Sabre de luz: diferenças entre revisões

28 bytes adicionados ,  1 de julho de 2021
m
marcação de hiperlinks
m (Referencia ao beskar)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Tarefa para recém-chegados
m (marcação de hiperlinks)
 
* Kaldar: World of Antares (1933) de [[Edmond Hamilton]]
* Gather Darkness (1943) de [[Fritz Leiber]]<ref>[http://www.technovelgy.com/ct/content.asp?Bnum=1917 Technovelgy: "Rod of Wrath"]</ref>
 
* [[Série Lucky Starr]] (1952) de [[Isaac Asimov]]<ref>[http://www.moongadget.com/origins/lightsabers.html "force-blade"]</ref>
 
* Wolfling (1969) de [[Gordon R. Dickson]]
* [[Ringworld]] (1970) de [[Larry Niven]]
 
* The Pastel City (1971) de M. John Harrison
=== Construção do suporte ===
Para o filme original de [[Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança|Star Wars]], os suportes do filme foram construídos por [[John Stears]] a partir de antigas câmeras fotográfica de [[Flash (fotografia)|flash]] da Graflex e outras peças de hardware. Os adereços de espada de tamanho completo foram projetados para aparecer acesos na tela, criando mais tarde um efeito brilhante "na câmera" na pós-produção. A lâmina é uma haste de três lados revestida com uma matriz de retrorrefletor [[Scotchlite]], o mesmo tipo usado para sinalização de estradas.<ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com/books?id=JTIMIDNIVg8C&pg=PA89&d|título=Special Effects: An Introduction to Movie Magic|ultimo=Miller|primeiro=Ron|data=2006-01-01|editora=Twenty-First Century Books|lingua=en}}</ref> Uma lâmpada foi posicionada ao lado da câmera fotográfica e refletida em direção ao objeto através de um ângulo de vidro de 45 graus, de modo que a espada parecesse brilhar do ponto de vista da câmera.
 
O decorador de cenários Roger Christian encontrou as alças da Graflex Flash Gun em uma loja de fotografia na Great Marlborough Street, em [[West End]], [[Londres]].<ref>{{Citar web|titulo=Must See|url=https://www.bbc.com/news/video_and_audio/must_see/42369174/star-wars-set-decorator-tells-how-lightsaber-was-born|lingua=en-GB}}</ref> Ele então adicionou o trilho T do gabinete às alças, prendendo-as com segurança com cola de [[cianoacrilato]]. Adicionando alguns "detalhes" (detalhes da superfície), Christian conseguiu criar o primeiro protótipo de um acessório de sabre de luz para [[Luke Skywalker|Luke]] antes do início da produção. [[George Lucas]] decidiu que queria adicionar um clipe à alça, para que Luke pudesse pendurá-lo no cinto. Uma vez que Lucas sentiu que a alça estava de acordo com seus padrões, foi a John Stears criar a haste de madeira com tinta de projeção frontal, para que os animadores tivessem um brilho de luz para aprimorar posteriormente na pós-produção. Devido à falta de tempo de preparação, o protótipo de Christian e uma segunda peça sobressalente foram usados ​​para as filmagens na Tunísia, onde começaram as filmagens em Star Wars.<ref>Star Wars Insider magazine nª 98, janeiro de 2008</ref> Foi descoberto, no entanto, que o efeito brilhante dependia muito da orientação da haste para a câmera e, durante o duelo de [[Obi-Wan Kenobi]] e [[Darth Vader]], eles podiam ser vistos claramente como hastes. Por esse motivo, o brilho seria adicionado na pós-produção através de [[rotoscopia]], o que também permitia que a difusão fosse empregada para aprimorar o brilho.
 
=== Som ===
O efeito sonoro do sabre de luz foi desenvolvido pelo designer de som [[Ben Burtt]] como uma combinação do zumbido dos motores de intertravamento inativos em projetores de filmes antigos e da interferência causada por uma televisão em um microfone sem proteção. Burtt descobriu o último acidentalmente, enquanto procurava um zumbido e faísca para adicionar ao zumbido do motor do projetor.<ref>Burtt, Benn (1993), ''Star Wars Trilogy: The Definitive Collection'', Lucasfilm</ref>
 
As alterações de afinação do movimento do sabre de luz foram produzidas tocando o tom básico do sabre de luz em um alto-falante e gravando-o em um microfone em movimento, gerando um deslocamento Doppler para imitar uma fonte de som em movimento.<ref>"Why We Still Love Star Wars: Lightsaber 101". ''Parade magazine''. 3 de dezembro de 2017 p. 9</ref>
164

edições