Diferenças entre edições de "Rebeca Andrade"

(→‎Sênior: Correção de erro)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Biografia ==
Rebeca tem sete irmãos e começou a treinar aos quatro anos no Ginásio Bonifácio Cardoso, em um projeto social de iniciação ao esporte da prefeitura de Guarulhos, em São Paulo, onde ficou conhecida como a "Daianinha de Guarulhos", umaem referênciaalusão ao ícone da ginástica brasileiraà [[Daiane dos Santos.]],<ref>{{Citar web |url=https://www.metropoles.com/esportes/toquio-2020/rebeca-andrade-das-dificuldades-a-medalha-olimpica-na-ginastica |titulo=Rebeca Andrade: das dificuldades à medalha olímpica na ginástica |data=2021-07-29 |acessodata=2021-07-29 |website=Metrópoles |lingua=pt-BR}}</ref> uma de suas ídolas na ginástica, com quem chegou a treinar em 2009.<ref>{{Citar web |url=https://guarulhosweb.com.br/em-2009-rebeca-andrade-se-encantava-com-daiane-dos-santos-e-lais-souza-em-guarulhos/|titulo=Em vídeo de 2009, Rebeca Andrade se rendia ao encanto de Daiane e Laís Souza em Guarulhos |data=2021-07-28 |acessodata=2021-07-29 |website=Guarulhos Web|lingua=pt-BR}}</ref>
 
Em 2012, com apenas 13 anos e em seu primeiro campeonato como profissional, Rebeca tornou-se campeã do Troféu Brasil de Ginástica Artística, superando ginastas de renome no cenário nacional, como [[Jade Barbosa]] e [[Daniele Hypólito]].<ref>{{citar web |url=http://www.lancenet.com.br/minuto/Rebeca-Andrade-Trofeu-Brasil-Ginastica_0_707329328.html |publicado=Lancenet.com.br[[Lance!]] |autor= |obra= |título=Rebeca Andrade é campeã do Troféu Brasil de Ginástica |data= |acessodata=28 de maio de 2012}}</ref><ref>{{citar web |url=http://esportes.terra.com.br/jogos-olimpicos/londres-2012/noticias/0,,OI5796937-EI19410,00-Ginasta+de+anos+desbanca+Hypolito+e+Jade+no+Trofeu+Brasil.html |publicado=Terra Esportes.terra.com.br |autor= |obra= |título=Ginasta de 13 anos desbanca Hypolito e Jade no Troféu Brasil |data= |acessodata=28 de maio de 2012}}</ref>
 
Em abril de 2015 estreou nas competições adultas internacionais na Copa do Mundo de Ginástica, em [[Ljubljana]], na [[Eslovênia]], onde competiu nas finais das paralelas assimétricas ficando em terceiro lugar com 12 800 pontos, conquistando a medalha de bronze.<ref name=>{{citar web|url=http://sportv.globo.com/site/eventos/copa-do-mundo-de-ginastica/noticia/2015/04/apesar-dos-erros-rebeca-andrade-conta-com-falhas-das-rivais-e-e-bronze.html|titulo= Em estreia internacional como adulta, Rebeca Andrade fica com o bronze|data=4 de abril de 2015 |publicado=SporTV |acessodata=5 de abril de 2015}}</ref> Em 13 de maio de 2017, na etapa de [[Koper]], também na [[Eslovênia]], Rebeca conquistou sua primeira medalha de ouro nas competições adultas após conquistar a prova de salto sobre a mesa.<ref>{{Citar periódico|titulo=Com ótimas notas, Rebeca é campeã do salto na Copa do Mundo de Koper|jornal=sportv.comSporTV|url=http://sportv.globo.com/site/eventos/copa-do-mundo-de-ginastica/noticia/2017/05/com-otimas-notas-rebeca-andrade-conquista-o-ouro-no-salto-na-eslovenia.html|idioma=pt-BR}}</ref>
 
Nos [[Jogos Olímpicos de 2020]], Rebeca fez história ao conquistar uma inédita primeira medalha da ginástica feminina em Olímpiadas. Na disputa do [[Ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 - Individual geral feminino|Individual Geral]] ficou com a prata.<ref>{{Citar periódico|titulo=Rebeca Andrade conquista a medalha de prata para o Brasil na ginástica|jornal=UOL|url=https://www.uol.com.br/esporte/olimpiadas/ultimas-noticias/2021/07/29/rebeca-andrade-conquista-a-medalha-de-prata-para-o-brasil-na-ginastica.htm|idioma=pt-BR}}</ref> Já na disputa do [[Ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 - Salto feminino|salto]], foi medalhista de ouro, tornando-se a primeira mulher ginasta campeã olímpica do Brasil e a primeira atleta brasileira com duas medalhas em uma mesma Olímpiada.<ref>{{Citar periódico|titulo=Rebeca Andrade: conheça os saltos do ouro nas Olimpíadas|jornal=GE|url=https://ge.globo.com/olimpiadas/noticia/rebeca-andrade-conheca-os-saltos-do-ouro-nas-olimpiadas.ghtml|idioma=pt-BR}}</ref><ref>{{Citar periódico|titulo=Rebeca Andrade é 1ª brasileira a ganhar duas medalhas em uma única edição das Olimpíadas|jornal=GE|url=https://ge.globo.com/olimpiadas/noticia/rebeca-andrade-e-1a-brasileira-a-ganhar-duas-medalhas-em-uma-unica-edicao-das-olimpiadas.ghtml|idioma=pt-BR}}</ref> Rebeca foi confirmada como porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de encerramento da [[Tóquio 2020]].<ref>{{Citar web |url=https://ge.globo.com/olimpiadas/noticia/rebeca-andrade-sera-porta-bandeira-do-brasil-em-cerimonia-de-encerramento-das-olimpiadas.ghtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=globoesporte_rg|titulo=Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil em cerimônia de encerramento das Olimpíadas|data=04-08-2021|acessodata=2021-08-04|website=geGlobo Esporte|lingua=pt-br}}</ref>
 
==Histórico competitivo==
10 021

edições