Diferenças entre edições de "Portal:Aviação/Aeronave"

Atualizando subpágina do Portal:Aviação
(Inclusão de mais fichas na subpágina do Portal:Aviação)
(Atualizando subpágina do Portal:Aviação)
'''[{{fullurl:Portal:Aviação/Aeronave|action=edit Clique aqui}}]''' para começar a editar esta página, após abrir a edição veja o número contido em <code><nowiki>{{Rand|}}</nowiki></code>, o número representa o total de fichas contidas nesta página. Aumente o número ao incluir uma nova ficha, depois role o campo de edição até a última ficha e inclua a numeração seguinte seguida da nova ficha. Não esquecendo de também atualizar a seção '''Lista dos artigos da vez'''.}}</noinclude>
<!-- PRIMEIRO COPIE O CÓDIGO ABAIXO PARA O ARQUIVO E DEPOIS ALTERE PARA A NOVA AERONAVE -->
{{#switch:{{Rand|2033}}
| 0 = [[ficheiro:AMX Italian Air Force.JPG|left|100px|AMX da Força Aérea Italiana]]<p style="text-align: justify;">O '''[[AMX International AMX]]''', ou simplesmente '''AMX''' é um [[avião]] de [[Luta anti-superfície|ataque ar-superfície]] usado para missões de [[interdição]], [[apoio aéreo aproximado]] e [[reconhecimento aéreo]]. Foi desenvolvido pelo consórcio internacional ''[[AMX Internacional]]''. Na [[Força Aérea Brasileira]], ele é designado A-1. Na [[Itália]], ele tem o apelido de "''Ghibli''".
 
