Diferenças entre edições de "John Quincy Adams"

sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
Etiqueta: Inserção de predefinição obsoleta
 
|nome_pai = [[John Adams]]
|alma_mater = [[Universidade Harvard]]
|nacionalidade = {{USAn|o}}
|cônjuge-tipo = Esposa
|cônjuge = [[Louisa Adams|Louisa Johnson]] {{small|(1797–1848)}}
|filhos = 4
|partido = [[Partido Federalista (Estados Unidos)|Federalista]] {{small|(1792–1808)}}<br/>[[Partido Democrata-Republicano|Democrata-Republicano]] {{small|(1808–1830)}}<br/>[[Partido Nacional Republicano (Estados Unidos)|Nacional Republicano]] {{small|(1830–1833)}}<br/>Antimaçônico {{small|(1833–1838)}}<br/>[[Partido Whig (Estados Unidos)|Whig]] {{small|(1838–1848)}}
|profissão = [[Advogado]], [[político]]
|assinatura = John Quincy Adams Signature.svg
}}
 
'''John Quincy Adams''' ([[11 de julho]] de [[1767]] — [[23 de fevereiro]] de [[1848]]) foi um estadista, diplomata, advogado e escritor [[Estados Unidos|americano]] que serviu como o sexto [[presidente dos Estados Unidos]], de 1825 a 1829.<ref>{{cite book|last=Wead|first=Doug|title=The Raising of a President|publisher=Atria Books|location=New York|year=2005|page=[https://archive.org/details/raisingofpreside00wead/page/59 59]|isbn=0-7434-9726-0 |url=https://archive.org/details/raisingofpreside00wead/page/59}}</ref> Anteriormente ele também serviu como [[Secretário de Estado dos Estados Unidos|Secretário de Estado]] de 1817 a 1825. Durante sua longa carreira diplomática e política, Adams ainda serviu como embaixador e membro do [[Senado dos Estados Unidos|Senado]] e da [[Câmara dos Representantes dos Estados Unidos]] por [[Massachusetts]]. Ele era o filho mais velho de [[John Adams]], o segundo presidente do país (de 1797 a 1801), e [[Abigail Adams]]. Inicialmente um [[Partido Federalista (Estados Unidos)|Federalista]] como seu pai, ele venceu a presidência pelo [[Partido Democrata-Republicano]] e em meados da década de 1830 se afiliou ao [[Partido Whig (Estados Unidos)|Partido Whig]].
'''John Quincy Adams''' ([[Braintree (Massachusetts)|Braintree]], [[11 de julho]] de [[1767]] – [[Washington, D.C.]], [[23 de fevereiro]] de [[1848]]) foi um [[advogado]] e [[político]] [[Estados Unidos|norte-americano]]. Foi o sexto [[presidente]] dos [[Estados Unidos]], governando de [[1825]] a [[1829]].
 
Nascido em [[Braintree (Massachusetts)|Braintree, Massachusetts]]<ref>{{cite web|url=https://www.nps.gov/adam/learn/historyculture/john-quincy-adams-birthplace.htm|title=John Quincy Adams Birthplace - Adams National Historical Park (U.S. National Park Service)|last=Quincy|first=Mailing Address: 135 Adams Street|website=nps.gov|access-date=4 de março de 2020}}</ref> (agora parte da cidade de [[Quincy (Massachusetts)|Quincy]]), Adams passou boa parte da sua infância na Europa, onde seu pai servia como diplomata. Após retornar para os Estados Unidos, Adams se estabeleceu em [[Boston]] e se tornou um advogado de sucesso. Em 1794, o presidente [[George Washington]] apontou Quincy Adams como embaixador do país para a [[Países Baixos|Holanda]] e depois [[Portugal]] até que foi dispensado, em 1801, quando [[Thomas Jefferson]] assumiu como novo presidente. Líderes federalistas em Massachusetts conseguiram eleger Adams para o Senado em 1802, mas ele rompeu com o Partido Federalista sobre política externa e teve sua reeleição negada. Em 1809, Adams foi apontado como embaixador para a [[Império Russo|Rússia]] pelo presidente [[James Madison]], um Democrata-Republicano. Quincy Adams reteve vários postos diplomáticos durante a presidência de Madison e serviu como parte da delegação americana que negociou o fim do [[Guerra de 1812]]. Já em 1817, o novo presidente [[James Monroe]] selecionou Adams para ser seu Secretário de Estado. Nesta função, Adams negociou o [[Tratado de Adams-Onís|tratado de compra]] da [[Flórida]]. Ele ainda ajudou na formulação da [[Doutrina Monroe]], que se tornou um dos principais pilares da política externa americana. Em 1818, Adams foi eleito membro da ''[[American Philosophical Society]]'' em Filadélfia.<ref>{{Cite web|title=APS Member History|url=https://search.amphilsoc.org/memhist/search?creator=&title=&subject=&subdiv=&mem=&year=1818&year-max=1818&dead=&keyword=&smode=advanced|access-date=5 de abril de 2021|website=search.amphilsoc.org}}</ref>
Sua maior contribuição para os Estados Unidos foi o planejamento da [[Doutrina Monroe]], durante o período que foi secretário de estado do presidente [[James Monroe]].
 
