Diferenças entre edições de "Terras de Bouro"

m
m (→‎História: apresentação)
 
 
=== Via Romana ([[Geira]]/ Via Nova) ===
{{Artigo principal|Geira}}
[[Ficheiro:Marco Miliário.jpg|thumb|right|140px|Marco miliário da Pontelha da Geira, perto de Travassos<ref>Veja [http://www.consellodacultura.org/mediateca/documento.php?id=282 Antonio Rodríguez Colmenero, Santiago Ferrer Sierra, Rubén D. Álvarez Asorey, ''Miliarios e outras inscricións viarias romanas do Noroeste hispánico (conventos bracarense, lucense e asturicense) <nowiki>[MiliariHispanico]</nowiki>'', Santiago de Compostela, Consello da Cultura Galega, Sección de Patrimonio Histórico, 2004, inscr. 277 p. 431] ({{CIL|02|04805}} (p 994) = EE-08-02, p 465 = MiliariHispanico 00277, Epigraphik-Datenbank [[:de:Manfred Clauss|Clauss]]-Slaby).</ref> (provável milha XXI desde Bracara Agusta)]]
A '''[[Geira Romana|Geira]]''', também conhecida por Via Nova, foi construída pelos romanos com o intuito de ligar [[Braga]](''Bracara Agusta'') a [[Astorga (Espanha)|Astorga]] (''Asturica Augusta''). Em Terras de Bouro percorre o município numa extensão de 30&nbsp;km, possuindo a maior concentração de marcos miliários epigrafados do Noroeste peninsular.