Diferenças entre edições de "Cruzeiro (viagem)"

m
m
 
== Cruzeiros brasileiros ==
O [[Brasil]] teve inúmeros navios de passageiros até os anos setenta. Foram os famosos [[Itas|ITA]]s, fonte de inspiração para a canção de [[Mário Borriello]] cujo início trazia: '' " Peguei um Ita no norte...." ''. O país também teve navios de cruzeiros mais modernos que pertenciam à [[Companhia Nacional de Navegação Costeira]], uma Autarquia Federal, como os navios ''[[Anna Nery (navio)|Anna Nery]]'', ''[[Rosa da Fonseca (navio)|Rosa da Fonseca]]'', ''[[Princesa Isabel (navio)|Princesa Isabel]]'' e ''[[Princesa Leopoldina (Navio)|Princesa Leopoldina]]''. Dois deles foram construídos na antiga [[Iugoslávia]] e os outros dois nos estaleiros de [[Bilbau]], na [[Espanha]]. Após a extinção da Companhia Costeira, que foi incorporada ao extinto [[Lloyd Brasileiro]], estes navios foram vendidos e um deles tornou-se propriedade de uma Universidade na China. O transporte de passageiros e cruzeiros no Brasil atualmente deixou de ser feito por navios brasileiros.
 
A viagem de cruzeiro (não viagem de passageiros e sim cruzeiro de lazer) inaugural em litoral brasileiro ocorreu em julho de [[1963]], numa viagem de [[Santos]] a [[Manaus]] em um total de 26 dias de "turismo", organizado pela empresa Agaxtur.<ref>[http://www1.folha.uol.com.br/turismo/977692-pioneira-em-cruzeiros-no-brasil-agaxtur-faz-concurso-de-fotos.shtml Pioneira em cruzeiros no Brasil, Agaxtur faz concurso de fotos] Caderno Turismo - Jornal Folha de Sã Paulo</ref>