Joaquín Rodrigo: diferenças entre revisões

616 bytes adicionados ,  16h15min de 3 de agosto de 2005
sem resumo de edição
 
A música de Joaquín Rodrigo é uma homenagem às ricas e variadas culturas da Espanha. Nenhum outro compositor espanhol utilizou tantos aspectos diferentes do espírito de seu país como fonte de inspiração, da história da Espanha da era Romana para o trabalho de poetas contemporâneos. Sua música é refinada, luminosa, fundamentalmente otimista, com uma predominancia particular da melodia, com harmonias originais. Os primeiros trabalhos revelam a influência de compositores do seu tempo como Ravel e [[Stravinsky]], mas sua voz pessoal é rápidamente reconhecida, a qual iria criar um capítulo notável na história cultural da Espanha no século 20º, onde a originalidade da inspiração musical de Rodrigo vai de mãos dadas com uma devoção para os valores fundamentais de sua tradição.
 
As numerosas e variadas composições de Joaquín Rodrigo incluem onze concertos para vários instrumentos, mais de sessenta canções, trabalhos para coral e instrumentos, e música para o teatro e o cinema. Vários solistas distintos comissionaram trabalham dele, entre eles Gaspar Cassadó, Andrés Segovia, Nicanor Zabaleta, James Galway, Lloyd Webber Juliano e o Quarteto Romero de Violão. Seus numerosos escritos em música revelam uma compreensão profunda da arte e incluem assuntos tão variados quanto a Décima Sexta Polifonia de século, os Poemas Sinfônicos de Richard Strauss, e A Arte do Condutor.
 
{{esboço}}
5

edições