Em 1824, Quincy Adams concorreu na [[Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1824|eleição presidencial]]. O pleito foi contestado, com Adams disputando a presidência com [[Andrew Jackson]], [[William H. Crawford]] e [[Henry Clay]], todos Democratas-Republicanos. Como nenhum candidato conseguiu a maioria mínima no [[Colégio eleitoral dos Estados Unidos|colégio eleitoral]], a [[Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|Câmara dos Representantes]] realizou uma eleição contingente para determinar quem seria o presidente e Adams venceu ao angariar o apoio de Henry Clay. Andrew Jackson e seus apoiadores ficaram enfurecidos, chamando o resultado de "uma barganha corrupta", abrindo caminho para o início de uma grande polarização política nos Estados Unidos. Como presidente, Adams pregou uma agenda ambiciosa que incluía projetos de investimento em infraestrutura interna financiados pelo governo federal, o estabelecimento de uma universidade nacional e uma aproximação diplomática maior com os países da [[América Latina]], mas muitas de suas iniciativas foram barradas no [[Congresso dos Estados Unidos|Congresso]]. Durante a presidência de Quincy Adams, o Partido Democrata-Republicano se dividiu em dois campos: um grupo, conhecidos como [[Partido Nacional Republicano (Estados Unidos)|Partido Nacional Republicano]], apoiava o presidente, enquanto o outro, conhecidos como [[Partido Democrata (Estados Unidos)|Democratas]], eram controlados por Andrew Jackson. Os democratas provaram ser organizadores políticos mais eficazes do que Adams e seus apoiadores Nacionais Republicanos e Jackson acabou derrotando Adams de forma decisiva na [[Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1828|eleição presidencial de 1828]], o que fez dele o segundo presidente (junto com seu pai) a não conseguir se reeleger.<ref>{{cite book|last1=Unger|first1=Harlow Giles|title=John Quincy Adams|url=https://archive.org/details/isbn_9780306822650|date=2012|publisher=Da Capo Press|isbn=9780306821301}}</ref>
Foi [[advogado]] em [[Boston]]; ministro em [[Haia]] ([[1794]]), [[Lisboa]] ([[1797]]), [[Prússia]] ([[1799]]), na [[Rússia]] ([[1809]]-[[1814]]) e na [[Inglaterra]] ([[1815]]-[[1817]]). Negociou a compra da [[Flórida]] à [[Espanha]] e assentou as bases da chamada "doutrina de Monroe". [[Presidente]] ([[1825]]–[[1829]]), procurou introduzir melhoramentos internos no país, pretendendo abolir a escravatura, sem obter sucesso.
 
Ao invés de se aposentar da política após a derrota, Adams concorreu a um assento na Câmara dos Representantes e venceu, onde ele viria a servir de 1831 até sua morte em 1848. Ele segue como sendo o único ex-presidente a ser eleito para uma Câmara (embora [[John Tyler]] tenha sido eleito para o [[Congresso dos Estados Confederados|Congresso Confederado]], mas morreu antes que pudesse tomar seu assento). Após falhar em se eleger para Governador de Massachusetts e para o Senado Federal, Adams se juntou ao Partido Antimaçônico no começo da década de 1830 antes de se tornar membro do Partido Whig, onde a maioria dos opositores do Presidente Jackson haviam se reunido. Durante seu tempo no Congresso, Adams tornou-se cada vez mais crítico da [[Escravidão nos Estados Unidos|escravidão]] e de líderes políticos [[Região Sul (Estados Unidos)|sulistas]] que ele afirmava controlar o Partido Democrata. Ele particularmente se opusera a [[anexação do Texas]] e a [[Guerra Mexicano-Americana]], que via como uma guerra para estender a escravidão e [[Escravocracia|seu poder]] no Congresso. Adams também liderou os esforços para revogar a chamada "regra da mordaça", que impedia a Câmara dos Representantes de debater petições para [[Abolicionismo nos Estados Unidos|abolir a escravidão]]. Historiadores geralmente concordam que Quincy Adams foi um dos maiores diplomatas e Secretários de Estado da história americana; contudo, acadêmicos frequentemente avaliam sua presidência como mediana, já que ele tinha uma agenda política ambiciosa, mas não conseguiu aprová-la pelo Congresso.
 
