Diferenças entre edições de "Guerra de Independência da Croácia"

WP:CITE
(WP:CITE)
| campaignbox =
}}
A '''Guerra da Independência da [[Croácia]]''' ocorreu de 1991 a 1995 entre as forças [[croatas]] leais ao [[Governo da Croácia]] — que havia declarado [[Independência da Croácia|independência]] da [[República Socialista Federativa da Iugoslávia]] — e o [[Exército Popular Iugoslavo]] (JNA) controlado pelos [[sérvios]] e forças de [[Sérvios da Croácia|sérvios locais]], com o JNA terminando suas operações de combate na Croácia em 1992. Na Croácia, a guerra é principalmente referida como a "Guerra da Pátria" e também como a "Agressão da Grande Sérvia".{{Nota de rodapé|Em croata, "Guerra da Pátria" é denominado como "Domovinski rat", enquanto que "Agressão da Grande Sérvia", denomina-se como "Velikosrpska agresija".<ref>{{citar periódico |url=https://www.researchgate.net/publication/337999181_Domovinski_rat_u_hrvatskim_znanstvenim_casopisimaThe_Croatian_War_of_Independence_in_Croatian_academic_journals |titulo=Domovinski rat u hrvatskim znanstvenim časopisimaThe Croatian War of Independence in Croatian academic journals |publicado=Journal of Contemporary History |primeiro1=Darjan |último1=Godić |primeiro2=Domagoj |último2=Knežević |volume=51 |número=3 |páginas785–800 |doi=10.22586/csp.v51i3.9281 |acessodata=11 de abril de 2021}}</ref><ref name="Darko Zubrinic">{{citar web |url=http://www.croatianhistory.net/etf/et112.html |titulo=Croatia within ex-Yugoslavia |autor=Darko Zubrinic |publicado=Croatian History |acessodata=11 de abril de 2021}}</ref><ref name="HRV-name-VSA-Bilandžija">{{citar jornal |url=http://hrcak.srce.hr/index.php?show=clanak&id_clanak_jezik=65472 |titulo=Hrvatska vojska u međunarodnim odnosima |publicado=Croatian Sociological Association and Jesenski & Turk Publishing House |jounaljornal=Polemos: časopis Za Interdisciplinarna Istraživanja Rata I Mira |língua=croata |issn=1331-5595 |autor=Mirko Bilandžić |data=Julho de 2008 |volume=11 |edicao=22 |acessodata=11 de abril de 2021}}</ref>}} A maioria dos croatas queriam que a Croácia deixasse a Iugoslávia e se tornasse um país soberano, enquanto que muitos sérvios que viviam na Croácia, apoiados pela [[República Federal da Sérvia (1990-2006)|Sérvia]], se opunham à secessão e queriam que as terras reivindicadas pelos sérvios estivessem em um estado comum com a Sérvia. A maioria dos sérvios buscaram um novo estado sérvio dentro de uma federação iugoslava — incluindo áreas da Croácia e [[República da Bósnia e Herzegovina|Bósnia e Herzegovina]] com maiorias étnicas sérvias ou minorias significativas —, e tentou conquistar o máximo possível da Croácia. A Croácia declarou independência em 25 de junho de 1991, mas concordou em adiá-la através do [[Acordo de Brioni]] e cortar todos os laços restantes com a Iugoslávia em 8 de outubro de 1991.
 
