Joaquín Rodrigo: diferenças entre revisões

806 bytes adicionados ,  11h13min de 3 de agosto de 2005
sem resumo de edição
m (grafia do titulo)
 
Compôs sua primeira obra em 1923: Suite para piano, "Doz Ezbozos" (Dois Esboços) para violino e piano e "Siciliana", para cello. Em 1924, seu primeiro trabalho para orchestra, "Juglares", foi premiado em Valencia e Madrid, e obteve um diploma em uma competição nacional pela obra "Cinco Piezas Infantiles" (Cinco Peças Infantis), que mais tarde veio a ser premiada em Paris pela Orquestra Praram. Do outset de sua carreira Rodrigo escreveu todos seus trabalhos em [[braille]], ditando-os subseqüentemente a um escrevente.
 
A música de Joaquín Rodrigo é uma homenagem às ricas e variadas culturas da Espanha. Nenhum outro compositor espanhol utilizou tantos aspectos diferentes do espírito de seu país como fonte de inspiração, da história da Espanha da era Romana para o trabalho de poetas contemporâneos. Sua música é refinada, luminosa, fundamentalmente otimista, com uma predominancia particular da melodia, com harmonias originais. Os primeiros trabalhos revelam a influência de compositores do seu tempo como Ravel e Stravinsky, mas sua voz pessoal é rápidamente reconhecida, a qual iria criar um capítulo notável na história cultural da Espanha no século 20º, onde a originalidade da inspiração musical de Rodrigo vai de mãos dadas com uma devoção para os valores fundamentais de sua tradição.
 
{{esboço}}
5

edições