 
O SA-318C teve o seu certificado de voo atribuído em frança no final de 1964 e uns meses mais tarde nos [[Estados Unidos]], terminou a sua produção em [[1975]] e é um dos helicópteros com maior longevidade em todo o mundo.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Aérospatiale Alouette II}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Aérospatiale Alouette II|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
}}
<!--
| 20 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 20 = [[ficheiro:Apresentação KC-390 (15576572716).jpg|left|100px|Embraer KC-390]]<p style="text-align: justify;">O '''Embraer KC-390''' é uma [[aeronave]] para transporte tático/logístico e [[Reabastecimento aéreo|reabastecimento em voo]] desenvolvido e fabricado pela [[Embraer Defesa e Segurança]], subsidiária do grupo [[Brasil|brasileiro]] [[Embraer]].
| 21 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
A aeronave estabelece um novo padrão para o transporte militar médio, visando atender os requisitos operacionais da [[Força Aérea Brasileira]], em substituição ao '''[[C-130 Hercules]]'''.
| 22 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
A fabricante pretende ainda alçá-lo como substituto para as demais [[Força aérea|Forças Aéreas]] que possuem em sua frota essa classe de cargueiro militar. É também o maior avião produzido na [[América Latina]].
| 23 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
<b style="font-size:12pt;">Parcerias</b></br>
| 24 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
Para o desenvolvimento e produção da aeronave, a Embraer firmou parcerias com a '''[[Argentina]]''', '''[[Portugal]]''' e '''[[República Tcheca]]'''. A empresa brasileira fornece a seção dianteira da [[fuselagem]] com a [[cabine de pilotagem]], asas, seção intermediária da fuselagem e [[Estabilizador (aviação)|estabilizadores vertical e horizontal]]. Executa também a integração dos comandos de voo, ''softwares'', [[aviônica]] e equipamentos como os [[Trem de pouso|trens de pouso]], que também produz, através de sua subsidiária [[Eleb]]. A Argentina fornece as portas do trem de pouso dianteiro, porta dianteira direita, parte da rampa de acesso traseira, ''[[flaps]]'' e cone de cauda. Portugal fornece a seção central da fuselagem, ''sponson'' e portas do trem de pouso principal e [[leme de profundidade]]. A República Tcheca fornece a porta dianteira esquerda, portas traseiras, parte da rampa de acesso traseira e seção traseira da fuselagem.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Embraer KC-390}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Embraer KC-390|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 21 = [[ficheiro:Sukhoi Su-27SKM at MAKS-2005 airshow.jpg|left|100px|Sukhoi Su-27]]<p style="text-align: justify;">O '''Sukhoi Su-27''' ([[Língua russa|Russo]]: Сухой Су-27); ([[Designações da Organização do Tratado do Atlântico Norte|OTAN]]: '''Flanker''') é um [[Caça (aeronave)|caça]] [[Rússia|russo]] de motores duplos de [[supermanobrabilidade]] desenvolvido pela [[Sukhoi]]. Foi desenvolvido como competidor direto dos [[caças de quarta geração]] dos [[Estados Unidos]] como o [[Grumman F-14 Tomcat]] e [[F-15 Eagle]], possuindo alcance de ação de 3,530&nbsp;km, sofisticada [[aviônica]] e [[supermanobrabilidade]]. Foi desenhado para [[Supremacia aérea|superioridade aérea]], mas suas variantes mais modernas tem capacidade e eficiência para quase todos os tipos de operações [[Guerra aérea|aéreas bélicas]]. Complementando o menor [[Mig-29]], o Su-27 é a aeronave rival mais direta ao F-15 Eagle norte americano.
| 25 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
O Su-27 entrou em serviço na [[Força Aérea Soviética]] em 1985. Seu principal objetivo era a defesa aérea contra bombardeios americanos como o [[Comando estratégico aéreo|SAC]] [[Rockwell B-1 Lancer|B-1B]] e [[Boeing B-52 Stratofortress|B-52G/H]], na proteção da costa soviética de porta-aviões e escolta de bombardeios estratégicos como o [[Tupolev Tu-95|Tu-95 "Bear"]], [[Tupolev Tu-22M|Tu-22M "Backfire"]] e [[Tupolev Tu-160|Tu-160 "Blackjack"]].
| 26 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
|Várias aeronaves foram desenvolvidas com base do design do Su-27, =caso do [[ficheiro:Sukhoi Su-30|leftSu-30]], [[Sukhoi Su-33|100pxSu-33]], [[Sukhoi Su-34|Su-34]]<p, style="text[[Sukhoi Su-align:35|Su-35]] justify;">e [[Sukhoi Su-37|Su-37]]. Foi exportado para vários países, sendo o [[Shenyang J-11]] uma versão chinesa construída sobre licença do Su-27.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Sukhoi Su-27}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Sukhoi Su-27|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 2822 = [[ficheiro:Bundesarchiv Bild 146-1980-117-01, Aufklärungsflugzeug Blohm - Voß BV 141.jpg|left|100px|Blohm & Voss BV 141]]<p style="text-align: justify;">O '''Blohm & Voss BV 141''' foi uma [[aeronave]] alemã durante a [[Segunda Guerra Mundial]], desenhada para realizar missões tácticas de [[reconhecimento aéreo]] e [[Bombardeamento aéreo|bombardeamento]] ligeiro para a [[Luftwaffe]]. O BV 141 tornou-se notável pelo seu [[design]] pouco convencional e [[assimetria]] estrutural.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Blohm & Voss BV 141}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Blohm & Voss BV 141|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 23 = [[ficheiro:Gervais-Courtellemont französisches Kampfflugzeug 1914 001.jpg|left|100px|Caudron G.3]]<p style="text-align: justify;">O '''Caudron G.3''' foi um [[biplano]] [[monomotor]] construído pelos irmãos Gaston e René Caudron, tendo sido amplamente utilizado na [[Primeira Guerra Mundial]] como uma aeronave de treinamento e [[Reconhecimento aéreo|reconhecimento]].
| 29 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
Foi o primeiro avião a realizar um loop em [[acrobacia aérea]], em [[1913]] e a cruzar os [[Andes]], em 1921. No Brasil se destacou por ter sido utilizado pela aviadora [[Anésia Pinheiro Machado]] no voo São Paulo/Rio de Janeiro em 9 de setembro de 1922.
| 30 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
<b style="font-size:13pt;">Desenvolvimento</b></br>
| 31 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
O '''Caudron G.3''' foi projetado como um aperfeiçoamento do Caudron G.2 que o antecedeu. Essa aeronave fez seu primeiro vôo em maio de [[1914]], no [[aeródromo]] Crotoy Le.
 
