Diferenças entre edições de "LaserDisc"

1 716 bytes adicionados ,  9 outubro
sem resumo de edição
[[Imagem:LDDVDComparison-mod.png|280px|direita|thumb|Comparação de escala entre um Laserdisc e um DVD]]'''Laserdisc (LD)''' é um formato de [[Home video|vídeo doméstico]] e o primeiro meio de armazenamento de [[disco óptico]] comercial, inicialmente licenciado, vendido e comercializado como ''MCA DiscoVision'' (também conhecido simplesmente como “DiscoVision”) nos Estados Unidos em 1978. Seu diâmetro normalmente mede 30 centímetros. Ao contrário da maioria dos padrões de disco óptico, o LaserDisc não é totalmente [[Dados digitais|digital]] e, em vez disso, requer o uso de sinais de vídeo analógicos.
'''LD''' ou '''Laserdisc''' foi o primeiro [[disco óptico]] de armazenamento de [[som|áudio]] e [[vídeo]] disponível ao público. A [[tecnologia]] foi demonstrada em [[1972]] num protótipo das empresas [[Music Corporation of America|MCA]] e [[Philips]] e estava disponível no mercado a partir de dezembro de [[1978]] em [[Atlanta]], [[Geórgia (Estados Unidos)|Geórgia]] nos [[Estados Unidos]] como ''MCA DiscoVision''.
 
Embora o formato fosse capaz de oferecer vídeo e áudio de maior qualidade do que seus rivais de consumo, as fitas de vídeo [[Video Home System|VHS]] e [[Betamax]], o LaserDisc nunca conseguiu ser amplamente utilizado na América do Norte, em grande parte devido aos altos custos dos aparelhos reprodutores e dos próprios títulos de vídeo e à incapacidade de gravar programas de TV.<ref>{{Citation|title=The Last Laserdisc: Are LaserDisc Players the way of the future? (1992)|url=https://www.youtube.com/watch?v=ZOJ5h0EC9Nc|accessdate=2021-10-09|language=pt-BR}}</ref> No entanto, acabou ganhando alguma força naquela região e se tornou um pouco popular na década de 1990. Também não foi um formato popular na Europa, na Austrália e na América do Sul.
Neste mesmo ano a [[Pioneer|Pioneer Electronics]] também licenciou o formato e passou a distribuí-lo como ''Laser Videodisc''. Em [[1980]] o nome foi resumido para ''LaserDisc'' e logo depois em [[1981]] para ''Laserdisc'' sem letras maiúsculas no meio.
 
[[Imagem:LDDVDComparison-mod.png|280px|direita|thumb|Comparação de escala entre um Laserdisc e um DVD]]
Em contraste, o formato era muito mais popular no [[Japão]] e nas regiões mais ricas do [[Sudeste Asiático]], como [[Hong Kong]], [[Singapura]] e [[Malásia]], e era o meio de locação de vídeo predominante em Hong Kong durante a década de 1990.<ref>{{citar web |url=http://ww.itimes.com/lifestyle/laserdisc/followers |titulo=Followers of LaserDisc Interest |website=itimes |lingua=en |arquivourl=https://web.archive.org/web/20140728191025/http://ww.itimes.com/lifestyle/laserdisc/followers |arquivodata=28.07.2014 |urlmorta=yes}}</ref> Sua qualidade superior de vídeo e áudio tornou-o uma escolha popular entre videófilos e entusiastas de filmes durante sua vida útil.<ref>{{Citar web |ultimo= |url=https://mediageek.net/2009/01/i-think-i-must-admit-that-laserdisc-is-dead/ |titulo=I Think I Must Admit that Laserdisc Is Dead |data=2009-01-15 |acessodata=2021-10-09 |website=mediageek |lingua=en-US}}</ref> As tecnologias e conceitos por trás do LaserDisc foram a base para formatos de disco óptico posteriores, incluindo [[Compact disc|Compact Disc]] (CD), [[DVD]] e [[Disco Blu-ray|Blu-ray]] (BD).
 
== Histórico ==
3 598

edições