Diferenças entre edições de "Usuário:Zac Salvatore/Testes/7"

sem resumo de edição
''Reputation'' foi bem sucedido comercialmente, liderando as paradas musicais de mais de dez países e vendendo dois milhões de cópias ao redor do mundo apenas em sua semana de lançamento.<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/business/8046278/taylor-swift-streaming-services-reputation-music-industry-analysis|título=Taylor Swift Schools the Music Industry Once Again, While Streaming Serviced Wring Their Hands|autor=Rob Levine|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=22 de novembro de 2017|acessodata=1º de janeiro de 2018}}</ref> De acordo com a [[International Federation of the Phonographic Industry]] (IFPI), o álbum foi o segundo mais vendidocomprado de 2017 com um total de 4,500 milhões de exemplares vendidosdistribuídos — entre cópiasunidades físicas e digitais —, ficando apenas atrás de ''[[÷ (álbum)|÷]]'', de Ed Sheeran, que comercializou mais de seis milhões.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.ifpi.org/downloads/GMR2018.pdf|título=Global Music Report 2018|publicado=Federação Internacional da Indústria Fonográfica|acessodata=24 de abril de 2018}}</ref>
 
Uma semana antes do lançamento de ''Reputation'', a Big Machine Records constatou para a [[Associated Press]] que a pré-venda do álbum já contabilizava mais de 400 mil unidades nos Estados Unidos, dentre pedidos feitos na [[iTunes Store]], Target, Walmart e a página de Swift. Este número foi o dobro da pré-venda do disco anterior da intérprete, ''1989'', que estreou com um milhão de cópias vendidas na primeira semana em 2014. A ''Target'' também confirmou que a pré-venda do álbum havia sido a maior já realizada em sua história.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/columns/pop/8023099/taylor-swift-reputation-presale-400000-units|título=Pre-Orders for Taylor Swift's 'Reputation' Reach More Than 400,000 units|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=3 de novembro de 2017|acessodata=4 de novembro de 2017}}</ref> Numa reportagem publicada pela ''Billboard'' em 8 de novembro de 2017, dois dias antes do lançamento do disco, o jornalista Ed Christman revelou que a Big Machine esperava dois milhões de cópias vendidas em seus primeiros sete dias nos Estados Unidos — o maior número na primeira semana já registrado por Swift —, mesmo com a recente queda em vendas de álbuns e aumento nos ''streams''.<ref name="2million"/> Christman atribuiu a estimativa ao histórico de grandes estreias da cantora nos Estados Unidos, onde os seus três discos anteriores registraram mais de um 1 milhão de vendas na semana de liberação, e à sua decisão de não lançar um álbum em serviços de ''streaming'' juntamente com as outras plataformas — adotado pela própria em 2014 com ''1989'' e por [[Adele]] com ''[[25 (álbum)|25]]'' em 2015, o qual registrou mais de 3 milhões de cópias em sua estreia. A ''Billboard'' também revelou que a Universal Music enviou entre um milhão e duzentos a um milhão e quinhentos exemplares de CDs às lojas.<ref name="2million">{{citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/business/8030122/taylor-swift-reputation-2-million-album-sales-big-machine|título=Why Taylor Swift's Label Is Predicting 2 Million Album Sales of 'Reputation' Next Week -- And How It Could Come Close|autor=Ed Christman|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=8 de novembro de 2017|acessodata=8 de novembro de 2017}}</ref>
''Reputation'' atingiu o topo do iTunes dos Estados Unidos dentro de apenas seis minutos, batendo o recorde de álbum a conquistar a primeira posição mais rapidamente. Mais de oitocentas mil pessoas tentaram comprar o produto, o que também fez com que o iTunes saísse temporariamente do ar.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.ibtimes.com/taylor-swifts-reputation-crashes-itunes-becomes-bestseller-6-minutes-2613163|título=Taylor Swift's "Reputation" Crashes iTunes, Becomes Bestseller In 6 Minutes|autor=Rishab Jain|publicado=International Business Times|data=10 de novembro de 2017|acessodata=10 de novembro de 2017}}</ref> Segundo dados preliminares da [[Nielsen SoundScan]], o disco vendeu 700 mil cópias apenas em seu primeiro dia, enquanto dois dias depois este número aumentou para mais de novecentas mil.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8031321/taylor-swift-reputation-sold-700000-first-day-nielsen-music-big-machine-records|título=Taylor Swift's 'Reputation' Sold 700,000 on First Day in U.S.|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=11 de novembro de 2017|acessodata=11 de novembro de 2017}}</ref><ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8031451/taylor-swift-reputation-sales-925000-weekend|título=Taylor Swift's 'Reputation' Sales Grow to Over 925,000 in U.S.|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=13 de novembro de 2017|acessodata=13 de novembro de 2017}}</ref> Em 14 de novembro, a ''Billboard'' revelou que, em apenas quatro dias, ''Reputation'' havia vendido mais de um milhão de cópias, tornando-se o álbum mais vendido de 2017 nos Estados Unidos, ultrapassando ''÷'', lançado em março e que havia registrado 912 mil unidades até então. A publicação ainda constatou que, com isso, o disco tornou-se o quarto consecutivo de Swift a vender mais de um milhão de cópias em sua semana de lançamento — em sequência a ''1989'' (2014), ''[[Red (álbum de Taylor Swift)|Red]]'' (2012) e ''[[Speak Now]]'' (2010) —, fazendo dela a primeira artista a realizar tal feito, e do disco o primeiro a conseguir comercializar mais de um milhão de réplicas em uma semana nos últimos dois anos, desde que ''25'', de Adele, registrou 1,500 milhões de cópias em sua quinta semana no pódio.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8038287/taylor-swift-reputation-sold-105-million-copies-first-four-days|título=Taylor Swift's 'Reputation' Sold 1.05M Copies in First Four Days in US, Now 2017's Top Selling Album|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=14 de novembro de 2017|acessodata=14 de novembro de 2017}}</ref>
 
