Diferenças entre edições de "Usuário:Zac Salvatore/Testes/7"

Etiqueta: Hiperligações de desambiguação
| align = right
}}
Devido à ausência de divulgação em programas televisivos — algo que o seu antecessor, ''Ultraviolence'', também experimentou —, ''Honeymoon'' registrou desempenho comercial extremamente inferior aos trabalhos precedentes de Lana Del Rey.<ref>{{Citar web|URL=http://www.chartsinfrance.net/Lana-Del-Rey/news-100240.html|autor=Yohann Ruelle|data=28 de dezembro de 2015|título=Les Albums 2015: Lana Del Rey paralysée sur "Honeymoon"|língua=fr|publicado=Charts In France|acessodata=13 de março de 2016}}</ref> Ainda assim, as estimativas do ''site'' [[Hits Daily Double]], divulgadas em 19 de setembro, apontavam para a estreia do disco na primeira posição da [[Billboard 200|''Billboard'' 200]], nos [[Estados Unidos]], com cerca de 110-115 mil cópias comercializadas.<ref>Brian Cantor (19/09/2015). "[http://www.newsjs.com/url.php?p=http://headlineplanet.com/home/2015/09/19/lana-del-reys-honeymoon-now-pacing-for-110-115k-sales-gilmour-mac-miller-shinedown-follow/ Lana Del Rey's 'Honeymoon' Now Pacing for 110-115K Sales; Gilmour, Mac Miller, Shinedown Follow]" {{en}}. ''Hits Daily Double''. Headline Planet. Consultado em 10 de agosto de 2016.</ref> Em 21 do mesmo mês, o lançamento inesperado do disco ''[[What a Time to Be Alive]]'', um projeto colaborativo do ''rapper'' canadense [[Drake (artista)|Drake]] com o americano [[Future]], levou a ''Billboad'' a cogitar a estreia de ''Honeymoon'' em segundo lugar, com vendas inferiores a 120 mil unidades.<ref>Keith Caulfield (21/09/2015). "[http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/6700807/drake-future-album-number-1-debut Surprise Drake & Future Album Heading for Big No. 1 Debut on ''Billboard'' 200 Chart]" {{en}}. ''Billboard''. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 10 de agosto de 2016.</ref> Como previsto pela revista, o disco conseguiu estrear na vice-liderança da tabela, com mais de 116 mil unidades vendidas. Desse total, 90,5% corresponderam às vendas físicas e digitais do disco e os 9,5% restantes, às audições realizadas em serviços ''[[streaming]]s'' e às vendas de suas faixas. Consequentemente, tornou-se o disco com a segunda melhor semana de estreia de Del Rey em território americano, atrás apenas de ''Ultraviolence'', que alcançara o topo da supracitada tabela em 2014 ao vender 182 mil cópias. A obra apenas perdeu o primeiro lugar para ''What a Time to Be Alive'', que comercializou 375 mil unidades.<ref name="RefBill">{{Citar web|língua=en|url=http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/6708140/billboard-200-top-10-debuts-drake-future-lana-del-rey-mac-miller|título=Seven Debuts Hit Top 10 of ''Billboard'' 200 Chart, Led by Drake & Future, Lana Del Rey and Mac Miller|autor=Keith Caulfield|publicado=''Billboard''. Nielsen Business Media, Inc|data=27 de setembro de 2015|acessodata=8 de fevereiro de 2016}}</ref> Aqueles números, no entanto, foram suficientes para colocá-lo na primeira posição da [[Billboard|Alternative Albums]].<ref name="RefAL">{{citar web|URL=http://www.billboard.com/artist/306420/Lana+Del+Rey/chart?f=794|autor=Nielsen Business Media, Inc|língua=en|título=Alternative Albums - Lana Del Rey - Chart History|obra=Billboard |acessodata=10 de outubro de 2015}}</ref> No [[Canadá]], ''Honeymoon'' vendeu quinze mil réplicas em sua semana de lançamento e estreou em terceiro lugar na [[Canadian Albums Chart]].<ref>{{Citar web|URL=http://web.archive.org/web/20151017041538/http://www.fyimusicnews.ca/articles/2015/09/29/charts-week-drake-biebs-have-no-1s|data=29 de setembro de 2015|título=On the Charts This Week: Drake, Biebs Have No. 1s|língua=en|publicado=FYIMusicNews|acessodata=19 de Julho de 2016}}</ref>
 
