Diferenças entre edições de "Gonçalo de Barros"

m
→‎Biografia: Pequenas correções
m (Página marcada como sem notas)
m (→‎Biografia: Pequenas correções)
 
Filho sacrílego de [[Gonçalo Nunes de Barros]] ([[Braga]], c. 1385 - [[Braga]], d. 1453) e de Joana Vasques de Azevedo.
 
Foi [[Comendador|Comendatário]] do [[Mosteiro de Santo André de Rendufe]] em [[Amares]] e do [[Igreja de Bravães|Mosteiro de São Salvador de Bravães]], em [[Ponte da Barca]], onde mandou executar preciosas pinturas murais, ambos em [[Arcos de Valdevez]], e [[Senhorialismo|Senhor]] das [[Quinta (propriedade)|Quinta]]s de Linhares em [[LinharesCoucieiro]], e de [[Barros]].
 
Como D. Frei Gonçalo de Barros, Dom [[Abade]] do [[Mosteiro]] de Santo André de [[Rendufe]], tirou ordens de missa em Braga a 22 de Setembro de 1464. Deve ser o Gonçalo Nunes de Barros que tirou ordens de Epístola a 13 de Março de 1456, também em Braga, sendo referido como natural de [[São Salvador de Bravães]] e «de soluto genitus e soluta».
 
Não teve descendência de sua [[wikt:barregã|barregã]] Maria Fernandes.
 
== Fontes ==