Diferenças entre edições de "Castelo de Lagos"

 
Em 2018, a Câmara Municipal de Lagos lançou um concurso para obras de remodelação na zona nascente das muralhas de Lagos, junto ao Jardim da Constituição, e que engloba o Torreão da Ribeira, as duas torres albarrãs na Porta de São Gonçalo, a fachada Sul do Castelo dos Governadores mais o seu revelim, e o pano de muralha desde o primeiro torreão até ao Castelo dos Governadores.<ref name=AlgPri2018/> Esta empreitada teve o valor de 140 mil Euros, e um prazo de execução de quatro meses.<ref name=AlgPri2018>{{citar web|titulo=Câmara de Lagos pretende intervir no Pano Nascente da Cerca Medieval das Muralhas|publicado=Algarve Primeiro|data=13 de Julho de 2018|url=https://www.algarveprimeiro.com/d/camara-de-lagos-pretende-intervir-no-pano-nascente-da-cerca-medieval-das-muralhas/22267-4|acessodata=25 de Julho de 2019}}</ref> Em Novembro desse ano, teve lugar em Lagos a reunião anual da associação ''Urban Sketchers'', evento que contou com visitas comentadas a vários monumentos da cidade, incluindo as muralhas e o Castelo dos Governadores.<ref>{{citar web|titulo=Urban Sketchers de todo o país encontram-se em Lagos|publicado=Sul Informação|data=25 de Outubro de 2018|url=https://www.sulinformacao.pt/2018/10/urban-sketchers-de-todo-o-pais-encontram-se-em-lagos/|acessodata=25 de Julho de 2019}}</ref> Em Abril de 2019, a Revista Municipal de Lagos noticiou que a autarquia tinha adjudicado mais duas intervenções nas muralhas, que consistiam namanutenção na Rua da Barroca, e na recuperação do lanço nascente das muralhas.<ref name=RML2019>{{citar jornal|titulo=Intervenções na Muralha de Lagos|jornal=Lagos de Revista Municipal|pagina=19|data=Abril de 2019|publicado=Câmara Municipal de Lagos|local=Lagos}}</ref> Em finais de 2019, foi aprovado o Orçamento e Plano de Actividades para 2020 da Câmara Municipal de Lagos, sendo uma das intervenções previstas o prosseguimento das obras de conservação e valorização das muralhas da cidade.<ref>{{citar jornal|titulo=As prioridades de investimento para 2020|pagina=10|jornal=Lagos: Revista Municipal|número=5|data=Dezembro de 2019|local=Lagos|publicado=Câmara Municipal de Lagos|via=Issuu|url=https://issuu.com/cmlagos/docs/revista_municipal__05|acessodata=11 de Outubro de 2020}}</ref>
 
Em Março de 2021, a [[Câmara Municipal de Lagos]] estava a planear a transformação da área externa às muralhas entre a Rua Infante de Sagres e a Travessa do Cemitério num espaço verde, que deveria ser a terceira e última fase do ''Parque da Cidade''.<ref name=Tomorrow112/> Além de zonas verdes, também estava planeada a instalação de lugares para estacionamento, vias pedestres e para ciclistas, e espaços para eventos.<ref name=Tomorrow112>{{citar web|titulo=Lagos Landscape Improvements|autor=SADLER, Sophie|pagina=10|idioma=en|jornal=Tomorrow Algarve|data=Março de 2021|numero=112|local=Lagos|url=https://tomorrowalgarve.com/magazine/2021/tomorrow-march-2021-edition-web-version.pdf|acessodata=16 de Abril de 2021}}</ref> Também em 2021, a autarquia fez obras de restauro no lanço entre a Porta de São Gonçalo e o Castelo dos Governadores, como parte de um programa de reabilitação das muralhas.<ref>{{citar jornal|titulo=Consolidação da muralha|página=23|jornal=Lagos: Revista Municipal|numero=10|data=Agosto de 2021|local=Lagos|publicado=Câmara Municipal de Lagos|via=Issuu|url=https://issuu.com/cmlagos/docs/lagos-revista-municipal_10|acessodata=22 de Setembro de 2021}}</ref>
 
[[File:Lagos, Portugal - panoramio (8).jpg|thumb|Rua da Capelinha, em 2014. O Baluarte das Portas de Portugal situava-se aproximadamente no local do prédio à esquerda.]]