Diferenças entre edições de "Prussiano antigo"

m
link de Alemão para Língua alemã
(Resgatando 4 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
m (link de Alemão para Língua alemã)
O prussiano antigo era muito próximo das outras [[línguas bálticas]] ocidentais extintas, o [[curônio]] e o [[sudóvio]]. É um parente mais distante das [[línguas bálticas]] orientais que sobrevivem ainda hoje, o [[lituano]] e o [[letão]]. Compare a palavra prussiana ''zemē'',<ref name = "Lie">[http://donelaitis.vdu.lt/prussian/Lie.pdf] {{Webarchive|url=https://wayback.archive-it.org/all/20081218125558/http://donelaitis.vdu.lt/prussian/Lie.pdf |date=2008-12-18 }}.</ref> o letão ''zeme'' e o lituano ''žemė''.
 
Juntando-se aos [[Ostsiedlung|colonos alemães]], grupos da [[Polônia]]<ref name="Pl Refuge 1">''A Short History of Austria-Hungary and Poland'' por H. Wickham Steed, et al. [http://historicaltextarchive.com/books.php?op=viewbook&bookid=2&cid=24]<br /><blockquote>"Por um tempo, portanto, os protestantes tinham que ser cautelozos na Polônia, mas eles podiam encontrar refúgio seguro na Prússia, onde o Luteranismo já era uma religião estabelecida, e onde a recém construída Universidade de Königsberg tornou-se um seminário para ministros e pregadores poloneses."</blockquote></ref><ref name="Pl Refuge 2">[http://www.ccel.org/s/schaff/encyc/encyc09/htm/iv.iii.vii.htm ccel.org Cristianismo na Polônia]<br /><blockquote>"Alberto de Brandemburgo, Grão-Mestre da Ordem Alemã na Prússia, chamou à Konigsberg como pregador Johann Briesaman (q.v.), seguidor de Lutero (1525); e mudou o território da ordem em um grão ducado hereditário sob proteção polonesa. Deste início fronteiriço o movimento penetrou a Pequena Polônia que era o núcleo do reino extenso. [...] Enquanto isso o movimento continuou também entre os nobres da Grande Polônia; aqui o tipo era [[Luterana]], ao invés de Reformada, como na Pequena Polônia. Antes da Reforma os refugiados [[Hussitas]] encontraram asilo lá; agora os irmãos da [[Boêmia]] e [[Morávia]], que seriam conhecidos como União dos Irmãos (q.v.), foram expulsos de seus países de origem e, no caminho para a Prússia (1547), cerca de 400 estabeleceram-se em [[Posen]] sob a proteção das famílias [[Gorka]], [[Leszynski]] e [[Ostrorog]]."</blockquote></ref>, [[Lituânia]], [[França]]{{carece de fontes|data=Fevereiro de 2007}}, [[Escócia]],<ref name = "scots">{{citar web| url=http://www.electricscotland.com/history/prussia/part3-3.htm|título=Scots in Eastern and Western Prussia, Part III – Documents (3)| }}</ref> [[Inglaterra]]<ref name = "Eastland">{{citar web|url=http://www.elbing.de/Eastland.pdf|título=Elbing|formato=PDF|4=|acessodata=2008-07-30|arquivourl=https://web.archive.org/web/20070730075606/http://www.elbing.de/Eastland.pdf|arquivodata=2007-07-30|urlmorta=yes}}</ref> e [[Áustria]]{{carece de fontes|data=Fevereiro de 2007}} encontraram refúgio na Prússia durante e depois da [[Reforma Protestante]]. Tal imigração causou um declínio lento no uso do prussiano antigo, já que os [[Prússia antiga|Prussianos]] adotaram as línguas dos outros, particularmente o [[Língua alemã|alemão]], a língua do governo da Prússia. O prussiano antigo provavelmente cessou de ser falado por volta do início do século XVIII devido à morte de vários de seus últimos falantes devido à falta de comida e à epidemia de [[peste bubônica]] de 1709-1711 [https://wayback.archive-it.org/all/20070926162334/http://donelaitis.vdu.lt/prussian/Engl.pdf]. O dialeto regional de [[baixo alemão]] falado na Prússia, [[baixo prussiano]], preservou várias palavras do prussiano antigo, tais como ''kurp'', do prussiano antigo ''kurpi'', para ''sapato'' (em contraste com o alemão padrão ''Schuh'').
 
A língua é denominada “prussiano antigo” para evitar confusão com os dialetos alemães [[baixo prussiano]] e [[alto prussiano]], e o adjetivo “prussiano”, que também está relacionado com o futuro estado alemão. O nome em prussiano antigo para a nação, sem ser latinizado, era ''Prūsa''. Este nome também pode ser usado para diferenciar a língua e o estado báltico do futuro estado alemão.