Diferenças entre edições de "Fansub"

2 190 bytes adicionados ,  17h54min de 13 de agosto de 2021
 
Em novembro de 1977, o C/FO começou a se corresponder com outros fãs de animações japonesas em todo o país e, como as datas das exibições das séries de TV nos Estados Unidos eram diferentes em cada região do país, os fãs começaram a trocar fitas de programas que estavam faltando entre si.<ref name=":1">{{citar periódico |url=https://escholarship.org/content/qt0n29d9kq/qt0n29d9kq.pdf |titulo=Celebrating Two Decades of Unlawful Progress: Fan Distribution, Proselytization Commons, and the Explosive Growth of Japanese Animation |acessodata=10 de agosto de 2021 |jornal=UCLA Entertainment Law Review |publicado=UCLA School of Law |ultimo=Leonard |primeiro=Sean |anooriginal=2005 |pagina= |paginas=199-202}}</ref><ref name=":2" /> Na época, muitos membros do LASFS mantinham contato com pessoas ao redor do mundo, e assim os membros do C/FO começaram a trocar fitas com militares americanos lotados em bases japonesas, sendo muito deles fãs das séries ''[[Star Trek]]'' e ''[[Battlestar Galactica]]''.<ref name=":1" /> Felizmente, as fitas utilizadas nos Estados Unidos e no Japão eram compatíveis entre si, já que ambas utilizavam o formato [[NTSC]].<ref name=":1" /> Esses programas não foram dublados ou legendados, porém as animações japonesas eram simples o suficiente para que o espectador pudesse discernir o enredo exclusivamente a partir das ações e dos visuais. Em 1979, fãs e clubes de animações japonesas começaram a se separar do movimento de ficção científica e começaram a se referir à mídia que assistiam como "anime".<ref name=":1" />
[[Ficheiro:Fansubvhs.JPG|miniaturadaimagem|250x250px|Fita VHS do distribuidor americano [https://web.archive.org/web/20070422054650/http://www.animegarden.com/ Anime Garden], ativo entre os anos de 2000 e 2007.]]
 
Nesta época, a pirataria que surgia ao entorno do recém-criado nicho de animes era ignorada pelos órgãos legais americanos, visto que poucas empresas japonesas tinham escritórios em solo americano para licenciar as séries, e as poucas que tinham não estavam interessadas em licenciá-las. Já era de conhecimento por parte dessas empresas que uma crescente quantidade de fãs americanos estavam envolvidos na distribuição e na exibição não autorizada das gravações, mas os ignoravam pois sabiam que não estavam lucrando com elas. Num primeiro passo, a [[Toei Animation]] pediu ao C/FO para ajudá-la com algumas pesquisas de marketing na [[San Diego Comic-Con]], e a partir de 1978,<ref name=":1" /> algumas empresas japonesas se esforçaram para criar suas próprias divisões americanas para licenciar algumas séries; Todavia, nenhuma conseguiu inserir seus animes no mercado de entretenimento do país com sucesso, e as últimas filiais de licenciamento de animes fecharam em 1982.<ref name=":1" />
 
É difícil apontar precisamente qual foi o primeiro grupo brasileiro dedicado a ''fansubbing''. Um dos primeiros que se tem notícia é o BaC (Brasil Anime Club), fundado em agosto de 1996 por Antonius Lourenço Kasbergen (1974 – 2020), em [[Brasília]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20010305011255/http://www.animeclube.com/html/info/sobre.shtml |titulo=BaC > Info > Sobre o BaC |data=2001-03-05 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref><ref name=":5">{{citar periódico |url=https://portalintercom.org.br/anais/sul2019/resumos/R65-1642-1.pdf |titulo=FANSUBBING E STREAMING NO BRASIL: Um panorama do consumo de animes legendados por fãs |acessodata=11 de agosto de 2021 |jornal=Revista Brasileira de Ciências da Comunicação |publicado=Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação |ultimo= |primeiro= |ano=2019 |paginas=1-15 |autores=MELLO, Anna; VIEIRA, Eloy Santos}}</ref><ref>{{Citar periódico |url=https://www.academia.edu/7504765/De_f%C3%A3_para_f%C3%A3_a_re_produ%C3%A7%C3%A3o_informal_de_anim%C3%AAs_na_cibercultura |titulo=De fã para fã: a re-produção informal de animês na cibercultura |acessodata=2021-08-11 |jornal=Entre.Meios, PUC-RJ |ultimo=Urbano |primeiro=Krystal}}</ref>{{Nota de rodapé |Kasbergen participou de discussões de anime na Usenet, assinando com um email pertencente ao site do seu grupo [https://groups.google.com/g/rec.arts.anime.misc/c/2-Fpz1-kHIY/m/K0sKyDTVtIoJ nesta postagem]. [https://groups.google.com/g/alt.atheism/c/SFXRbX7r2O4/m/_KZ7UgpiMHsJ Outra postagem] lista seu nome e seu ano de nascimento. Um [https://www.facebook.com/antonius.lourenco.kasbergen perfil no Facebook], com seu nome, ano de nascimento e localidade (Brasília) informa que ele faleceu em setembro de 2020.}} Kasbergen cita:<blockquote>Recortei todas as introduções e finais dos animes que eu tinha e subi [na Simplenet] [...] Alguém achou e colocou no Yahoo [...] Em poucos meses eu recebo um telefonema da Simplenet, dos EUA, falando que eu era o site que estava drenando mais recursos deles, ou seja eu era o mais acessado. E me pediram para retirar tudo[...]. [Depois que o site saiu do ar] comecei a receber 50-80 e-mails por dia, mais da metade era de brasileiros perguntando se eu tinha as fitas [dos animes] inteiras. Nesta mesma época eu já estava com um bom acervo de fitas legendadas em inglês e resolvi criar um clube de anime para trocas aqui mesmo no Brasil. Foi aí que nasceu o BaC.<ref name=":5" /></blockquote>A partir de 1997, o BaC integrou o projeto Anime Plus (posteriormente Anime Clube), associação de ''fansubbers'' que também reunia os grupos K-Anime, Paradoxx e Shin Seiki Anime, todos dedicados a legendar e distribuir as fitas.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20010305011618/http://www.animeclube.com/html/fitas/projeto.mv |titulo=BaC > Fitas > Projeto Anime Plus |data=2001-03-05 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref><ref name=":5" /><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20010401141250/http://www.animeclube.com/ |titulo=Anime Clube |data=2001-04-01 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> A partir de 1997, o grupo passou a realizar também amostras mensais de animes no Sesc Estação 504 Sul, em Brasília.<ref>{{citar livro|url=http://ppgcom.uff.br/wp-content/uploads/sites/200/2020/03/tese_mestrado_2013_krystal_cortez.pdf|título=LEGENDAR E DISTRIBUIR: O fandom de animes e as políticas de mediação fansubber nas redes digitais|ultimo=Urbano|primeiro=Krystal Cortez Luz|ano=2013|local=Niterói|página=71}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20010305012834/http://www.animeclube.com/html/info/guia.shtml |titulo=BaC > Info > Guia do BaC |data=2001-03-05 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> e legendou títulos como ''[[Ah! Megami-sama]]'', ''[[Berserk (mangá)|Berserk]]'', ''[[Blue Seed]]'', ''[[Blue Submarine No.6]]'', ''[[Bubblegum Crisis]]'', ''[[Cowboy Bebop]]'', ''[[Mobile Suit Gundam Wing]]'', ''[[Maison Ikkoku]]'', ''[[Kidō Senkan Nadeshiko]]'', ''[[Ranma ½]]'', ''[[Perfect Blue]]'', ''[[Rurouni Kenshin]]'', [[Sakura Taisen|''Sakura Taisen'']] e [[Yu Yu Hakusho|''Yu Yu Hakusho'']].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20010617063905/http://www.animeclube.com/html/fitas/portugues.mv |titulo=BaC > Fitas > Legenda > Português |data=2001-06-17 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> O BaC ficou ativo até meados de 2001,<ref name=":5" /> sendo fechado em meio a controvérsias.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20020818141253/http://www.lums-club.com/2/muralb.htm |titulo=MURAL |data=2002-08-18 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20041214042119/http://www.lums-club.com/2/murall.htm |titulo=MURAL |data=2004-12-14 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref>
 
Outros grupos pioneiros dessa época incluem:
Já o Shin Seiki Anime Club foi um ''fansubber'' fundado em novembro de 1998 por Diogo Martini Jasniewicz, de [[Pelotas]], [[Rio Grande do Sul]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991116035620/http://shinseiki.simplenet.com/index.html |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-11-16 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991008140652/http://shinseiki.simplenet.com/clube.htm |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-10-08 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> O objetivo inicial do grupo era popularizar os animes no Brasil, distribuindo fitas de animes legendados em português e inglês no formato VHS, como ''[[Bannō Bunka Nekomusume]]'', ''[[Battle Athletes Daiundōkai]]'', ''[[Makai Toshi: Shinjuku]]'', ''[[Fushigi Yûgi]]'', ''[[Mobile Suit Zeta Gundam]]'', e ''[[Gunbuster]]''.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991116031445/http://shinseiki.simplenet.com/ai.htm |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-11-16 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> Em 2004, o grupo passou por uma reestruturação, adotando o [[Compact disc|CD-R]] em detrimento das fitas VHS, passando também a legendar [[Drama japonês|doramas]], filmes e [[Tokusatsu|tokusatsus]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20040730034734/http://www.ssanime.com/ |titulo=Shin Seiki Fansubs |data=2004-07-30 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> Após quase 9 anos de atividade, o grupo encerrou suas atividades em maio de 2007.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20070818010336/http://www.ssanime.com/ |titulo=Shin Seiki Anime |data=2007-08-18 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref>
 
Já o* '''Shin Seiki Anime Club''', foi um ''fansubber'' fundado em novembro de 1998 por Diogo Martini Jasniewicz, de [[Pelotas]], [[Rio Grande do Sul]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991116035620/http://shinseiki.simplenet.com/index.html |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-11-16 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991008140652/http://shinseiki.simplenet.com/clube.htm |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-10-08 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> O objetivo inicial do grupo era popularizar os animes no Brasil, distribuindo fitas de animes legendados em português e inglês no formato VHS, como ''[[Bannō Bunka Nekomusume]]'', ''[[Battle Athletes Daiundōkai]]'', ''[[Makai Toshi: Shinjuku]]'', ''[[Fushigi Yûgi]]'', ''[[Mobile Suit Zeta Gundam]]'', e ''[[Gunbuster]]''.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991116031445/http://shinseiki.simplenet.com/ai.htm |titulo=Shin Seiki Anime |data=1999-11-16 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> Em 2004, o grupo passou por uma reestruturação, adotando o [[Compact disc|CD-R]] em detrimento das fitas VHS, passando também a legendar [[Drama japonês|doramas]], filmes e [[Tokusatsu|tokusatsus]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20040730034734/http://www.ssanime.com/ |titulo=Shin Seiki Fansubs |data=2004-07-30 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref> Após quase 9 anos de atividade, o grupo encerrou suas atividades em maio de 2007.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20070818010336/http://www.ssanime.com/ |titulo=Shin Seiki Anime |data=2007-08-18 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref>