''Reputation'' acabou por estrear na primeira colocação da [[Billboard 200|''Billboard'' 200]] com um 1,200 milhões de unidades equivalentes — dentre cópias físicas, digitais e compras e ''streaming'' de suas faixas —, das quais um milhão e duzentas e dezesseis mil eram de vendas físicas e digitais, tornando-se o quinto disco de Swift a liderar a tabela, e o seu quarto a estrear com mais de um milhão de cópias vendidas.<ref name="bb200"/> Este número foi também o maior desde dezembro de 2015, quando ''25'' estreou com vendas de três milhões de exemplares e o décimo maior desde que a Nielsen SoundScan começou a registrar as vendas nos Estados Unidos em 1991, tornando Swift a única artista a comercializar 1 milhão de cópias por quatro semanas na história da Nielsen SoundScan.<ref name="bb200"/><ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8039676/taylor-swift-reputation-album-sells-12-million-copies-us|título=Official: Taylor Swift's 'Reputation' Album Sells 1.2M Copies in US During First Week|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=20 de novembro de 2017|acessodata=20 de novembro de 2017}}</ref> De acordo com a ''Billboard'', 709 mil compras do disco foram digitais, que foram disponibilizadas apenas no iTunes e na loja oficial da cantora, sendo o terceiro melhor número de vendas digitais da história — atrás de ''25'' (um milhão e seiscentas mil), e ''[[Views]]'', de [[Drake (artista)|Drake]] (oitocentas e vinte cinco mil), 505 mil compras foram físicas — maior registro desde que ''25'' vendeu 1,30 milhões de unidades em sua quinta semana — 13 mil vieram de ''streaming'' das quatro faixas do disco disponíveldisponíveis no formato — "Look What You Made Me Do", "...Ready for It?", "Gorgeous" e "Call It What You Want" — e outras 8 mil vieram das compras das quatro canções supracitadas.<ref name="bb200"/> Segundo a ''[[Forbes]]'', ''Reputation'' vendeu mais do que todos os outros 199 discos combinados naquela edição da ''Billboard'' 200.<ref name="forbes"/> Enquanto o álbum de Swift vendeu um milhão e duzentas e dezesseis mil cópias, todos os outros álbuns venderam um somatório de 700 mil cópias; com ''streams'' adicionados, as compras totais de discos naquela semana foram de 3,300 milhões — mais de um terço do qual foi obtido pelo projeto de Swift. Dentre as vendas físicas e digitais, a publicação constatou que, para cada dez álbuns vendidos na semana em território estadunidense, seis eram ''Reputation''.<ref name="forbes"/> A editora Brittany Hodak notou ainda que o produto registrou vendas duas vezes maiores do que a maior estreia do ano dana ''Billboard'' 200 até então (''[[Damn]]'', de [[Kendrick Lamar]], que debutou com 607 mil exemplares em abril) e um milhão de unidades a mais do que os últimos líderes da parada — [[Sam Smith]], [[Kenny Chesney]] e [[Niall Horan]].<ref name="forbes">{{citar web|língua=en|url=https://www.forbes.com/sites/brittanyhodak/2017/11/20/taylor-swifts-reputation-outsold-every-other-album-on-the-billboard-200-combined/#443cb9285fac|título=Taylor Swift's 'Reputation' Outsold Every Other Album On The Billboard 200 Combined|autor=Brittany Hodak|publicado=''Forbes''|data=20 de novembro de 2017|acessodata=21 de novembro de 2017}}</ref>
 
