Nequerofrés: diferenças entre revisões

9 462 bytes adicionados ,  13h02min de 3 de novembro de 2021
Ajustes + melhorias ao artigo
(Ajustes + melhorias ao artigo)
{{Info/Nobre
{{sem-fontes|data=Janeiro de 2011}}
| imagem = Estela del faraón Sanakht, British Museum.jpg
{{Info/Biografia/Wikidata}}
| imagem-tamanho = 300px
| legenda = Fragmento de relevo de Nequerofrés na pose de ferir um inimigo. Originalmente do [[Sinai]], agora EA 691 em exibição no [[Museu Britânico]].
| nome = Nequerofrés
| sucessão = [[Faraó do Egito]]
| reinado = 19 ou 20 anos de acordo com o [[Cânone de Turim]], começando em {{AC|2650|X}}
| antecessor = incerto;
* [[Tireis]] <small>(provavelmente)</small>
* [[Mesócris]] (?)
* [[Joser]] (?)
|antes=* [[Quenerés]] (?)
| sucessor = incerto;
* [[Mesócris]] <small>(provavelmente)</small>
* [[Tireis]] (?)
* [[Huni]] (?)
* [[Quenerés]] (?)
* [[Caejete]] (?)
* [[Joser]] (?)
| dinastia = {{Lknb|III|dinastia|egípcia}}
| local de enterro = mastaba K2 em [[Beit Khallaf|Beite Calafe]] (?)
| pai = [[Quenerés]] (?)
| mãe = [[Nimaatape]] (?)
| nome_horus = Hórus Nequerofrés (Sanaquete)<br/>(''Ḥr-S3.nḫt'')<br/>''Hórus, o vitorioso protetor''<br/><hiero>G5-V18-N35:M3</hiero>
}}
 
'''Nequerofrés''' ({{langx|grc|''Necherophres''}}) ou '''Sanaquete''' ({{langx|egy|''Ḥr-S3.nḫt''|4=''Sanakht''}}), geralmente identificado como '''NebecaNebecá''' (''Nebka''), foi um [[faraó]] da [[III dinastia egípcia]]. A posição entre os dois nomes (Sanaquete e Nebecá) na ordem de sucessão ainda é duvidosa. Contudo, o nome Sanaquete é atestado em monumentos contemporâneos pelo seu nome Hórus.{{Sfn|Wilkinson|2002|p=86}}
 
O egiptólogo americano [[Toby Wilkinson]] afirma que outros nomes de Nequerofrés são incertos, apesar do fragmento do selo da mastaba K2 em [[Beit Khallaf|Beite Calafe]] mostre que o [[sereque]] do rei está voltado para o fundo do cartucho. Como o sinal na parte inferior do cartão lembra o antigo sinal de cá, o nome foi restaurado para Nebecá e usado como o nome ''nswt-bity'' de Hórus Sanaquete.{{Sfn|Wilkinson|2002|p=86}}
A lista real de Abido e o Cânone de Turim referem-se a este faraó como Nebka, mas em documentos da época este faraó surge com o nome de Hórus Nequerofrés. Não se sabe por isso se os dois nomes correspondem à mesma pessoa ou a pessoas diferentes.
 
== Reinado ==
Estas duas fontes apresentam-no como fundador desta dinastia, embora alguns investigadores o coloquem na quarta posição.
[[Ficheiro:Seal Sanakht.png|miniaturadaimagem|166x166px|Fragmento de selo de argila com o [[sereque]] de Nequerofrés da mastaba K2 em [[Beit Khallaf|Beite Calafe]].]]
Segundo o [[Papiro de Turim|Cânone de Turim]] e com o historiador [[Manetão]], Nebecá foi o antecessor de [[Joser]], que fundou a III dinastia. Porém, outras listas reais não o mencionam, enquanto o [[Papiro Westcar]] menciona Nebecá depois de Joser e de [[Huni]]. As fontes arqueológicas contradizem este relato, colocando Nequerofrés após Joser, mais no final da dinastia e antecedido por Huni.{{Sfn|The Ancient Egypt Site|name=TAES}}
 