Esse aeroplano possuía uma [[fuselagem]] bem característica: [[biplano]]; [[cockpit]] curto, com o motor fixo ao nariz da [[nacele]]; e [[empenagem|empenagens]] múltiplas.
| 32 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
Com a eclosão da [[Primeira Guerra Mundial]] ele foi produzido em grandes quantidades: 2.450 exemplares na França, 233 na [[Inglaterra]], e 166 na [[Itália]]. Por ato de patriotismo, os irmãos Caudron não cobraram seus direitos de licenciamento para a fabricação.
 
|Posteriormente 20foi =substituído Caudron G.4, na versão [[ficheiro:|left|100px|bimotor]]<p style="text-align: justify;"> .</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Caudron G.3}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Caudron G.3|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 24 = [[ficheiro:JAS39C_Gripen_(5632496948).jpg|left|100px|Saab JAS 39 Gripen]]<p style="text-align: justify;">'''Saab JAS 39 Gripen''', também designado como '''F-39 Gripen''', é um [[Caça (aeronave)|caça]] [[Caça multiuso|multiuso]] leve [[monomotor]] fabricado pela empresa aeroespacial [[Saab AB|Saab]], da [[Suécia]]. Ele foi projetado para substituir o [[Saab 35 Draken]] e o [[Saab 37 Viggen|37 Viggen]] na [[Força Aérea Sueca]] (''Flygvapnet''). O Gripen tem uma configuração de [[asas em delta]] e [[canard]], além de controles de voo ''[[fly-by-wire]]''. Ele é alimentado por um [[Volvo RM12]] e tem uma velocidade máxima de [[Número de Mach|Mach]] 2. Tais aeronaves mais tarde foram modificadas para os padrões de interoperabilidade da [[OTAN]] e para o [[reabastecimento aéreo]]. "''JAS''" é a abreviatura de "Jakt, Attack, Spaning" (em [[Língua portuguesa|português]] ''Caça, Ataque, Reconhecimento''), e "''Gripen''" (do [[Língua grega|grego]] ''Γρύπας'', em [[latim]] ''Gryphus'' e em [[Língua portuguesa|português]], ''[[Grifo]]'') é o nome da [[Criatura lendária|criatura mitológica da antiguidade]], meio [[leão]], meio [[águia]], cuja imagem também está presente no [[logotipo]] da própria marca Saab.
 
Em [[1979]], o governo sueco iniciou estudos de desenvolvimento para uma aeronave capaz de missões de caça, ataque e reconhecimento para substituir o Saab 35 Draken e o 37 Viggen. Um novo projeto da Saab foi selecionado e desenvolvido como o JAS 39, voando pela primeira vez em [[1988]]. Após dois acidentes durante o desenvolvimento do voo e subsequentes alterações ao ''[[software]]'' de controle de voo da aeronave, o Gripen entrou em serviço com a Força Aérea Sueca em [[1997]]. Variantes atualizadas, com aviônicos mais avançados e adaptações para tempos de missão mais longos, começaram a entrar em serviço em [[2003]].</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Saab JAS 39 Gripen}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Saab JAS 39 Gripen|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 25 = [[ficheiro:Fokker Eindecker takeoff profile view.jpg|left|100px|Fokker Eindecker]]<p style="text-align: justify;">'''Fokker Eindecker''' (ou '''Fokker Monoplano'''), foi a designação de uma série de [[caça (avião)|aviões de caça]] [[monoplano]]s, [[monomotor]]es, [[monoposto]]s em configuração de tração, desenvolvidos e utilizados pelo [[Império Alemão]] a partir de 1915 até meados de 1916, durante a [[Primeira Guerra Mundial]].
 
<b style="font-size:13pt;">Histórico</b></br>
O ''Eindecker'' ("Monoplano") foi o primeiro avião alemão projetado e construído especificamente como [[caça (avião)|avião de caça]], e também o primeiro avião a ser equipado com uma [[Mecanismo sincronizador|metralhadora sincronizada]], permitindo ao piloto disparar através do arco formado pelas lâminas da hélice em movimento sem atingi-las.
 