Inicialmente, o JNA tentou manter a Croácia dentro da Iugoslávia, ocupando toda a Croácia. Depois que isso falhou, as forças sérvias estabeleceram a autoproclamada República do proto-estado da [[República Sérvia de Krajina|Sérvia Krajina]] (RSK) dentro da Croácia.{{Nota de rodapé|O termo "proto-estado" ou "quase-estatal" é uma entidade política que não representa um [[Teoria constitutiva do Estado|estado soberano]] totalmente institucionalizado ou autônomo.{{sfn|Jackson|1993}}}} Após o cessar-fogo de janeiro de 1992 e o reconhecimento internacional da República da Croácia como um estado soberano, as linhas de frente foram entrincheiradas, a [[Força de Proteção das Nações Unidas]] (UNPROFOR) foi implantada e o combate tornou-se amplamente intermitente nos três anos seguintes. Durante esse tempo, a RSK abrangeu 13,9 km² — mais de 25% da Croácia. Em 1995, a Croácia lançou duas grandes ofensivas conhecidas como [[Operação Flash]] e [[Operação Tempestade]] — ambas ofensivas encerraram com êxito a seu favor. A zona restante da [[Administração Transitória das Nações Unidas para a Eslavônia Oriental, Baranja e Sírmia Ocidental]] (UNTAES) foi reintegrada pacificamente na Croácia em 1998.
== Antecedentes ==
{{Artigo principal|[[Dissolução da Iugoslávia]]}}
A guerra na Croácia, foi o resultado do aumento do [[nacionalismo]] na Iugoslávia durante a [[década de 1980]], que lentamente levou à dissolução do país. A crise que se desencadeou na Iugoslávia começou após o enfraquecimento dos estados comunistas do Leste da [[Europa]], na última fase da [[Guerra Fria]], simbolizado pela queda do [[Muro de Berlim]] em [[1989]]. Na Iugoslávia, o [[Liga dos Comunistas da Jugoslávia|Partido Comunista]] nacional, oficialmente chamado de [[Liga dos Comunistas da Iugoslávia]] já tinha perdido grande parte da sua proeminência ideológica.{{sfn|Pesic|1996|p=12}}
 
Na década de 1980, a agitação dos movimentos separatistas albaneses do [[Kosovo]] levaram à repressão da maioria albanesa nesta província no sul da [[Sérvia]]. As repúblicas mais prósperas, a [[Eslovénia]] e a [[Croácia]] queriam avançar para a [[descentralização]] e [[democracia]]. A [[República da Sérvia]], liderada por [[Slobodan Milošević]], adotou a [[centralização]] e o sistema de partido único (comunista) para toda a Iugoslávia: em última análise, suprimiu a autonomia das regiões de [[Kosovo]] e [[Voivodina]]. Ao mesmo tempo, o [[Exército Popular Iugoslavo]] sofreu uma transformação, tornando-se uma força controlada pelos sérvios.
{{dividir em colunas}}
{{refbegin|35em}}
* {{citar livro |url=https://books.google.com.br/books/about/Quasi_States.html?id=8tc2UDYy-HAC&redir_esc=y |titulo=Quasi-States: Sovereignty, International Relations and the Third World |primeiro1=Robert H. |último1=Jackson |publicado=Cambridge University Press |páginas=225 |data=18 de março de 1993 |isbn=9780521447836 |ref=harv}}
* {{citar livro |url=https://books.google.com.br/books?id=-4eKmp_qu_QC&redir_esc=y |titulo=The War in Bosnia-Herzegovina: Ethnic Conflict and International Intervention |primeiro1=Steven L. |último1=Burg |primeiro2=Paul S. |último2=Shoup |publicado=M.E. Sharpe |data=13 de janeiro de 1999 |isbn=9780765631893 |ref=harv}}
* {{citar livro |url=https://books.google.com.br/books/about/Quasi_States.html?id=8tc2UDYy-HAC&redir_esc=y |titulo=Quasi-States: Sovereignty, International Relations and the Third World |primeiro1=Robert H. |último1=Jackson |publicado=Cambridge University Press |páginas=225 |data=18 de março de 1993 |isbn=9780521447836 |ref=harv}}
* {{citar livro |url=https://books.google.com.br/books/about/Serbian_Nationalism_and_the_Origins_of_t.html?id=eW1pAAAAMAAJ&redir_esc=y |titulo=Serbian Nationalism and the Origins of the Yugoslav Crisis, Volume 31 |primeiro1=Vesna |último1=Pesic |publicado=United States Institute of Peace |ano=1996 |ref=harv}}
{{refend}}
{{dividir em colunas fim}}