Se neste caso a identificação de Nequerofrés com Nebecá for exata e que o Cânone se extraviou do rei, então pode-se confirmar que Nequerofrés tenha reinado por 19 ou 20 anos.{{Sfn|The Ancient Egypt Site|name=TAES}}{{Sfn|The Ancient Egypt Site (a)}}
O Cânone de Turim atribui-lhe um reinado de dezenove anos. O seu nome não surge na Pedra de Palermo, uma importante fonte de estudo da história egípcia. Segundo Jaromir Malek, terá reinado entre 2647-2628 a.C.
 
== Identidade ==
As informações são escassas sobre o reinado deste rei. O seu nome surge numa pequena pirâmide na ilha nilótica de [[Elefantina]], no sul do Egito. No [[Sinai]] foi encontrado um fragmento de um relevo que retrata o rei com a dupla coroa a destruir um inimigo, o que pode indicar actividades de exploração das minas da região durante o seu reinado ou actividade militar.
[[Ficheiro:Sanakht Relief.png|esquerda|miniaturadaimagem|194x194px|Representação do relevo de Nequerofrés encontrado em [[Uádi Magaré]]]]
Existem alguns problemas com o reinado de Nequerofrés e sua cronologia. O nome de Nequerofrés (Hórus Sanaquete) não pode ser definitivamente vinculado a nenhum dos nomes mencionados na lista do rei. Com base na fonte da parte que contém o nome Nequerofrés e a palavra terminada com o elemento cá, alguns estudiosos acreditam que Nequerofrés é o nome de Hórus do rei Nebecá conhecido apenas na lista dos reis. No entanto, o símbolo cá faz parte de uma palavra que soletra mefecate, que significa "turquesa", que é o principal mineral que os egípcios procuravam na [[Sinai|Península do Sinai]].{{Sfn|The Ancient Egypt Site|name=TAES}}
 
Egiptólogos como John D. Degreef, Nabil Swelim e Wolfgang Helck são contra igualar Nebecá a Nequerofrés. Referem-se ao fato de que o nome "Nebecá" não está atestado em nenhum monumento nem em nenhum documento anterior a Djoser.{{Sfn|Wildung|1969|pp=54-58}} Em vez disso, Nabil Swelim identifica Nebecá com o nome de [[Mesócris|Hórus Cabá]].{{Sfn|Swelin|1983|p=95}}{{Sfn|Swelin|1983|p=217–220}}{{Sfn|Swelin|1983|p=224}} Ele ainda identifica Nequerofrés com um rei ''Mesócris'' mencionado por Manetão, considerando isso como uma forma helenizada do nome do trono de Nequerofrés. Ele datou o reinado de Nequerofrés entre o sétimo e o oitavo rei da III dinastia.{{Sfn|Swelin|1983|p=95}}{{Sfn|Swelin|1983|p=217–220}}{{Sfn|Swelin|1983|p=224}}
Não se conhecem as relações com o rei [[Djoser]], acreditando-se que possa ter sido o seu irmão mais velho. O seu túmulo não foi ainda encontrado.
 
[[Jürgen von Beckerath]], Wolfgang Helck, Dietrich Wildung e [[Peter Kaplony]] propuseram que o nome de Hórus de Nequerofrés fosse o do sombrio ''[[Hórus Sá]]'', vendo o nome "Sá" como uma forma abreviada de "Sanaquete".{{Sfn|von Beckerath|1999|p=49}}{{Sfn|von Beckerath|1999|p=283}}{{Sfn|von Beckerath|1999|p=293}} Disto, Wolfgang Helck afirma que o nome Nisute-Biti de Nequerofrés era [[Uenegue]]. O rei Uenegue, no entanto, é amplamente considerado como tendo governado durante a II dinastia, e a teoria de Helck foi saudada com ceticismo.{{Sfn|Helck|1987|p=20}}{{Sfn|Helck|1987|p=21}}
 