Projetado pelo engenheiro [[Países Baixos|holandês]] [[Anthony Fokker]], o ''Eindecker'' ("Monoplano") foi baseado num modelo anterior sem armamento, o [[Fokker M.5K]] (cuja designação militar era [[Fokker A.III]]), que por sua vez era baseado num projeto francês, o também monoplano, [[Morane-Saulnier H]], só que o projeto de Fokker usava tubos de aço na estrutura da fuselagem ao invés de madeira. Ele era equipado com um mecanismo de sincronização para a metralhadora também [[Mecanismo sincronizador#O dispositivo Fokker Stangensteuerung|desenvolvido por Fokker]], controlando uma única metralhadora [[Parabellum MG14]]. Anthony Fokker em pessoa demonstrou o sistema em 23 de Maio de 1915, tendo levado o avião a reboque do seu carro de passeio a um campo militar próximo a Berlim.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Fokker Eindecker}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Fokker Eindecker|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 26 = [[ficheiro:Me109 G-6 D-FMBB 4.jpg|left|100px|Messerschmitt Bf 109]]<p style="text-align: justify;">O '''[[Messerschmitt]] Bf 109''', por muitas vezes referido de '''Me 109''', (Na maioria das vezes pela tripulação aliada e até mesmo entre os ases alemães em si), foi um [[caça (avião)|caça]] multifunções alemão projetado por [[Willy Messerschmitt]] e por [[Robert Lusser]] durante a década de 1930. A designação "Bf 109" foi emitida pelo [[Ministério da Aviação do Reich]] e representa a empresa de desenvolvimento Bayerische Flugzeugwerke (em que o engenheiro Willy Messerschmitt posteriormente se tornaria dono e por conseguinte mudaria o nome da empresa para Messerschmitt). Foi um dos primeiros caças verdadeiramente modernos, incluindo características como a [[fuselagem]] toda de metal, [[Cockpit|cabine de voo]] fechada e [[trem de aterragem]] retráctil, sendo alimentado por um motor V12 invertido com refrigeração líquida.
 
O Bf 109 viu pela primeira vez o serviço operacional durante a [[Guerra Civil Espanhola]] e continuou em serviço no alvorecer da era dos jatos, no fim da Segunda Guerra Mundial, durante a qual foi a espinha dorsal da força de combate da [[Luftwaffe]], sendo a partir de 1941 constantemente complementado com o [[Focke-Wulf Fw 190]]. Após a guerra, continuou a prestar serviço pelas forças aéreas espanhola, israelita, checoslovaca, iugoslava e suíça.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Messerschmitt Bf 109}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Messerschmitt Bf 109|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 27 = [[ficheiro:Beriev A-40 Gelendzhik 2Sept2004.jpg|left|100px|Beriev A-40]]<p style="text-align: justify;">O '''Beriev A-40 Albatros''' (conhecido também como '''Be-42''' ou '''Mermaid''') foi um avião anfíbio à jato projetado pela [[Beriev|Beriev Aircraft Company]] para missões anti-submarino. Com o objetivo de substituir o [[Beriev Be-12]] e o [[Ilyushin Il-38]], o projeto foi suspenso após apenas uma aeronave ser completamente fabricada, e o segundo protótipo com 70% já construído, devido à queda da [[União Soviética]]. Relatórios recentes sugerem que o projeto foi reativado e que um pedido foi feito pela [[Marinha Russa]].
 
<b style="font-size:13pt;">Desenvolvimento</b></br>
O voo de estréia foi realizado sem planejamento; durante um teste de [[Táxi (aviação)|taxi]] em alta velocidade, a aeronave decolou e varou a pista, e a tripulação foi forçada a continuar a decolagem. O voo subsequente e o pouso ocorreram sem qualquer incidente, mas a tripulação foi rebaixada de seus postos, apesar de ter salvo a aeronave.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Beriev A-40}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Beriev A-40|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 28 = [[ficheiro:Messerschmitt Me 262 050606-F-1234P-055.jpg|left|100px|Messerschmitt Me 262]]<p style="text-align: justify;">'''[[Messerschmitt]] Me 262 ''Schwalbe''''' ("[[Andorinha]]") foi o primeiro [[caça (avião)|caça]] a [[jato]] a entrar em uso operacional. Estava anos à frente em termos de projeto e desempenho, porém, não teve a devida prioridade, chegando tarde demais para mudar o curso da [[guerra]]. Os [[motor a jacto|motores a jato]], razão do elevado desempenho, apresentavam pouca confiabilidade, causando muitas baixas. As primeiras unidades a utilizá-lo operacionalmente foram de [[bombardeiro]] (por ordem de [[Hitler]], os [[aviões]] foram modificados para carregar [[bomba]]s), apresentando resultados sofríveis, devido à alta [[velocidade]] de aproximação.
 