Outro grupo de destaque dessa época foi o* '''Lum's Club''', fundadocriado em meados de 1998 como um ''fansubber'' para legendar a franquia ''[[Urusei Yatsura]]''.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20030401203259/http://www.lums-club.com/ |titulo=LUM'S CLUB BRAZILIAN FANSUBBER |data=2003-04-01 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{citar web |url=https://tornadocti.tripod.com/clube.htm |titulo=Clube |acessodata=10 de agosto de 2021 |website=Lum's Club |arquivourl=https://web.archive.org/web/20210811021339/https://tornadocti.tripod.com/clube.htm |arquivodata=10 de agosto de 2021 |urlmorta=yes}}</ref><ref>{{citar web |url=http://lums-club.simplenet.com/ |titulo=Início |data=12 de junho de 2000 |acessodata=10 de agosto de 2021 |website=Lum's Club |arquivourl=https://web.archive.org/web/20000622064601/http://lums-club.simplenet.com/ |arquivodata=22 de junho de 2000 |urlmorta=yes}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20210811014942/https://tornadocti.tripod.com/lc.htm |titulo=Wayback Machine |data=2021-08-11 |acessodata=2021-08-11 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{citar web |url=http://www.lums-club.com/2/index.html |titulo=Início |data=30 de janeiro de 2001 |acessodata=10 de agosto de 2021 |website=Lum's Club |arquivourl=https://web.archive.org/web/20010203141000/http://www.lums-club.com/2/index.html |arquivodata=3 de fevereiro de 2001 |urlmorta=yes}}</ref> Fundado por César Takashi Ikko na cidade de [[São Paulo]],<ref>{{Citar web |url=https://tecnoblog.net/430372/anime-nos-anos-90-nao-nao-temos-saudade-dessa-epoca/ |titulo=Anime nos anos 90: não, não temos saudade dessa época |data=2021-04-16 |acessodata=2021-08-11 |website=Tecnoblog |lingua=pt-br}}</ref><ref name=":9">{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20050407003959/http://www.lums-club.com/termos.htm |titulo=Pedidos |data=2005-04-07 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref> o clube inicialmente legendava e distribuía séries, filmes e OVAs de franquias como [[Ah! Megami-sama|''Ah! Megami-sama'']], [[3x3 Eyes|''3x3 Eyes'']], [[Bakuretsu Hunters|''Bakuretsu Hunters'']], [[Cowboy Bebop|''Cowboy Bebop'']], ''Cyber City Oedo'', ''[[Neon Genesis Evangelion]]'', [[Kimagure Orange Road|''Kimagure Orange Road'']], ''Kodomo no Omocha'', [[Mahou Tsukai Tai!|''Mahō Tsukai Tai!'']], ''[[Sailor Moon]]'', ''[[Slayers]]'', e [[Tenchi Muyo!|''Tenchi Muyo!'']] nos formatos [[VHS]] e [[S-VHS]]''.''<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20041204152036/http://www.lums-club.com/geral1.htm |titulo=Catalogo de Animes Disponiveis |data=2004-12-04 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref> Nessa mesma época, Ikko também fundaria as primeiras convenções anuais de anime e mangá do país, como a AnimExpo (de 1997 à 2002), Animecon (de 1999 à 2010; juntamente com Sérgio Peixoto), e a Anime Festival BH (desde 2003).<ref>{{Citar web |ultimo=Eventos |primeiro=Bh |url=http://bheventos.com.br/noticia/05-06-2014-anime-festival-comemora-10-anos-de-sucesso-em-minas-gerais-com-28-edicao-do-evento |titulo=Notícia: Anime Festival comemora 10 anos de sucesso em Minas Gerais com 28ª edição do evento |acessodata=2021-08-11 |website=BH Eventos}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=Eventos |primeiro=Bh |url=http://bheventos.com.br/noticia/05-10-2017-belo-horizonte-recebe-a-40-edicao-do-anime-festival |titulo=Notícia: Belo Horizonte recebe a 40ª edição do Anime Festival |acessodata=2021-08-11 |website=BH Eventos}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://edicaodobrasil.com.br/2017/08/10/bh-recebe-41a-edicao-da-anime-festival/ |titulo=BH recebe 41ª Edição da Anime Festival – Edição do Brasil |acessodata=2021-08-11 |lingua=pt-BR}}</ref><ref name=":9" /> A partir do começo de 2003, o Lum's Club começou a distribuir seu acervo em CDs nos ''codecs'' [[DivX]] e XviD, bem como em [[VCD|VCDs]].<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20040328070540/http://www.lums-club.com/ |titulo=LUM'S CLUB BRAZILIAN FANSUBBER |data=2004-03-28 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20050407003718/http://www.lums-club.com/2/index.html |titulo=Wayback Machine |data=2005-04-07 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref> O site do grupo ficou no ar até meados de 2006.