O nome de Nequerofrés já foi lido como "'''Hene Nequete'''" por egiptólogos como [[E. A. Wallis Budge|Ernest Wallis Budge]]. Hoje, essa leitura não está mais em uso; a leitura atualizada é "'''Sanaquete'''" ou (raramente) "'''Naquete-Sá'''".{{Sfn|Myers|1901|pp=152–153}}{{Sfn|Wildung|1969|pp=54-58}}
{{Começa caixa}}
{{Caixa de sucessão|
|título=[[Lista de faraós|Faraó]]
|anos=''[[2686 a.C.]] - [[2667 a.C.]]''
|antes=[[Quenerés]]
|depois=[[Djoser]]
}}
{{Termina caixa}}
 
== Tumba ==
[[Ficheiro:Hen Nekht.png|esquerda|miniaturadaimagem|Possível crânio do Faraó Sanakht de mastaba K2 em [[Beit Khallaf|Beite Calafe]].]]
A localização da tumba de Nequerofrés não é conhecida com certeza. Por muito tempo, pensou-se que a tumba de Nequerofrés era o grande [[mastaba]] K2 em [[Beit Khallaf|Beite Calafe]], pois as escavações lá renderam fragmentos de relevo com seu nome. No entanto, alguns egiptólogos agora consideram esta mastaba como o sepultamento de um alto funcionário, príncipe ou rainha, e não de um faraó,{{Sfn|Grimal|1992|p=64}}  enquanto outros continuam a apoiar a primeira hipótese.{{Sfn|Raffaele|Nuzzolo|Incordino|2010|pp=145-155}}
 
Na mastaba foram encontrados os restos mortais de um homem com mais de {{Altura|metres=1.87}} de altura. De acordo com [[Charles S. Myers]], essa estatura era consideravelmente mais alta do que a média de {{Converter|1.67|m|ft}}. Dos egípcios pré-históricos e posteriores. O crânio do espécime era muito grande e espaçoso. Embora seu [[Índice cefálico|índice craniano]] fosse incomumente largo e quase [[Braquicefalia|braquicefálico]], as proporções de seus ossos longos foram adaptadas tropicamente como as da maioria dos outros antigos egípcios; especialmente aqueles do período pré-dinástico. Suas características cranianas gerais, no entanto, eram mais próximas das dos crânios egípcios do período dinástico.{{Sfn|Myers|1901|pp=152–153}}
{{Faraós}}
 
Consequentemente, a mastaba foi associada a uma anedota relatada por Manetão na qual ele conta sobre um rei tardio da II dinastia, chamado ''[[Sesócris]]'', que ele descreve como sendo particularmente alto. O egiptólogo Wolfgang Helck propôs outra hipótese; a saber, a tumba de Nequerofrés é uma estrutura inacabada a oeste da [[Pirâmide de Joser|pirâmide de Joser.{{Sfn|Helck|1987|p=20}}{{Sfn|Helck|1987|p=21}}]]
 
Embora o caso de Nequerofrés frequentemente apareça na literatura médica como um caso potencial de [[doença hipofisária]], há muitos anos não existe um consenso definitivo sobre se se tratava de [[acromegalia]] ou [[gigantismo]]. Em 2017, o [[Paleopatologia|paleopatologista]] Francesco M. Galassi e o egiptólogo Michael E. Habicht, do Instituto de Medicina Evolutiva da Universidade de Zurique, coordenaram uma equipe internacional de pesquisadores para reavaliar este caso. A conclusão deles foi que os supostos restos mortais de Nequerofrés são claramente o caso mais antigo conhecido de gigantismo no mundo.<ref>{{Citar periódico |url=https://www.thelancet.com/journals/landia/article/PIIS2213-8587(17)30171-7/abstract |titulo=Oldest case of gigantism? Assessment of the alleged remains of Sa-Nakht, king of ancient Egypt |data=2017-08-01 |acessodata=2021-11-03 |jornal=The Lancet Diabetes & Endocrinology |número=8 |ultimo=Galassi |primeiro=Francesco M. |ultimo2=Henneberg |primeiro2=Maciej |paginas=580–581 |lingua=English |doi=10.1016/S2213-8587(17)30171-7 |issn=2213-8587 |pmid=28732663 |ultimo3=Herder |primeiro3=Wouter de |ultimo4=Rühli |primeiro4=Frank |ultimo5=Habicht |primeiro5=Michael E.}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://www.newsweek.com/ancient-egypt-giant-pharaoh-king-sanakht-647292 |titulo=World's earliest known giant was an ancient Egyptian pharaoh, scientists say |data=2017-08-07 |acessodata=2021-11-03 |website=Newsweek |lingua=en}}</ref>
 
