Eva Klotz: diferenças entre revisões

9 bytes adicionados ,  22 de agosto de 2021
Corrigi erros de ortografia e removi hiperlinks conectando artigos inexistentes da Wikipedia.
(ajuste na ortografia)
(Corrigi erros de ortografia e removi hiperlinks conectando artigos inexistentes da Wikipedia.)
}}
 
'''Eva Klotz''' ([[San Leonardo in Passiria]], [[4 de junho]] de [[1951]]) é uma política [[Itália|italianoitaliana]], [[militante]] no ''Befreiungsausschuss Südtirol'' (BAS - literalmente: ''Comitê pela libertação do [[Província autónoma de Bolzano|Tirol do Sul]]''<ref>[http://www.archivio900.it/it/sigle/sigl.aspx?id=899 arquivo '900] "BAS, Comitato per la liberazione del Sudtirolo"</ref>) e deputada do Parlamento da [[Província autónoma de Bolzano]]. Ela é a primeira filha de [[Georg Klotz]].
 
== BiografíaBiografia ==
 
Eva nasceu em [[1951]], e é a mais velha de seis filhos de [[Georg Klotz]], e sempre defendeu os direitos de autodeterminação dos [[SudtirolBolzano|Bolzaneses]]eses. Ensinou Alemãoalemão, História e Geografiageografia nas escolas secundárias Tirolesas, depois foi professora de História, [[folklorefolclore]] e Filosofiafilosofia na Universidade de [[Innsbruck]].
 
De [[1980]] até [[1983]] Eva Klotz foi conselheraconselheira municpalmunicipal em [[Bolzano]] pelo [[Südtiroler Volkspartei]], e depois deputada no Parlamento Sul-tirolês de [[1983]] até [[1989]]. É neste mesmo ano mesmo que, não combinou mais com as ideais políticas de [[Silvius Magnago]], que deixou o Südtiroler Volkspartei para fundar um outro partido independentista, o Union für Südtirol, de que foi deputada de [[1989]] até [[2007]], quando dividiu-se de Andreas Pöder, e fundou o Süd-Tiroler Freiheit juntamente com Sven Knoll, onde foi novamente eleita deputada em Cunt, [[2008]]<ref>[http://www.provinz.bz.it/vote/landtag2008/prefvt_ld_p3905_vg.htm Vorzugsstimmenergebnisse der Landtagswahl 2008] auf der Website des Landes Südtirol, abgerufen am 1. Februar 2011</ref>.
 
Hoje vive em [[Bolzano]] com oseu segundo, marido Hans Bachmann.
 
== Posições políticas ==
* ''Se [[Georg Klotz|meu pai]] era terrorista, então era tal também [[Giuseppe Garibaldi]]''.
 
Mesmo tendo posições radicais para a autodeterminação do [[Tirol do Sul]], Eva Klotz se distinguiu sempre dos outros políticos de língua alemã que têm posições xenófobasxenofóbicas.
 
== BibliografíaBibliografia ==
 
[[File:Wattkarten des Egon Moroder Rusina.jpg|300px|thumb|Cartas para jogo de mesa, com personagens sudtiroleses famosos, entre os quais [[Reinhold Messner]], Eva Klotz e [[Luis Durnwalder]], desenhadas para [[Egon Rusina]]]]
17

edições