* '''Anime Gaiden''', um ''fansubber'' e distribuidor brasileiro de animes e tokusatsus fundado por volta de 2000 por um grupo de fãs.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20050412203154/http://www.animegaiden.com.br/ |titulo=Anime Gaiden |data=2005-04-12 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20020825093639/http://www.claque.com.br/juliana/jumi041402.htm |titulo=Olhos grandes ao invés de puxados: Animação oriental causa curiosidade e reúne cada vez mais admiradores |data=2002-08-25 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref> Criado com o intuito de divulgar animes no Brasil, chegou a distribuir nacionalmente títulos legendados como ''[[One Piece]]'', ''[[Chobits]]'', ''[[Ghost in the Shell: Stand Alone Complex]]'', ''[[Excel Saga]]'', ''[[Fruits Basket]]'', ''[[Gasaraki]]'' e ''[[Hellsing]]'' em fitas VHS, CDs e DVDs.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20050501040240/http://www.animegaiden.com.br/catalogo.php?ptonly=&tipo=A |titulo=AG+: Catálogo de Fita (animes) |data=2005-05-01 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20050501034627/http://www.animegaiden.com.br/catalogo.php?tipo=T |titulo=AG+: Catálogo de Fita (tokusatsus) |data=2005-05-01 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20041016044509/http://www.animegaiden.com.br/faq.php |titulo=Perguntas e Respostas |data=2004-10-16 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref> O grupo decidiu encerrar suas atividades no final de 2005.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20051003202600/http://www.animegaiden.com.br/ |titulo=Wayback Machine |data=2005-10-03 |acessodata=2021-08-13 |website=web.archive.org}}</ref>
 
== Produção e distribuição ==
 
=== Era analógica ===
Os primeiros ''fansubs'' foram produzidos utilizando equipamento analógicos para de edição de vídeo. Primeiramente, uma cópia da animação original e sem legendas (popularmente chamada de ''raw'') era obtida, mais comumente a partir de [[Laserdisc|Laserdiscs]] importados de lançamentos em [[Home video|''home video'']] no Japão, a mídia com a maior qualidade de imagem disponível ao público consumidor na época.<ref name=":1" /><ref name=":0">{{Citar web |url=https://armitage.crinkle.net/karinkuru/howtosub/a1.html |titulo=The Beginners Guide to Subtitling - Appendix 1: Hardware |acessodata=2020-08-25 |website=armitage.crinkle.net}}</ref><ref name=":6">{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19990501012043/http://soyokaze.biosci.ohio-state.edu/cgi-sub/primehwr.pl |titulo=Subtitling Primer Subtitling Hardware Page |data=1999-05-01 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref> Fitas [[Video Home System|VHS]] ou mesmo gravações caseiras de canais de televisão japoneses também poderiam ser utilizadas, mas geralmente essas mídias tinham vídeos com qualidade de imagem inferior.<ref name=":0" /><ref name=":6" /> Com a ajuda de um [[computador pessoal]] e um ''software'' especializadopara edição de legendas,<ref name=":6" /> as linhas de diálogos eram então escritas por alguém que dominasse o idioma do vídeo e depois temporizadas, e dependendo do ''software'' utilizado, fontes tipográficas, cores e outros efeitos poderiam ser adicionadasadicionados e personalizadas. Programas populares utilizados ​​no processo de produção eram:
 
