Diferenças entre edições de "Biblioteca acadêmica"

m
→‎Brasil: intuições->instituições
m (adeqaucao 1o paragrafo)
m (→‎Brasil: intuições->instituições)
 
Não se sabe ao certo quais foram as primeiras bibliotecas acadêmicas que surgiram no Brasil, mas foi na segunda metade do século XVI que ao ser instalado o Governo-Geral em Salvador, Bahia, tem-se o desenvolvimento de diferentes áreas da sociedade da época e, a partir disso, observa-se o aparecimento dos livros na vida social, seguidos do surgimento das bibliotecas de modo geral pelos jesuítas por volta de 1549. A partir dos colégios jesuítas, outras instituições de ensino ao surgirem desenvolveram também suas próprias bibliotecas.<ref>{{citar periódico |url=https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/22045/1/ARTIGO_TrajetoriaBibliotecaUniversitaria.pdf |titulo=A trajetória da biblioteca universitária no Brasil no período de 1902 a 2010 |data=10 de agosto de 2016 |acessodata=27 de outubro de 2020 |publicado=Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação |ultimo=Cunha |primeiro=Murilo Bastos da |primeiro2=Fabiele Castelo Branco |ultimo2=Diógenes |issn=1518-2924 |doi=10.5007/1518-2924.2016v21n47p100 |numero=v. 21, n. 47 |formato=pdf}}</ref> Em 1759, porém, com a expulsão dos jesuítas, os acervos de grande parte das instituições foram abandonados, bem como incentivo à criação de novas coleções.[[Ficheiro:Biblioteca UFSC .jpg|miniaturadaimagem|319x319px|Biblioteca Central da [[Universidade Federal de Santa Catarina]].]]
 
Este cenário se manteve até o ano de 1808, o qual com a [[transferência da corte portuguesa para o Brasil]], o acervo da Biblioteca Real Portuguesa é instalado no Rio de Janeiro, dando início à primeira biblioteca real do país (hoje conhecida como a [[Biblioteca Nacional do Brasil|Biblioteca Nacional]]) e retomando a criação de bibliotecas e intuiçõesinstituições de ensino superior a fim de servir à nova capital do Reino de Portugal.<ref name=":2">{{Citar periódico |ultimo=Nunes |primeiro=Martha Suzana Cabral |ultimo2=Carvalho |primeiro2=Kátia de |data=março de 2016 |titulo=As bibliotecas universitárias em perspectiva histórica: a caminho do desenvolvimento durável |url=http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362016000100173&lng=pt&tlng=pt |jornal=Perspectivas em Ciência da Informação |volume=21 |numero=1 |paginas=173–193 |doi=10.1590/1981-5344/2572 |issn=1413-9936 |acessodata=10/12/2019}}</ref>
 
No início do século XX, sob a presidência de [[Campos Sales]] foi aprovada uma legislação voltada ao funcionamento de bibliotecas ligadas à instituições de Ensino Superior: o Código dos Institutos Oficiais do Ensino Superior e Secundário Dependentes do Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Instituído em 1° de janeiro de 1901, o código tratava de várias questões relacionadas ao ensino superior e, em seu décimo-nono capítulo, discutia especificamente o funcionamento das bibliotecas das instituições universitárias (na época, que voltavam-se aos cursos de Direito, Medicina, Engenharia e Minas), e indicava que cada uma dessas instituições deveria contar com pelo menos uma biblioteca voltada ao uso principalmente de seu corpo docente e alunos, e também outras pessoas. <ref name=":1">{{citar periódico |url=https://brapci.inf.br/index.php/res/v/73086 |titulo=Posição da Biblioteca na Organização Operacional da Universidade |data=1975 |acessodata=27 de outubro de 2020 |publicado=Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG |ultimo=Lemos |primeiro=Antônio Agenor Briquet de |primeiro2=Vera Amália Amarante |ultimo2=Macedo |numero=v. 4, n. 1}}</ref> Este código foi de grande importância para as bibliotecas acadêmicas da época, uma vez que o primeiro curso de [[Biblioteconomia]] do país só se inauguraria em 1915 <ref>{{citar web |ultimo= |primeiro= |url=https://www.bn.gov.br/content/primeiro-curso-biblioteconomia |titulo=Primeiro Curso de Biblioteconomia |data= |acessodata=27 de outubro de 2020 |publicado=Biblioteca Nacional}}</ref> e não haviam ainda técnicas bibliotecárias sistematizadas que pudessem administrar o funcionamento dessas instituições. <ref name=":1" />