Diferenças entre edições de "Argumento da causa primeira"

sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 109.51.105.52 devido a vandalismo (usando Huggle) (3.4.10))
Etiquetas: Huggle Reversão
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
[[Ficheiro:00Galaxy NGC1300.jpg|thumb|320px|O raciocínio cosmológico afirma que tudo que começou a existir tem uma causa. Se o [[Universo]] veio a existir, então nem sempre ele existiu. Logo, o Universo tem uma causa primeira.]]
 
O '''Argumento da causa primeira''' ou '''Argumento cosmológico''' é um [[raciocínio]] filosófico que visa a buscar uma causa primeira (ou uma causa sem causa) para o [[Universo]]<ref name="GEISLER, 2002">[[Norman Geisler]]. ''Argumento Cosmológico''. In: ''Enciclopédia Apologética''. São Paulo: Vida, 2002;</ref>. Por extensão, esse [[argumento]] é frequentemente utilizado para a existência de um ser incondicionado e supremo, identificado como [[Deus]].
 
A [[premissa]] básica é que, já que há um universo em vez de nenhum, ele deve ter sido causado por algo ou alguém além dele mesmo. E essa primeira causa deve ser Deus. Esse raciocínio baseia-se na [[Lei de causa e efeito (filosofia)|lei da causalidade]], que diz que toda coisa [[Finitude|finita]] ou [[Contingência|contingente]] é causada agora por algo além de si mesma<ref name="GEISLER, 2002"/>.