* '''TurboTitler:''' escrito por Robert Jenks a partir de 1989, foi lançado em 1990 para o [[Amiga|Commodore Amiga]], e atualizado até 1992, sendo um ''software'' pioneiro para edição de legendas, especialmente programado para criação de legendas para animesanimações. Jenks, um fã de anime, ajudaria a fundar a AnimeFest, convenção anual de animes que ocorre desde em 1992 em [[Dallas]], [[Texas]], [[Estados Unidos]].<ref>{{Citar web |url=https://animefest.org/AboutUs |titulo=AnimeFest 2021 About Us |acessodata=2021-08-12 |website=World Fandom |lingua=en}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://aminet.net/package/misc/fish/fish-0424 |titulo=Aminet - misc/fish/fish-0424.lha |acessodata=2021-08-12 |website=aminet.net}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://aminet.net/package/gfx/misc/TurboTitle |titulo=Aminet - gfx/misc/TurboTitle.lha |acessodata=2021-08-12 |website=aminet.net}}</ref><ref>{{Citar livro|url=http://archive.org/details/amazing-computing-magazine-1991-11|título=Amazing Computer Magazine (November 1991)|data=1991-11}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://ftp.funet.fi/pub/amiga/fish/401-500/ff424/ |titulo=Index of /pub/amiga/fish/401-500/ff424 |acessodata=2021-08-12 |website=ftp.funet.fi}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://gamefest.org/ScheduleBlock |titulo=GameFest 2021 Member Feedback |acessodata=2021-08-12 |website=World Fandom |lingua=en}}</ref>
*'''JACOsub:''' lançado 1992 para o Commodore Amiga, foi desenvolvido Alex Matulich, membro do ''Japanese Animation Club of Orlando'' (JACO), para auxiliar nos lançamentos do grupo.<ref>{{Citar web |ultimo=stason.org |primeiro=Stas Bekman: stas (at) |url=https://stason.org/TULARC/art/anime-faq/49-What-Is-Jacosub-And-How-Can-I-Contact-The-Author.html |titulo=49 What Is Jacosub And How Can I Contact The Author? |acessodata=2021-08-12 |website=stason.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://www.amigareport.com/ar315/ftp11.html |titulo=JACOsub 2.4 |acessodata=2021-08-12 |website=www.amigareport.com}}</ref><ref>{{Citar web |url=http://aminet.net/package/gfx/show/jcosub26 |titulo=Aminet - gfx/show/jcosub26.lzh |acessodata=2021-08-12 |website=aminet.net}}</ref><ref>{{Citar web |ultimo=CONSIDINE |primeiro=J. D. |url=https://www.baltimoresun.com/news/bs-xpm-1999-07-01-9907010273-story.html |titulo=AN ANIMATED BUNCH; Count on fans of Japanese anime to dress the part as they descend upon Baltimore for a convention celebrating the Genre's heros |acessodata=2021-08-12 |website=baltimoresun.com |lingua=en-US}}</ref> Era um dos mais completos software para edição de legendas na época, suportando uma ampla gama de características estilização de legendas, efeitos de transição e manuseio de imagens e formas geométricas.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19991002003948/http://www.unicorn.us.com/jacosub/ |titulo=JACOsub - Professional Video Subtitles |data=1999-10-02 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19970207053111/http://www.unicorn.us.com/jacosub/jacodesc.html |titulo=What is JACOsub? |data=1997-02-07 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref name=":7">{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19970605131158/http://www.ugrad.cs.jhu.edu/~vincie/pctitler.html |titulo=PCTitler Homepage |data=1997-06-05 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/20000902155913/http://unicorn.us.com/jacosub/jscripts.html |titulo=JACOsub Script File Format |data=2000-09-02 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref>
