de 1917, ele foi designado para a seção de guerra química em Porton Down. Após a guerra, ele voltou para a Universidade de Cambridge lecionando Bioquímica. Em 1923 foi nomeado Professor de Bioquímica na [[Universidade de Oxford]].
 
Após a [[Segunda Guerra Mundial]], ele pesquisou o [[metabolismo]] do [[piruvato]], com foco particular na toxicidade do fluoroacetato. O fato de o fluoroacetato em si ser muito menos tóxico do que seu metabólito fluorocitrato o levou a cunhar o termo " síntese letal ", que foi o título de sua Palestra Crooniana de 1951.<ref>Anon (1982). "Obituary". BMJ. 284 (6315): 589. doi:10.1136/bmj.284.6315.589.</ref><ref>Peters, R. A. (1952). "Croonian Lecture: Lethal Synthesis". Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences. 139 (895): 143–170. Bibcode:1952RSPSB.139..143P. doi:10.1098/rspb.1952.0001.</ref>
 
Peters se aposentou da academia em 1954 para estabelecer, aos 65 anos, um novo departamento de bioquímica na Unidade de Fisiologia Animal do Agricultural Research Council em Babraham; ele se aposentou cinco anos depois.<ref>Profile: Sir Rudolph Peters". The New Scientist. 7 (180): 1070–1071. 28 April 1960</ref>
 
Ele foi eleito FRS em 1935. Em 1940, recebeu o Prêmio Cameron de Terapêutica da [[Universidade de Edimburgo]]. Ele foi nomeado cavaleiro pela Rainha [[Elizabeth II]] em 1952 e eleito Membro Honorário da [[Royal Society of Edinburgh]] em 1957.
 
Ele morreu em [[Cambridge]] em 29 de janeiro de 1982 e foi cremado lá em 4 de fevereiro.
 
Alguns dos papéis de Sir Rudolph estão guardados na Biblioteca Bodleian.<ref>{{Citar web |url=https://archiveshub.jisc.ac.uk/data/gb161-r.a.peterspapers |titulo=Papers and correspondence of Sir Rudolph Albert Peters, 1889-1982 - Archives Hub |acessodata=2021-04-13 |website=archiveshub.jisc.ac.uk}}</ref> {{Referências}}
 
==Ligações externas==