== Biografia ==
 
{{Referências}}
 
== Bibliografia ==
{{refbegin|35em}}
* {{cite book|last1=Abraham|first1=Henry Julian|title=Justices, Presidents, and Senators: A History of the U.S. Supreme Court Appointments from Washington to Bush II|date=2008|publisher=Rowman & Littlefield |isbn=9780742558953}}
* {{cite journal|author-link=Catherine Allgor|last=Allgor|first=Catherine|year=1997|title='A Republican in a Monarchy': Louisa Catherine Adams in Russia|journal=Diplomatic History|volume=21|issue=1|pages=15–43 |issn=0145-2096|jstor=24913402|doi=10.1111/1467-7709.00049}}
* {{cite book|last=Bemis|first=Samuel Flagg|title=John Quincy Adams and the Foundations of American Foreign Policy|year=1981|orig-year=1949|publisher=Greenwood Press|isbn=9780313226366}}
* {{cite book|last=Bemis|first=Samuel Flagg|title=John Quincy Adams and the Union|url=https://archive.org/details/johnquincyadamst00bemi|publisher=Knopf|year=1956|isbn=978-0394414133}}
* {{cite book|last1=Cooper|first1=William J.|title=The Lost Founding Father: John Quincy Adams and the Transformation of American Politics|date=2017|publisher=Liveright Publishing|isbn=9781631493898}}
* {{cite book|last= Edel|first=Charles N.|title=Nation Builder: John Quincy Adams and the Grand Strategy of the Republic|year=2014|publisher=Harvard Univ. Press}}
* {{cite book|first=Mary W.M.|last=Hargreaves|title=The Presidency of John Quincy Adams|url=https://archive.org/details/presidencyofjohn0000harg|publisher=Univ. Press of Kansas |year=1985}}
* {{cite book|last=Howe|first=Daniel Walker|title=What Hath God Wrought: The Transformation of America, 1815–1848|url=https://archive.org/details/whathathgodwroug00howe|publisher=Oxford University Press|year=2007|isbn=9780199743797}}
* {{cite book|last1=Kaplan|first1=Fred|title=John Quincy Adams: American Visionary|date=2014|publisher=HarperCollins|isbn=9780062199324}}
* Lewis Jr, James E. ''John Quincy Adams: Policymaker for the Union'' (Rowman & Littlefield Publishers, 2001).
* {{cite journal|last=Mattie|first=Sean|year=2003|title=John Quincy Adams and American Conservatism|journal=Modern Age|volume=45|issue=4|pages=305–314|issn=0026-7457 |url=http://www.mmisi.org/ma/45_04/mattie.pdf}}
* {{cite book|last=McCullough|first=David|date=2001|title=John Adams|url=https://archive.org/details/johnadams00mccu|page=[https://archive.org/details/johnadams00mccu/page/144 144] |location=New York|publisher=Simon & Schuster|isbn=978-1-4165-7588-7|author-link=David McCullough}}
* {{cite book|last=Miller|first=William Lee|year=1996|title=Arguing About Slavery: The Great Battle in the United States Congress|publisher=Alfred A. Knopf|isbn=9780394569222 |url=https://archive.org/details/arguingaboutslav00mill}}
* {{cite book|title=Descent from Glory: Four Generations of the John Adams Family|last=Nagel|first=Paul C.|year=1983|publisher=Oxford Univ. Press|isbn=978-0-19-503172-0 |url=https://archive.org/details/descentfromglory00nage}}
* {{cite book|title=John Quincy Adams: A Public Life, a Private Life|last=Nagel|first=Paul|year=1999|publisher=Harvard Univ. Press|isbn=978-0674479401}}
* {{cite book|last=Parsons|first= Lynn H.|title=The Birth of Modern Politics: Andrew Jackson, John Quincy Adams, and the Election of 1828|url=https://archive.org/details/birthofmodernpol00lynn|publisher=Oxford University Press|year=2009|isbn=9780199837540}} [https://www.amazon.com/dp/0195312872 excerpt and text search]
* {{cite book|last=Parsons|first=Lynn H.|title=John Quincy Adams|year=1998|publisher=Rowman and LittleField|isbn=9781442202887}}
* {{cite journal|last=Potkay|first=Adam S.|year=1999|title=Theorizing Civic Eloquence in the Early Republic: the Road from David Hume to John Quincy Adams|journal=Early American Literature |volume=34|issue=2|pages=147–170|issn=0012-8163}}
* {{cite journal|last=Rathbun|first=Lyon|year=2000|title=The Ciceronian Rhetoric of John Quincy Adams|journal=Rhetorica|volume=18|issue=2|pages=175–215|issn=0734-8584|doi=10.1525/rh.2000.18.2.175}}
* {{cite book|title=John Quincy Adams|last=Remini|first=Robert V.|year=2002|publisher=Times Books|location=New York|isbn=0-8050-6939-9|url=https://archive.org/details/johnquincyadams00remi}}
* {{cite journal|last1=Thompson|first1=Robert R.|title=John Quincy Adams, Apostate: From "Outrageous Federalist" to "Republican Exile," 1801- 1809|journal=Journal of the Early Republic|date=1991 |volume=11|issue=2|pages=161–183|jstor=3123239|doi=10.2307/3123239}}
* {{cite book|last1=Traub|first1=James|title=John Quincy Adams: Militant Spirit|date=2016|publisher=Basic Books|isbn=9780465098798}}
{{refend}}
 
==Ligações externas==