{{Referências}}
 
== Bibliografia ==
 
{{InícioRef|2}}
 
* {{Citar livro|título=Handbuch der ägyptischen Königsnamen, Münchner ägyptologische Studien|ultimo=von Beckerath|primeiro=Jürgen|editora=P. von Zabern|ano=1999|local=Mainz|página=|páginas=|isbn=3-8053-2591-6|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|título=A History of Ancient Egypt|ultimo=Grimal|primeiro=Nicolas|editora=Blackwell-Publishing|ano=1992|local=Oxford|isbn=0-631-19396-0|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|título=Untersuchungen zur Thinitenzeit (Ägyptologische Abhandlungen)|ultimo=Helck|primeiro=Wolfgang|editora=Harrassowitz|ano=1987|volume=45|local=Viesbade|isbn=3-447-02677-4|ref=harv}}
* {{Citar jornal |ultimo=Myers |primeiro=Charles S. |url= |titulo=The Bones of Hen Nekht, an Egyptian King of the Third Dynasty |data=1901 |website=Man |ref=harv |volume=131}}
 
* {{Citar livro|título=Recent Discoveries and Latest Researches in Egyptology|ultimo=Raffaele|primeiro=Francesco|ultimo2=Nuzzolo|primeiro2=Massimiliano|ultimo3=Incordino|primeiro3=Ilaria|editora=Harrassowitz|ano=2010|local=Viesbade|capitulo=Reign of Horus Sanakht: possible founder of the Third Dynasty|isbn=978-3-447-06251-0|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|título=Archaeological and Historical Studies|ultimo=Swelin|primeiro=Nabil|editora=The Archaeological Society of Alexandria|ano=1983|local=Alexandria|capitulo=Some Problems on the History of the Third Dynasty|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|título=Die Rolle ägyptischer Könige im Bewusstsein ihrer Nachwelt|ultimo=Wildung|primeiro=Dietrich|editora=Münchner ägyptologische Studien|ano=1969|volume=17|local=Berlim|capitulo=Posthume Quellen über die Könige der ersten vier Dynastien|ref=harv}}
 
* {{Citar livro|título=Early Dynastic Egypt|ultimo=Wilkinson|primeiro=Toby A. H.|editora=Taylor & Francis|ano=2002|local=Londres e Nova Iorque|isbn=9781134664207|ref=harv}}
 
* {{Citar web |url=http://www.ancient-egypt.org/history/early-dynastic-period/3rd-dynasty/horus-sanakht/biography-of-horus-sanakht.html |titulo=Biography of Horus Sanakht |data=25/09/2014 |acessodata=2021-10-27 |website=The Ancient Egypt Site |ref={{harvid|The Ancient Egypt Site}}}}
 
* {{Citar web |url=http://www.ancient-egypt.org/history/early-dynastic-period/3rd-dynasty/horus-netjerikhet/biography-of-horus-netjerik.html |titulo=Biography of Horus Netjerikhet |data=25/09/2014 |acessodata=2021-10-27 |website=The Ancient Egypt Site |ref={{harvid|The Ancient Egypt Site (a)}}}}
 
{{-fim}}
 
{{Faraós}}
{{controle de autoridade}}
 
{{controlo de autoria}}
[[Categoria:Faraós da III dinastia egípcia]]
3 950

edições