O projeto permaneceu uma segunda semana no topo da tabela, com 516 mil unidades equivalentes e 230 mil puras, tornando-se o primeiro a liderar por duas edições desde ''[[4:44]]'', de [[Jay-Z]], em julho de 2017, o primeiro de uma cantora a passar mais de uma semana no topo desde ''[[Anti (álbum)|Anti]]'', de Rihanna, em 2016, e o primeiro de uma mulher a ficar na primeira posição em suas duas primeiras semanas desde ''25''.<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8046949/taylor-swift-reputation-billboard-200-second-week|título=Taylor Swift's 'Reputation' Album Spends Second Week at No. 1 on Billboard 200 Chart|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=26 de novembro de 2017|acessodata=26 de novembro de 2017}}</ref> Após três semanasedições no cume da ''Billboard'' 200, ''Reputation'' caiu para a 3ª posição com setenta mil cópias puras e cento e doze mil equivalentes,<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8062850/u2-songs-of-experience-billboard-200-chart|título=U2 Scores Eighth No. 1 Album on Billboard 200 Chart With 'Songs of Experience'|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=10 de dezembro de 2017|acessodata=1º de janeiro de 2018}}</ref> ficando na vice-liderança nas duas semanas seguintes com 100 mil vendas na primeira e 130 mil na segunda.<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8070855/luke-bryan-no-1-album-billboard-200-chart|título=Luke Bryan Lands Fourth No. 1 Album on Billboard 200 Chart With 'What Makes You Country'|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=18 de dezembro de 2017|acessodata=1º de janeiro de 2018}}</ref><ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8078652/eminem-revival-debuts-at-no-1-on-billboard-200-albums-chart-g-eazy|título=Eminem's 'Revival' Debuts at No. 1 on Billboard 200 Chart, G-Eazy & Jeezy Bow in Top 10|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=24 de dezembro de 2017|acessodata=1º de janeiro de 2018}}</ref> O conjunto retornou ao topo da tabela na atualização de 6 de janeiro de 2018 com 107 mil unidades equivalentes e 79 mil puras, totalizando quatro semanasedições consecutivas nano primeiraposto colocaçãomáximo; com isso, tornou-se o primeiro disco desde ''[[Starboy]]'', de [[The Weeknd]], a conquistar quatro ediçõesatualizações no pódio.<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/8085631/taylor-swift-reputation-returns-to-no-1-on-billboard-200-album-chart-huncho-jack|título=Taylor Swift's 'Reputation' Returns to No. 1 on Billboard 200, Huncho Jack Debuts at No. 3|autor=Keith Caulfield|obra=Billboard|publicado=Prometheus Global Media|data=31 de dezembro de 2017|acessodata=1º de janeiro de 2017}}</ref> Com 1,900 milhões de cópias puras distribuídas, ''Reputation'' foi o mais comprado nos Estados Unidos em 2017 e fez de Swift a primeira artista a ter o álbum mais vendido do ano com três títulos diferentes, tendo conquistado o feito anteriormente em 2009 com ''[[Fearless (álbum de Taylor Swift)|Fearless]]'' e em 2014 com ''1989''.<ref>{{citar web|língua=en|url=https://www.forbes.com/sites/hughmcintyre/2018/01/10/taylor-swift-is-the-first-artist-to-score-the-years-bestselling-album-with-3-different-titles/#2314293850e2|título=Taylor Swift Is The First Artist To Score 3 Year-End Bestsellers With Different Albums|autor=Hugh McIntyre|publicado=''[[Forbes]]''|data=10 de janeiro de 2018|acessodata=11 de janeiro de 2018}}</ref>
 
No Canadá, 55 mil cópias do produto foram adquiridas no dia de seu lançamento.<ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.fyimusicnews.ca/articles/2017/11/12/first-day-sales-swifts-reputation-through-roof|título=First Day Sales for Taylor Swift's 'Reputation' Through the Roof|autor=David Farrell|publicado=FYI Music|data=12 de novembro de 2017|acessodata=14 de novembro de 2017}}</ref> ''Reputation'' estreou na colocação máxima da [[Canadian Albums Chart|parada canadense de álbuns]] com oitenta e um mil cópias comercializadas, obtendo a melhor semana de vendas desde ''Views'', de Drake, que estreou no pódio com cento e dez mil vendas.<ref name="canada"/> No Reino Unido, vendeu 65 mil réplicas em seus primeiros três dias e culminou na [[UK Albums Chart|parada britânica]], dando à cantora seu terceiro número um no país, em sequência a ''1989'' (2014) e ''Red'' (2012), e marcando a quinta maior estreia de um disco na tabela em 2017, atrás de ''÷'', ''Human'', de [[Rag'n'Bone Man]], ''As You Were'', de [[Liam Gallagher]], e ''[[The Thrill of It All]]'', de Sam Smith.<ref name="uk"/><ref>{{citar web|língua=en|url=http://www.officialcharts.com/chart-news/taylor-swifts-reputation-is-heading-for-number-1-on-the-uks-official-albums-chart__20994/|título=Taylor Swift's Reputation is heading for Number 1 on the UK's Official Albums Chart|autor=Rob Copsey|publicado=The Official Charts Company|data=13 de novembro de 2017|acessodata=13 de novembro de 2017}}</ref><ref name="uk"/> Mais tarde, a [[British Phonographic Industry]] (BPI) certificou-o com um certificado de platina, em reconhecimento às trezentas mil unidades comercializadas nesse território.<ref name="BPI"/> Na França, estreou no 11° posto da parada de discos da [[Syndicat National de l'Édition Phonographique]] (SNEP), com mais de sete mil vendas.<ref>{{citar web|url=http://www.chartsinfrance.net/actualite/news-105571.html|título=Top Albums : Louane numéro un devant M. Pokora, Taylor Swift loupe le top 10|publicado=Charts in France|acessodata=30 de novembro de 2017}}</ref>