Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães: diferenças entre revisões

m
sem resumo de edição
m
Os nazistas contestaram as eleições para o parlamento nacional, o ''[[Reichstag#O Reichstag como parlamento alemão|Reichstag]]'', e os legislativos estaduais, os ''[[Landtag]]s'', a partir de 1924, embora no início com pouco sucesso. O "Movimento de Libertação Nacional-Socialista" entrevistou 3% dos votos nas eleições ''Reichstag'' de dezembro de 1924, e este caiu para 2,6% nas eleições de 1928. As eleições estaduais produziram resultados semelhantes. Apesar desses maus resultados, e apesar de relativa estabilidade política da Alemanha e da prosperidade na década de 1920 mais tarde, o Partido Nazista continuou a crescer. Isso foi, em parte, porque Hitler, que não tinha capacidade administrativa, deixou a organização do partido para o chefe do secretariado, [[Philipp Bouhler]], o tesoureiro do partido [[Franz Xaver Schwarz]] e gerente de negócios [[Max Amann]]. O partido tinha o cabeça da propaganda [[Gregor Strasser]], que foi promovido a líder da organização nacional em janeiro de 1928. Esses homens deram ao partido o recrutamento eficiente e as estruturas organizacionais. O partido também deve seu crescimento gradual ao desaparecendo dos grupos concorrentes nacionalistas, como o [[Partido Popular Nacional Alemão]] (DNVP). Como Hitler se tornou o chefe reconhecido dos nacionalistas alemães, outros grupos diminuíram ou foram absorvidos.
 
Na década de 1920 o partido expandiu além de sua base bávara. A [[Baviera]] Católica manteve seu nostálgico de direita para um monarca católico; e [[Vestfália]], juntamente com a classe trabalhadora "Berlim Vermelho", sempre foram as áreas mais fracas dos nazistas eleitoralmente, mesmo durante o próprio do Terceiro Reich. As áreas com forte apoio nazista estavam em áreas rurais, como protestantes [[Schleswig-Holstein]], [[Mecklemburgo]], [[Pomerânia]] e [[Prússia Oriental]]. As áreas da classe trabalhadora deprimidas como [[Turíngia]] também produziram um forte voto nazista, enquanto que os trabalhadores do [[Vale do Ruhr|Ruhr]] e [[Hamburgo]], em grande parte permaneceu fiel ao [[Partido Social-Democrata da Alemanha|Social-Democratas]], o [[Partido Comunista da Alemanha]], ou o [[Partido do Centro Alemão|Partido do Centro Católico]]. [[Nuremberg]] permaneceu um reduto do Partido Nazista, e as primeiras [[reuniões de Nuremberg]] foram realizadas lá em 1927. Estas manifestações logo se tornaram exibições maciças de energia paramilitar nazista e atraíram muitos recrutas. O apelo mais forte dos nazistas foram às classes médias baixas, agricultores, funcionários públicos, professores, pequenos empresários, que sofreram mais com a inflação da década de 1920, de modo que temiam o bolchevismo mais do que qualquer outra coisa. A classe de empresa de pequeno porte foi receptivo ao anti-semitismo de Hitler, uma vez que culpou as grandes empresas judaicas pelos seus problemas econômicos. Os estudantes universitários, decepcionados por terem servido muito jovens na Primeira Guerra Mundial, e atraídos pela retórica radical dos nazistas, também se tornaram um forte eleitorado nazista. Em 1929, o partido tinha 130. 000 membros.{{sfn|Kershaw|2008|p=194}}
 
Apesar destas vantagens, o Partido Nazista nunca poderia ter chegado ao poder, se não fosse pela [[Grande Depressão]] e os seus efeitos sobre a Alemanha. Em 1930, a economia alemã estava rodeado por desemprego em massa e falências generalizadas. Os Social-Democratas e Comunistas estavam divididos e incapazes de formular uma solução eficaz: isso deu os nazistas a sua oportunidade, e uma mensagem de Hitler, culpando a crise sobre os financeiros judeus e bolcheviques, isso ressoou em amplos setores do eleitorado. Nas eleições ''Reichstag'' de setembro de 1930, os nazistas ganharam 18.3% dos votos e se tornaram o segundo maior partido no ''Reichstag'' após o SPD. Hitler provou ser um ativista altamente eficaz, pioneiro na utilização do rádio e de aviões para essa finalidade. A demissão de Strasser e a nomeação Goebbels como chefe de propaganda do partido foram os principais fatores. Enquanto Strasser tinha usado sua posição para promover a sua própria versão esquerdista do socialismo nacional, Goebbels era totalmente leal a Hitler e trabalhou apenas para melhorar a imagem de Hitler.