* '''ZeroG:''' escrito por Mark Montague e Chao Chen, foi lançado em 1994 para sistemas [[IBM PC DOS]] 5.0 baseados em processadores [[Intel 80386|i386]] e [[Intel 80486|i486]], e permitia a renderização de legendas em modo VGA.<ref>{{Citar web |url=https://groups.google.com/g/rec.arts.anime/c/buuCOYCg8lU |titulo=[IBM Subtitling Program - ZeroG] Read this if you want to get it... |acessodata=2021-08-12 |website=groups.google.com}}</ref><ref name=":8">{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19990203022233/http://soyokaze.biosci.ohio-state.edu/cgi-sub/software.pl |titulo=Subtitling Software Page |data=1999-02-03 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref>
* '''Sub Station Alpha:''' escrito por Kotus, foi lançado em 1996 como um ''software'' de edição e uma especificação de formato de legenda, o SSA.<ref>{{Citar web |url=https://web.archive.org/web/19961229054108/http://www.eswat.demon.co.uk/ |titulo=Kotus and Sub Station Alpha |data=1996-12-29 |acessodata=2021-08-12 |website=web.archive.org}}</ref>
 
O próximo passo era produzir uma ou mais ''masters'', cópias de alta qualidade do vídeo com o ''fansub'' finalizado, da qual muitas cópias para distribuição poderiam ser feitas. Para isso, o ''software'' de legendas no computador renderizava um ''[[Raster|bitmap]]'' com as linhas de diálogos sobrepostas a um fundo com uma cor diferente das legendas. A saída de vídeo do computador e a do aparelho reproduzindo a ''raw'' eram então conectadas por cabos de vídeo a um dispositivo gráfico denominado ''genlock'', que sincronizaria osas frequências dos dois sinais de vídeo.<ref name=":0" /><ref>{{Citar web |ultimo= |primeiro= |url=https://groups.google.com/g/rec.arts.anime/c/hE7RH1Xq464?pli%3D1 |titulo=Genlock information requested. |data=1994-07-23 |acessodata=2020-08-25 |website=groups.google.com |publicado=}}</ref><ref name=":1" /><ref name=":0" /><ref>{{Citar web |url=http://unicorn.us.com/jacosub/jscripts.html#d_genlock |titulo=JACOsub Script File Format |acessodata=2020-08-25 |website=unicorn.us.com}}</ref><ref name=":6" /> O ''genlock'' realizaria também o processo de ''[[chroma key]]'': a cor de fundo do ''bitmap'' contendo a legenda era ignorada na saída de vídeo, resultando em legendas sobrepostas em um fundo transparente. Esse sinal de vídeo processado era então sobreposto ao sinal de vídeo proveniente do aparelho reproduzindo a ''raw'', e a saída de vídeo resultante do ''genlock'', agora contendo a ''raw'' com as legendas, seria conectada por cabos de vídeo a um aparelho gravador,<ref name=":1" /> que gravaria a fita ''master'', geralmente dono formato S-VHS para maximizar a qualidade de imagem do vídeo, embora alguns ''fansubbers'' utilizassem fitas VHS comuns ou [[Betamax]], que eram mais baratas mas tinham menor qualidade de imagem.<ref name=":0" /><ref>{{Citar periódico|ultimo=Leonard|primeiro=Sean|data=2005-09-01|titulo=Progress against the law: Anime and fandom, with the key to the globalization of culture|url=https://doi.org/10.1177/1367877905055679|jornal=International Journal of Cultural Studies|lingua=en|volume=8|numero=3|paginas=281–305|doi=10.1177/1367877905055679|issn=1367-8779}}</ref><ref name=":6" />
 
Depois de concluída, a cópia ''master'' era utilizada para gerar cópias de distribuição, que seriam enviadas pelo [[correio]]. Para ter acesso as cópias, era necessário entrar em contato com o ''fansubber'' que, na maioria dos casos, cobraria unicamente os preços relacionados as despesas com a compra das fitas para gravação e as taxas de envio cobradas pelo serviço postal utilizado.
2 909

edições