|Somente 21em =[[1944]] foram utilizados na sua função natural de [[ficheiro:|left|100px|interceptador]]<p, style="text-align:com justify;">alguns sucessos frente aos numerosos bombardeiros e caças [[Aliados da Segunda Guerra Mundial|aliados]].</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Messerschmitt Me 262}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Messerschmitt Me 262|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 29 = [[ficheiro:AH-64D Apache Longbow.jpg|left|100px|Boeing AH-64 Apache]]<p style="text-align: justify;">O [[helicóptero]] '''AH-64 Apache''' da [[Boeing Integrated Defense Systems|Boeing IDS]] é o helicóptero principal do [[Exército dos Estados Unidos]], sucessor do [[AH-1 Cobra]]. Este é considerado o melhor helicóptero de ataque do mundo, sendo empregado em diversos ambientes hostis e com elevadas taxas de sucesso em suas missões
 
O Exército americano emitiu um pedido de propostas (RFP) em [[1972]] para um helicóptero avançado de ataque (''Advanced Attack Helicopter'', abreviadamente AAH). De uma lista inicial de 5 fabricantes, apenas a divisão de aeronáutica [[Toolco Aircraft Division]] da [[Hughes Aircraft]] (mais tarde [[Hughes Helicopters]]) e a [[Bell Helicopter Textron|Bell]] foram seleccionadas como finalistas. O modelo 97/YAH-64 da Hughes foi preferido em detrimento do modelo 409/YAH-63 da Bell, em [[1976]]. O primeiro vôo pelo protótipo ocorreu em [[1977]] embora só em [[1982]] tenha sido assinado o contrato. Em [[1983]] o primeiro helicóptero de produção foi construído nos hangares da Hughes em [[Mesa (Arizona)|Mesa]], [[Arizona]]. Em [[1984]] a Hughes Helicopters foi adquirida pela [[McDonnell Douglas]] por US$500.000.000. Esta tornou-se da Boeing Helicopters após a fusão da McDonnel Douglas e a [[Boeing]] em [[1996]].
 
Dois modelos do AH-64 destacam-se no Exército dos Estados Unidos: o AH-64A e o AH-64D. As variantes B e C chegaram a ser produzidas mas nunca entraram ao serviço. Várias variantes foram concebidas a partir dos modelos A e D para exportação. O [[Westland WAH-64]] britânico é baseado no AH-64D, inserindo bastantes melhorias.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Boeing AH-64 Apache}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Boeing AH-64 Apache|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 30 = [[ficheiro:Portuguese Navy Rescue Chopper Over the Atlantic (15613348118) (3).jpg|left|100px|AgustaWestland EH101 da Marinha Portuguesa]]<p style="text-align: justify;">O '''[[AgustaWestland]] EH101''' é um [[helicóptero]] originalmente desenvolvido num esforço conjunto entre a [[Westland Helicopters]] no [[Reino Unido]] e [[Agusta (helicóptero)|Agusta]] na [[Itália]] para aplicações militares, embora também possar ser utilizado no contexto civil. Desde 2007, o EH101 teve sua designação oficial modificada para AgustaWestland '''AW101'''.
 
