Gilson Soares Lemes: diferenças entre revisões

7 bytes removidos ,  18h43min de 9 de setembro de 2021
sem resumo de edição
Gilson Soares Lemes ([[Coromandel]], 13 de janeiro de 1964) é jurista, magistrado de carreira e professor universitário, atual presidente do [[Tribunal de Justiça de Minas Gerais]], biênio 2020/2022. Antes, ocupou o cargo de Desembargador Superintendente Adjunto - 2018/2020.<ref> [https://www.conjur.com.br/2020-ago-10/entrevista-gilson-soares-lemes-entrevista-gilson-soares-lemes], ConJur, 10 de agosto de 2020</ref>
 
Foi membro da Corte Eleitoral de MG; Juiz Auxiliar da [[Corregedoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais|Corregedoria]]; juiz de Direito nas ComarcaComarcas de [[Belo Horizonte]], [[Betim]], [[Ituiutaba]], [[Uberlândia]], [[Uberaba]], [[Araguari]] e [[Monte Alegre de Minas]].<ref> Gilson Soares Lemes [https://www.escavador.com/sobre/6263979/gilson-soares-lemes], Escavador, 26 de junho de 2020</ref>
 
Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Uberlândia (1990), é pós-graduado em Direito Processual Civil (1991) pela mesma universidade. Pós-graduado em Direito Constitucional e Direito Imobiliário pela Universidade Gama Filho (2012/2013), em Direito Civil pela Faculdade Cândido Mendes (2013). É mestre em Direito Empresarial pela Faculdade de Direito Milton Campos (2015), e doutorando pela Universidade Autónoma de Lisboa.
== Acordo histórico entre a Vale S.A, o Estado e as instituições públicas ==
 
Em 04 de fevereiro de 2021, Gilson Soares Lemes, na condição de presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, mediou e homologou o maior acordo já realizado no Brasil e na América Latina, entre a entre a [[Vale S.A.]], o Governo de MG, e as instituições públicas, no valor de R$ 37.726.363.136,47 (trinta e sete bilhões, setecentos e vinte e seis milhões, trezentos e sessenta e três mil, cento e trinta e seis reais e quarenta e sete centavos).<ref>
Simone Kafruni [https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2021/02/4904645-por-tragedia-de-brumadinho-vale-pagara-o-maior-acordo-da-america-latina.html], Correio Braziliense, 04 de fevereiro de 2021</ref>
 
52

edições