Espiritismo: diferenças entre revisões

3 647 bytes adicionados ,  4 de dezembro de 2021
Acrescentei um item à seção "controvérsias", que penso ser relevante e que pode ser melhor desenvolvido e complementado em edições futuras ao verbete.
m
(Acrescentei um item à seção "controvérsias", que penso ser relevante e que pode ser melhor desenvolvido e complementado em edições futuras ao verbete.)
Etiquetas: Editor Visual Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Possível inserção de fonte(s) não confiável(is)
{{Ver desambig|informações sobre outros significados atribuídos a esse termo|Espiritismo (termo)}}
{{Espiritismo}}
'''Espiritismo''', '''doutrina espírita''', '''kardecismo''' ou '''espiritismo kardecista''' é uma [[doutrina]] [[espiritualista]] e [[Reencarnação|reencarnacionista]] estabelecida na [[França]] em meados do [[século XIX]] pelo autor e educador [[Allan Kardec]] ([[pseudônimo]] de Hippolyte Léon Denizard Rivail). Como tal, pretende explicar, a partir de uma [[Cristianismo|perspectiva cristã]],{{Sfn|Kardec|1857|p=193|loc="O essencial está em que o ensino dos Espíritos é eminentemente cristão; apoia-se na imortalidade da alma, nas penas e recompensas futuras, na justiça de Deus, no livre-arbítrio do homem, na moral do Cristo. Logo, não é anti-religioso"}}{{Sfn|Arribas|2008|p=34}} o ciclo pelo qual um [[espírito]] supostamente [[Reencarnação|retorna à existência material]] após a morte do antigo corpo em que habitava, além da evolução pela qual ele passa durante este processo. O conceito também interage com concepções [[Filosofia|filosóficas]] e [[Ciência|científicas]] sobre a relação entre o físico e a [[moral]].<ref name="Encyclopedia of New Religious"/> O kardecismo surgiu como um [[novo movimento religioso]]<ref name=":2">{{citar web |url=https://core.ac.uk/download/pdf/80494598.pdf |titulo=Possessed Persons and Legal Persons in Brazil|citação=Spiritism was a new religious movement spawned in the 1850s in part from technological developments like the telegraph and photography.|pagina=187|editor=Maryland Journal of International Law - [[Universidade de Maryland]]|autor=Paul Christopher Johnson|acessodata=1 de novembro de 2021}}</ref><ref name="Encyclopedia of New Religious">{{citar web |url=https://www.booksfree.org/wp-content/uploads/2020/09/ENCYCLOPEDIA-OF-NEW-RELIGIOUS-MOVEMENT-Peter-Clarke.pdf|titulo=Encyclopedia of New Religious Movements|autor=Peter B.Clarke|editor=[[Routledge]]|local=Londres e Nova Iorque |data=2006 |acessodata=1 de novembro de 2021|pagina=190-195}}</ref> ramificado do campo espiritualista, as noções e práticas associadas à [[mediunidade|comunicação espiritual]] disseminadas em toda a [[América do Norte]] e [[Europa]] desde os anos 1850.<ref name="Encyclopedia of New Religious"/>
 
Kardec criou o termo ''espiritismo'' em 1857{{Sfn|MFESP|2012}}{{Sfn|Larousse|2012}} e o definiu como "a doutrina fundada sobre a existência, as manifestações e o ensino dos espíritos". Mesmo não sendo reconhecido como [[ciência]],{{Sfn|Pine|2008|pp=13-37}} Kardec dizia que o espiritismo alia aspectos científicos, [[filosofia|filosóficos]] e [[religião|religiosos]],{{Sfn|Kardec|1859|p=40}}{{Sfn|Kardec|1861a|p=15}} buscando uma melhor compreensão não apenas do [[universo]] tangível, mas também do universo a esse [[Transcendência (religião)|transcendente]].{{Sfn|Lang|2008|p=171}}{{Sfn|Neto|2007|p=622}}{{Sfn|Vannuchi|2013|p=250}} Depois de observar e analisar as [[mesas girantes]], o professor Rivail ficou intrigado com o fato de que como poderia a mesa se mover se ela não possui músculos ou formular respostas se ela não tem um cérebro. E foi o próprio agente causador do fenômeno que teria respondido: "Não é a mesa que pensa! Somos nós, as almas dos homens que viveram na Terra".{{Sfn|Porto|2019}} Rivail foi então estudar este e outros fenômenos, tal como a chamada "[[Incorporação (espiritismo)|incorporação]]" e a [[mediunidade]].{{Sfn|Pine|2008|pp=13-37}}
 
