Diferenças entre edições de "Ifigénia"

Adicionada variante e nota
(Trocando "Imagem:William-Adolphe_Bouguereau_(1825-1905)_-_The_Remorse_of_Orestes_(1862).jpg" por Imagem:Orestes_Pursued_by_the_Furies_by_William-Adolphe_Bouguereau_(1862)_-_Google_Art_Project.jpg (pedido por [[:commons:User:CommonsDelinker|CommonsDeli)
(Adicionada variante e nota)
 
|portal =
}}
{{PEPB|Ifigénia|Ifigênia}} ({{langx|grc|Ἰφιγένεια}}), também '''Ifigenia''',{{Nota de rodapé|1=Da tônica latina, Maria Helena Ureña Prieto recomenda Ifigenia como forma correta, mas não desabona as exceções do uso corrente da acentuação grega. Prieto, Maria Helena de Teves Costa Ureña; Torres, Maria Isabel Greck; Abranches, Cristina Maria Negrão (1995). [https://books.google.com.br/books?id=EOjV2rI-MhgC&q=combater-se-%C3%A1+Nemeia,+ensinando+a+correcta,+N%C3%A9mea%22&#124;''Do grego e do latim ao português''] (em grego). [S.l.]: Fundação Calouste Gulbenkian. Citada por Marta, Eunice; Rocha, Carlos (23 de setembro de 2010). [https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/acentuacao-de-nomes-de-origem-grega/28854&#124;''Acentuação de nomes de origem grega'']. Ciberdúvidas da Língua Portuguesa.}} na [[mitologia grega]], era a filha mais velha de [[Agamemnon]] e [[Clitemnestra]], irmã de [[Orestes]] e [[Electra]] e sobrinha de [[Menelau]] e [[Helena (mitologia)|Helena]]. Princesa de [[Micenas]] e símbolo de auto-sacrifício feminino. Seu nome significa "forte desde o nascimento".<ref>{{Citar web|url=http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=Perseus%3Atext%3A1999.04.0057%3Aentry%3D%2351428&redirect=true|titulo=ἰφι^-γένεια^|obra=Henry George Liddell, Robert Scott, A Greek-English Lexicon}}</ref> [[Eurípedes]] morreu sem concluir as peças, então várias versões existem na tentativa de concluí-la seguindo as inteções originais do autor. Acredita-se que [[Eurípedes, o jovem]], filho ou sobrinho de Eurípedes, concluiu a peça e a apresentou {{AC|400|x}} onde ganhou o primeiro lugar pela obra.
 
== Família ==
 
Ifigênia e Orestes não se reconhecem imediatamente, mas durante os ritos pré-sacrifício, ao descobrir que ele é de Micenas, questina-o se Orestes ainda está vivo. Ele diz que sim, então ela propõe que poupará sua vida caso ele entregue uma carta a Orestes. Orestes pede a seu amigo que retorne a Micenas para entregar a carta deixando lá para ser sacrificado sozinho, mas este se recusa e revela a identidade de Orestes. Após esclarecimentos, Ifigênia planeja uma fuga com sua sagacidade e engana os outros sacerdotes dizendo que o estrangeiro não serve como sacrifício por ser um matricida e por seu amigo ser cumplice e que agora deverá levar a estátua maculada para ser purificada no mar. Com a ajuda de Atenas os três conseguem fugir de volta para [[Micenas]] e derrotar quem os perseguia. Quando chegam ao palácio, Electra reencontra Ifigênia que conta o ocorrido. Quando menciona que deveria sacrificar o irmão Electra ameaça matar sua irmã, mas Orestes se revela e a salva do mal entendido. Orestes recupera sua sanidade e se torna rei, casando-se com sua prima [[Hermíone]]. Ifigênia se casa com Pílades e segue como sacerdotisa de Ártemis onde vivem em paz.<ref name=Mito>Robert Graves. O grande livro dos mitos gregos. Ifigênia em Táurida.</ref> O destino da estátua de Ártemis ainda é disputado por mais de cinco cidades diferentes. Existem relatos de que por muitos anos diversos rituais onde eram aplicadas chicotadas em jovens até cobrir a estátua de sangue foram feitos diante dessas estátuas na tentativa de agradar a deusa.
{{Notas}}{{Referências|col=2}}[[Categoria:Sacerdotisas da mitologia grega]]
 
{{Referências|col=2}}[[Categoria:Sacerdotisas da mitologia grega]]
[[Categoria:Princesas da mitologia grega]]