Diferenças entre edições de "Decibel"

O decibel pode expressar uma alteração no valor (por exemplo, +1&nbsp;dB ou &minus;1&nbsp;dB) ou um valor absoluto. No último caso, o valor numérico expressa a proporção de um valor para um valor de referência fixo; quando usado dessa forma, o símbolo da unidade geralmente é sufixado com códigos de letras que indicam o valor de referência. Por exemplo, para o valor de referência de 1&nbsp;[[volt]], um sufixo comum é "[[#Voltagem|V]]" (por exemplo, "20&nbsp;dBV")<ref name="clqgmk"/><ref>[http://physics.nist.gov/cuu/pdf/sp811.pdf Thompson and Taylor 2008, Guide for the Use of the International System of Units (SI), NIST Special Publication SP811] {{Webarchive|url=https://web.archive.org/web/20160603203340/http://physics.nist.gov/cuu/pdf/sp811.pdf |date=2016-06-03 }}.</ref>
 
A definição do decibel originou-se na medição da perda de transmissão e potência na [[telefonia]] do início do século 20XX no [[Bell System]] nosdos Estados Unidos. O ''bel'' foi assim designado em homenagem a [[Alexander Graham Bell]], mas o bel raramente é usado. Em vez disso, o decibel é usado para uma ampla variedade de medições em ciência e [[engenharia]], mais frequentemente em [[acústica]], [[eletrónica]] e [[teoria de controlo]]. Na eletrónica, os [[Ganho (eletrónica)|ganhos]] dos amplificadores, a [[atenuação]] dos sinais e a [[relação sinal-ruído]] são grandezas frequentemente expressas em decibéis.
Dois tipos principais de escala em decibel são de uso comum: (1) as derivadas de uma relação de potência; e (2) as derivadas de níveis de potência-raiz. Ao expressar uma relação de potência, ela é definida como dez vezes o [[Logaritmo comum|logaritmo na base 10]].<ref> {{citar livro | título = Padrão IEEE 100: um dicionário de padrões e termos IEEE | edição = 7º | publisher = The Institute of Electrical and Electronics Engineering | location = New York | year = 2000 | isbn = 978-0-7381-2601-2 | page = 288}} </ref><ref>{{cite book |title=IEEE Standard 100: a dictionary of IEEE standards and terms |edition=7th |publisher=The Institute of Electrical and Electronics Engineering |location=New York |year=2000 |isbn=978-0-7381-2601-2 |page=288}}</ref> Ou seja, uma mudança na ''potência'' por um fator de 10 corresponde a uma mudança de nível de 10&nbsp;dB. Ao expressar grandezas de potência-raiz, uma mudança na ''amplitude'' por um fator de 10 corresponde a uma mudança de nível de 20&nbsp;dB. As escalas de decibéis diferem por um fator de dois, de modo que a potência relacionada e os níveis de potência-raiz mudam pelo mesmo valor em sistemas lineares, onde a potência é proporcional ao quadrado da amplitude.
 
Dois tipos principais de escala em decibel são de uso comum: (1) as derivadas de uma relação de potência; e (2) as derivadas de níveis de potência-raiz. Ao expressar uma relação de potência, elacada nível é definidadefinido como dez vezes o [[Logaritmo comum|logaritmo na base 10]].,<ref> {{citar livro | título = Padrão IEEE 100: um dicionário de padrões e termos IEEE | edição = 7º | publisher = The Institute of Electrical and Electronics Engineering | location = New York | year = 2000 | isbn = 978-0-7381-2601-2 | page = 288}} </ref><ref>{{cite book |title=IEEE Standard 100: a dictionary of IEEE standards and terms |edition=7th |publisher=The Institute of Electrical and Electronics Engineering |location=New York |year=2000 |isbn=978-0-7381-2601-2 |page=288}}</ref> Ouou seja, uma mudança na ''potência'' por um fator de 10 corresponde a uma mudança de nível de 10&nbsp;dB. Ao expressar grandezas de potência-raiz, uma mudança na ''amplitude'' por um fator de 10 corresponde a uma mudança de nível de 20&nbsp;dB. AsEm escalasconsequência, os dois tipos de escalas em decibéis diferem por um fator de dois, de modo que a potência relacionada e os níveis de potência-raiz mudam pelo mesmo valor em sistemas lineares, onde a potência éseja proporcional ao quadrado da amplitude.
A definição do decibel originou-se na medição da perda de transmissão e potência na [[telefonia]] do início do século 20 no [[Bell System]] nos Estados Unidos. O ''bel'' foi assim designado em homenagem a [[Alexander Graham Bell]], mas o bel raramente é usado. Em vez disso, o decibel é usado para uma ampla variedade de medições em ciência e [[engenharia]], mais frequentemente em [[acústica]], [[eletrónica]] e [[teoria de controlo]]. Na eletrónica, os [[Ganho (eletrónica)|ganhos]] dos amplificadores, a [[atenuação]] dos sinais e a [[relação sinal-ruído]] são grandezas frequentemente expressas em decibéis.
 
{| class="wikitable" style="width:0; font-size:85%; float: right; margin-left:1em"
 
<!-----------------
==História==
=={{anchor|MSC|TU|bel}}History==
The decibel originates from methods used to quantify signal loss in telegraph and telephone circuits. Until the mid-1920s, the unit for loss was ''Miles of Standard Cable'' (MSC). 1&nbsp;MSC corresponded to the loss of power over one [[mile]] (approximately 1.6&nbsp;km) of standard telephone cable at a frequency of {{val|5000}}&nbsp;[[radian]]s per second (795.8&nbsp;Hz), and matched closely the smallest attenuation detectable to a listener. A standard telephone cable was "a cable having uniformly distributed resistance of 88&nbsp;ohms per loop-mile and uniformly distributed [[shunt (electrical)|shunt]] [[capacitance]] of 0.054&nbsp;[[microfarad]]s per mile" (approximately corresponding to 19&nbsp;[[wire gauge|gauge]] wire).<ref>{{cite book |last=Johnson |first=Kenneth Simonds |title=Transmission Circuits for Telephonic Communication: Methods of analysis and design |date=1944 |publisher=[[D. Van Nostrand Co.]] |location=New York |page=10}}</ref>