No [[continente europeu]], as vendas de ''Honeymoon'' também foram afetadas por sua não-promoção. No [[Reino Unido]], por exemplo, o disco converteu-se no primeiro lançamento de Lana Del Rey a não estrear em primeiro lugar na [[UK Albums Chart]].<ref name="RefUK">{{Citar web|URL=http://www.officialcharts.com/artist/7180/lana-del-rey/|autor=Official Charts Company|título=UK Albums Chart - Lana Del Rey - Chart History|língua=en |publicado=British Phonographic Industry|acessodata=13 de março de 2016}}</ref> Com {{fmtn|28391}} exemplares exportados em seus primeiros sete dias de distribuição,<ref name="RefHITS">{{Citar web|URL=http://hitsdailydouble.com/news&id=297770|data=21 de setembro de 2015|título=U.K. Midweeks: Will Drake-Future Prevent Filmour From a Chart Lock?|língua=en|publicado=HITS Daily Double|acessodata=13 de março de 2016}}</ref> acabou por alcançar a vice-liderança da tabela, atrás de ''[[Rattle That Lock]]'', do britânico [[David Gilmour]], que vendeu vinte mil unidades a mais.<ref>{{Citar web|URL=http://www.billboard.com/articles/columns/chart-beat/6708080/david-gilmour-lana-del-rey-uk-albums-chart|autor=Paul Sexton|data=25 de setembro de 2015|título=David Gilmour Beats Lana Del Rey on U.K. Albums Chart|língua=en|publicado=''Billboard''. Nielsen Business Media, Inc|acessodata=8 de fevereiro de 2016}}</ref> Em dezembro, foi condecorado com disco de prata pela [[British Phonographic Industry]] em referências às vendas de sessenta mil cópias em território britânico.<ref>"[http://www.bpi.co.uk/certified-awards/search.aspx Certified Awards : Lana Del Rey - Honeymoon]" {{en}}. British Phonographic Industry. Consultado em 10 de agosto de 2016.</ref> ''Honeymoon'' também estreou na vice-liderança na [[Escócia|escocesa]] [[Scottish Singles and Albums Charts|Scottish Albums Charts]], uma vez mais impedido por ''Rattle That Lock'' de alcançar o ápice,<ref name="SC"/> feito este que se repetiu nas regiões de [[Flandres]] e [[Valônia]], na [[Bélgica]], e em território [[Itália|italiano]].<ref name="FL"/><ref name="VL"/><ref name="IT"/> Em [[França]], onde a cantora estabeleceu recordes de vendas com a estreia de ''Born to Die'', em fevereiro de 2012, ''Honeymoon'' atingiu a terceira colocação da lista compilada pela [[Syndicat National de l'Édition Phonographique]] (SNEP), com pouco mais de onze mil exemplares vendidos.<ref>{{Citar web|URL=http://www.chartsinfrance.net/actualite/news-99099.html|autor=Charles Decant|data=28 de setembro de 2015|título=Top Albums: David Gilmour détrône Maître Gims, Lana Del Rey timide, Chimène Badi chute|língua=fr|publicado=Charts In France|acessodata=13 de março de 2016}}</ref> Devido ao declínio de suas vendas para pouco mais de quatro mil cópias — 60% a menos em relação à semana anterior —, o disco caiu para o sétimo lugar em 5 de outubro e encerrou 2015 com 35 mil cópias comercializadas em território francês.<ref>{{Citar web|URL=http://www.chartsinfrance.net/actualite/news-99212.html|autor=Charles Decant|data=5 de outubro de 2015|título=Top Albums: L'album "Corsu - Mezu Mezu" en tête, Alonzo et Lana Del Rey chutent|língua=fr|publicado=Charts In France|acessodata=28 de Julho de 2016}}</ref><ref>{{Citar web|URL=http://www.chartsinfrance.net/actualite/news-100310.html|autor=Matthieu Renard|data=23 de dezembro de 2015|título=Quels sont les flops musicaux de 2015? Tous les chiffres!|língua=fr|publicado=Charts In France|acessodata=19 de Julho de 2016}}</ref> Na [[Noruega]], onde ''Born to Die'' e ''Ultraviolence'' estrearam em primeiro lugar em 2012 e 2014, respectivamente, ''Honeymoon'' debutou em sétimo lugar, em 27 de setembro.<ref>"[http://lista.vg.no/artist/lana-del-rey/5838 VG-Lista - Lana Del Rey - Chart History] {{Wayback|url=http://lista.vg.no/artist/lana-del-rey/5838# |date=20160828083814 }}" {{no}}. VG-Lista. Consultado em 10 de agosto de 2016.</ref> Apesar de ter-se alçado à sexta colocação na semana seguinte, tornou-se o primeiro disco da cantora a não alcançar as cinco primeiras posições da [[VG-lista|VG-Lista]], a tabela oficial norueguesa.<ref>"[http://lista.vg.no/artist/lana-del-rey/album/honeymoon/13640#graph VG-Lista - Lana Del Rey - Honeymoon] {{Wayback|url=http://lista.vg.no/artist/lana-del-rey/album/honeymoon/13640#graph |date=20160828050646 }}" {{no}}. VG-Lista. Consultado em 10 de agosto de 2016.</ref>