<b style="font-size:13pt;">Desenvolvimento</b></br>
Em [[1977]], o Ministério da Defesa do Reino Unido expediu uma requisição para a compra de um novo helicóptero (ASW) [[anti-submarino]] de guerra para substituir o [[Westland Sea King]]s da [[Marinha Real Britânica|Royal Navy]]. A Westland respondeu com um desenho chamado '''WG.34''', que foi aprovado para desenvolvimento. Enquanto isto, a ''[[Marinha Militar Italiana]]'' também estava procurando por um substituto para o seus Sea Kings fabricados pela Agusta, o que levou a Agusta a uma série de discussões com a Westland sobre a possibilidade de um desenvolvimento conjunto. Isto culminou na finalização de uma [[joint venture]] em [[Novembro]] de [[1979]] e na formaçcão de uma nova empresa (EH Industries) para gerenciar o projeto no ano seguinte.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=AgustaWestland EH101}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[AgustaWestland EH101|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 31 = [[ficheiro:Mikoyan-Gurevich MiG-35 MAKS'2007 Pichugin.jpg|left|100px|Mikoyan MiG-35]]<p style="text-align: justify;">O '''Mikoyan MiG-35''' ([[Designações da NATO|Nome de código da OTAN]] '''''Fulcrum-F''''') é um [[caça (avião)|caça]] desenvolvido a partir do caça de elevado custo de manutenção [[Mikoyan-Gurevich MiG-29|MIG 29M/M2]]. É classificado como um caça a jato geração 4++ pela [[Mikoyan-Gurevich]]. O primeiro protótipo foi uma modificação da aeronave, que anteriormente serviu como o modelo de demonstração [[Mikoyan-Gurevich MiG-29|MIG 29M/M2]]. 10 protótipos foram construídos até agora e estão atualmente sujeitos a extensivos testes de campo. A '''MIG Corporation''' apresentou oficialmente o MIG 35 na '''''Aéro Índia 2007'''''. Foi relatado que o MiG-35 fez o seu caminho de [[Moscou]] para Bangalore, em menos de três horas, assistido de um [[reabastecimento em voo]] no caminho e voando a velocidades [[supersónica|supersónicas.]] O MiG-35 foi apresentado oficialmente quando o ministro russo da Defesa, Sergei Ivanov, visitou Lukhovitsky Machine Building Plant "MAPO-MIG". A versão monoposto é designado MiG-35, e da versão de dois lugares é MiG-35D. O caça melhorou muito seus aviônicos, sistemas de armas, o novo radar [[AESA]], Sistema Localizador Ótico que inclusive foi exclusivamente projetado e que livra a aeronave de precisar de interceptação controlada pelo solo ([[GCI]]),o que permite realizar missões multi-tarefas de forma independente.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Mikoyan MiG-35}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Mikoyan MiG-35|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
| 32 = [[ficheiro:B-2A Spirit.jpg|left|100px|B-2A Spirit]]<p style="text-align: justify;">O '''Northrop''' (mais tarde '''Northrop Grumman''') '''B-2 Spirit''', também conhecido como '''Stealth Bomber''', é um [[bombardeiro estratégico]] [[Avião furtivo|furtivo]] dos [[Estados Unidos]], projetado para penetrar densas [[Defesa antiaérea|defesas antiaéreas]]; é um projeto no formato "[[asa voadora]]". O bombardeiro pode lançar [[Arma convencional|armas convencionais]] e [[termonuclear]]es, tais como bombas [[Mark 82]] [[JDAM]] guiadas pelo [[Sistema de posicionamento global]] ou dezesseis bombas nucleares [[B83]] de 1.100 kg. O B-2 é a única aeronave reconhecida que pode transportar [[Míssil ar-terra|mísseis ar-terra]] em uma configuração furtiva.
 
Foi desenvolvido originalmente sob o projeto "Advanced Technology Bomber" (ATB) durante a administração de [[Jimmy Carter]]; seu desempenho foi uma das razões para o cancelamento do bombardeiro supersônico [[Rockwell B-1 Lancer|B1-A]]. O projeto ATB continuou durante o governo de [[Ronald Reagan]], mas as preocupações com atrasos na sua introdução levaram ao restabelecimento do programa B-1 também. Os custos do programa aumentaram ao longo do desenvolvimento. Projetado e fabricado pela [[Northrop]], mais tarde [[Northrop Grumman]], o custo de cada aeronave era de 737 milhões de dólares (em valores de 1997). Os custos totais de aquisição em média eram de 929 milhões de dólares por aeronave, o que inclui peças sobressalentes, equipamentos e suporte de ''[[software]]''. O custo total do programa, incluindo desenvolvimento, engenharia e testes, foi de cerca de 2,1 bilhões de dólares por aeronave em 1997.</p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=Northrop Grumman B-2 Spirit}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[Northrop Grumman B-2 Spirit|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
}}
<!--
| 33 = [[ficheiro:|left|100px|]]<p style="text-align: justify;"> </p>{{Portal:Aviação/Compartilhe|link=}}<div style="text-align:right;margin-right:10px;margin-bottom:4px;">'''[[|Leia ou edite o artigo completo...]]'''</div>
 
#[[Ilyushin Il-2]]
#[[Aérospatiale Alouette II]]
#[[Embraer KC-390]]
#[[Sukhoi Su-27]]
#[[Blohm & Voss BV 141]]
#[[Caudron G.3]]
#[[Saab JAS 39 Gripen]]
#[[Fokker Eindecker]]
#[[Messerschmitt Bf 109]]
#[[Beriev A-40]]
#[[Messerschmitt Me 262]]
#[[Boeing AH-64 Apache]]
#[[AgustaWestland EH101]]
#[[Mikoyan MiG-35]]
#[[Northrop Grumman B-2 Spirit]]
 
[[Categoria:!Portal Aviação|Aeronave]]