Um artigo publicado na revista cética britânica The Skeptic também critica o Espiritismo por estar associado à [[ufologia]], [[parapsicologia]], [[Magnetismo animal|magnetismo]] e outras pseudociências.<ref>{{Citar web |url=https://www.skeptic.org.uk/2021/01/kardecism-the-fringe-spiritualist-doctrine-which-became-the-soul-of-pseudoscience-in-brazil/ |titulo=Kardecism: the fringe spiritualist doctrine which became the soul of pseudoscience in Brazil |data=2021-01-15 |acessodata=2021-07-31 |website=The Skeptic |lingua=en-GB}}</ref><ref>{{Citar web |url=https://revistaquestaodeciencia.com.br/index.php/apocalipse-now/2021/02/13/pseudociencias-e-tradicao-espirita-no-brasil |titulo=Pseudociências e a tradição espírita no Brasil |acessodata=2021-07-31 |website=QC |lingua=pt-br}}</ref>
 
=== Qualificação como cristão ===
Allan Kardec ensinava que "o ensino dos Espíritos é eminentemente cristão".<ref>{{Citar web|url=https://livrodosespiritos.wordpress.com/mundo-dos-espiritos/cap-5-consideracoes-sobre-a-pluralidade-das-existencias/i-consideracoes-sobre-a-pluralidade-das-existencias/|titulo=I – Considerações sobre a Pluralidade das Existências|data=2007-10-22|acessodata=2021-12-04|website=O Livro dos Espíritos|lingua=pt-BR}}</ref> Em Obras Póstumas, é afirmado que o Espiritismo é "a única tradição verdadeiramente cristã". Autores espíritas como José Reis Chaves e Severino Celestino da Silva também afirmam que a reencarnação fazia parte do Cristianismo, até ser condenada pelo Segundo Concílio de Constantinopla.<ref>{{Citar web|ultimo=TEMPO|primeiro=O.|url=https://www.otempo.com.br/opiniao/jose-reis-chaves/tirada-do-cristianismo-a-reencarnacao-foi-deixada-na-biblia-1.1380247|titulo=Tirada do cristianismo, a reencarnação foi deixada na Bíblia|data=2016-10-02|acessodata=2021-12-04|website=Jose Reis Chaves|lingua=pt-BR}}</ref><ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books/about/Analisando_as_Tradu%C3%A7%C3%B5es_B%C3%ADblicas.html?id=V20eQAAACAAJ&source=kp_book_description&redir_esc=y|título=Analisando as Traduções Bíblicas|ultimo=Silva|primeiro=Severino Celestino Da|data=2020-09-11|editora=Ideia Editora Ltda|lingua=pt}}</ref> Essa tese polêmica foi popularizada ainda antes por Leslie Weatherhead, mas também tem sido questionada com base em afirmações dos pais da igreja e na falta de referências à reencarnação durante aquele Concílio.<ref>{{Citar web|ultimo=Schlesinger|primeiro=Joseph P. Gudel, Robert M. Bowman, Jr , e Dan R.|url=http://www.e-cristianismo.com.br/teologia/apologetica/reencarnacao-a-igreja-a-suprimiu.html|titulo=e-cristianismo - Reencarnação: A igreja a suprimiu?|acessodata=2021-12-04|website=www.e-cristianismo.com.br|lingua=pt-br}}</ref>
 
A própria qualificação do Espiritismo como cristão tem gerado controvérsias. O teólogo e historiador Josemar Valdir Modes objeta que o Espiritismo, por negar as principais doutrinas do Cristianismo e promover o ensino da reencarnação e da mediunidade, tidas como não-ortodoxas,<ref>{{citar livro|título=O fascínio que renasce em cada geração: reencarnação.|ultimo=Geisler|primeiro=Norman L.|ultimo2=Amano|primeiro2=J. Yutaka|editora=Mundo Cristão|ano=1992|local=São Paulo|páginas=141-144|isbn=85-85670-54-1}}</ref> não é cristão.<ref name=":3">{{Citar periódico |url=http://revista.batistapioneira.edu.br/index.php/ensaios/article/view/243 |titulo=ESPIRITISMO - UM DESEJO HUMANO QUE VIRA DOUTRINA RELIGIOSA! |data=2018 |acessodata=2021-12-04 |jornal=Revista Ensaios Teológicos |número=1 |ultimo=Modes |primeiro=Josemar Valdir |ultimo2=Silva |primeiro2=Alan Michael da |lingua=pt |issn=2447-4878}}</ref> O dr. Antônio Flávio Pierucci, professor do Departamento de Sociologia da USP e estudioso da religiosidade brasileira, também é um dos que afirmam que o Espiritismo "não é uma religião cristã".<ref name=":4">{{Citar web|url=https://super.abril.com.br/historia/espiritismo-que-religiao-e-essa/|titulo=Espiritismo, que religião é essa?|acessodata=2021-12-04|website=Super|lingua=pt-BR}}</ref>
 
Devido a essas diferenças, muitos acadêmicos o tem considerado como um tipo de "neocristianismo"<ref name=":4" /> ou, até mesmo, "pseudocristianismo".<ref name=":3" />
 
Autores espíritas, porém, entendem que o Espiritismo é cristão, por reproduzir o ensino de que devemos amar ao próximo.<ref name="Encyclopedia of New Religious" /><ref name=":2" />
 
=== Declarações racistas de Allan Kardec ===
16

edições